Uncategorized

Em Casa é Outra História.

Entre outras coisas, o que mais me irrita nos irlandeses (pelo menos com os que eu convivo) é a total falta de habilidade em expor de maneira clara, direta e obejetiva a sua verdadeira opinião.Eles são muito educados para discordar, pelo menos com quem pode resolver o problema deles.

Uma noite dessas eu e o  rosinha resolvemos arriscar sair para  jantar em um restaurante sem fazer reserva .Não conseguimos.
Conseguimos uma mesa na quarta tentativa (gente, cadê a recessão?).
Fizemos nosso pedido, eu gostei do meu, o rosinha reclamou do dele o tempo inteiro.Tadinho.

O garçom veio recolher os pratos e perguntou o que tínhamos achado, eu disse que ele não tinha gostado.
Rosinha é passado, a pessoa ficou roxinha, pretinha, verdinha, o rapaz visivelmente arrependido de ter feito a pergunta me perguntou where I was from, eu respondi com todo o orgulho que sou brasileira.
Ele, Italiano,sorriu e disse que já imaginava, a esposa dele é carioca.

O Roxinho, ops, rosinha foi voltando a coloração normal e quando a conta chegou sem o prato dele incluso ele agradeceu a minha atitude. Para evitar mau entendidos, disse que esse lance de reclamar da comida só serve em restaurante, vai que ele decide virar “carioque” e comece a reclamar do jantar em casa ?, pensando bem, ele não é bobo e sabe que eu não tenho conta pra abater, mas sou dona da sobremesa.

Facebook Comments

7 Comments

  1. Amiga, deixa brasileiro ficar lendo este post que o que vai ter de nego reclamando de comida BOA na Irlanda só pra não pagar…kkkkk

  2. rsrs Imagino a cena! Que bom que não pagou pelo prato, achei bem legal!
    Que ele tome por lição e possa se expressar mais :)))

  3. A ultima linha define tudo!!! Boa garota!

  4. Existe mesmo essa submissao e aceitação dos serviços em geral aqui, principalmente em restaurantes como vc bem pos aí. Também me irrita o fato de nao se dar gorjeta aqui, assim como os serviços nao serem personalizados como nos países latinos. Por ex. no Brasil(parece que na França também) o garçom faz carreira e é seu amigo, psicólogo, enfim. Os Irish estão acostumados com esse lance de "tá tudo bem". Eu sem querer entrei nessa onda também, mas sinto falta mesmo do bom serviço dos restaurantes do Rio. bjs

  5. Karine, me ensina isso. Eu reclamo, mas ganho no máximo um desconto ou um voucher pra outra vez. Abater o preco todo só o fazem quando devolvo o prato intacto, pq nao dá pra descer mesmo.

    BJos

  6. Menina, isso só acontece por aí… Que sorte!
    Aqui eles tb costumam perguntar e, se vc responde que nao gostou eles te perguntam o pq mas, fica tudo por isso mesmo. Em bom alemão: Pech gehabt(azar o seu)!
    Só me aconteceu de nao pagar pela comida que eu nao gostei uma vez: e foi em Istambul. Pior de tudo, q o dono do restaurante veio tirar satisfações pq eu nao tinha comido, coisa e tal e o meu marido respondeu q mesmo sabendo q o tal kebap era de carneiro, eu pedi(detalhe: eu detesto carneiro) e, mesmo assim nao paguei no final. Povinho honesto, né?
    Agora em casa a história é mesmo outra… nao fica ensinando essas coisas pro seu nao:-)!!

  7. Pois é, essa educação britância me irrita tb!
    Teve uma vez q ficamos em torno 1h30 esperando pra conseguir mesa + a comida, detalhe, tínhamos reservado mesa e chegado antes. Eu queria ir embora, mas Chuchu e cia. resolveram esquentar a bunda. Eu falei q tínhamos que reclamar pq isso ñ é normal, e sabe o q ele me falou? "Não é no Brasil, darlin'!" Eu quase morri pq isso ñ é normal em lugar algum!
    Beijos!

Deixe uma resposta