Crônica, Family, Relacionamento com Estrangeiro, Vida Na Irlanda

Amor que dura.

A gente pode amar qualquer pessoa.

Aquela pessoa mais diferente da gente, a gente pode amar.

Mas amor pra durar, durar bem, durar com vida e felicidade, só quando a gente ama alguém que tenha a mesma sintonia, a mesma vibe, os mesmos valores, os mesmos planos de vida.

Um pássaro pode se apaixonar por um peixe, mas e quando eles tiverem que decidir, onde eles morariam?

Durante um tempo o passarinho visitaria o peixe na beira do rio, pode até ser que por muito tempo, mas dificilmente será o tempo suficiente.

Não estou dizendo que amores de curta temporada nao valham a pena, acho inclusive que valem muito a pena, eles são na verdade os meus favoritos.

Mas estou aqui divagando o porquê de amores entre pessoas bem diferentes nao durarem.

Agora, veja bem, não estou falando em duração de relacionamento. Estou falando de amor. De amor sem ressentimento, de amar alguém sem ter que abrir mão do que você acredita, dos seus valores, de você.

Pessoas vivem junto por 50/60 anos, sem amor.

Mas é que pra existir amor é preciso existir admiração, né?

No início do relacionamento a gente quer tanto que dê certo que ignora todos sinais, mas não devemos.

Quem por exemplo, sendo contra os ideais do atual governo, vai olhar para um cara que defende essas políticas desumanas e admirar? – Estou citando política, mas pode ser em relação a muitas e muitas coisas e também pode ser que pra você politica não seja um Deal Breaker, então esse exemplo não entra, claro. De repente pra você que é vegana,é impossível amar um carnívoro. Ou se você quer filhos e o outro não quer. Todo mundo tem seu deal breaker. Ou deveria.

Mas sabe o que é mais triste do que quando a amor acaba por falta de compatibilidade?

É quando um relacionamento continua sem amor, sem planos alinhados, sem admiração.

E a gente quer amor, muito amor, dos de verdade, mesmo que eles não sejam eternos.

‘O Amor está na concordância, na harmonia, na sintonia’

Eriximaco

Facebook Comments

Deixe uma resposta