Descendo do Salto.

Descendo do Salto.

Eu vou te dizer uma coisa honestamente.
Quando eu fiquei grávida do Breno aos 22 anos, eu podia plantar bananeira no nono mês, quem dirá então andar de salto alto. Eu morava no Brasil, né? e lá, e na minha cabeça, estar grávida não justificava  descer do salto. Sei que não era só eu, porque eu nasci, cresci e vivi vendo uma sociedade que gira em torno da beleza, veja bem, eu não tô falando de saúde, tô falando de tortura.

Morar na Europa é libertador. (pelo menos nos Países em que a cultura não é Latina)
Quero ver alguém negar.
Você pode até conservar os mesmos hábitos da época da escravidão de quando morava no Brasil, mas vai ser por pura e espontânea vontade.
O fato é, que nunca mais deixei de sair porque não fiz as unhas, ou porque não fiz escova, ou porque meu pé estava machucado e eu só poderia calçar uma sapatilha.

Claro que elas se arrumam, quando a ocasião pede, mas ninguém sofre sob um salto 15 durante o dia por pura vaidade.

Quando você vai fazer escova em uma salão irlandês, a primeira pergunta é quais são seus planos para aquele dia, isso acontece também com as unhas, normalmente ninguém aqui faz toda semana, pedicure então, só no verão, junto com a depilação das pernas (que né? não tem varizes, então compensa…)

Acho maravilhosa essa tal liberdade de fazer o que eu quero, sabendo que ninguém vai me julgar pelo tamanho do meu salto, pelo estado do meu esmalte ou pela falta dele.

Vanessa querida, você precisa vir me visitar.

Wanessa camargo grávida de 9 meses, esbanjando tortura pré varizes.

Facebook Comments

18 Comments

  1. Disse tudo!!! Aqui no Canada tambem eh libertador… ninguem repara em ninguem! Nao tem marca de carro nem de roupa que faca alguem ser melhor que outro… 🙂
    Beijaoo
    Adri

  2. Ui!!! discordo, hein? Mora na España, (precisamente Lanzarote) e o povo anda aqui anos luz mais arrumado do que eu andava em SP! Em Madrid entao… nem se fala! POde até nao ter um culto ao corpo tao exagerado como há no Brasil. Mas qualquer pequeno evento… é um super desfile de moda por aqui!! Ai acho que o conceito Europa nao entra. Cada lugar acaba tendo uma caracteristica bem diferente….
    (de qualquer forma eu sou da linha – desde de SP- ando com o que eu gosto… e o que eu acho mais confortavel… ). Beso!

    • Olha, eu acho que é porque a cultura Espanhola é latina, né?
      Mas o texto não fala que as Irlandesas não se arrumam, óbvio que elas se arrumam, mas ninguém coloca salto pra passear no shopping e ir a um cinema e pelo pouco que eu conheço da Espanha, elas tambem não….
      um beijo!

    • Oi Ka! Eu fiz meu curso de espanhol na Universidad Estadual Menéndez Pelayo, eu lembro que ña introdução cultura ibérica , os espanhóis sao considerados mediterrâneos (asssim como os italianos e gregos) e nao latinos. As madrilenas , diferente das catalanas, sao mais de taconazos, porém , as que usam nao pegam tranporte publico 🙂 Vao a qualquer parte, centro comercial, restaurante e cinema também xxx

    • Ai iphone!!! Universidad Internacional e nao estadual, ou a minha cabeca na confusao de idiomas 🙂 xxx

  3. Sinceramente…até acho meio brega ver alguém super produzido e com salto alto em plena luz do dia. Lógico que se arrumar é legal, eu gosto e acho bonito quem arruma um tempo pra si. Mas sem exageros. E pra mim é exagero ir ao cinema de salto alto mesmo a noite. No máximo um saltinho médio e grosso. Vivo de sapatilha porque venho trabalhar de bike e acho que mesmo que fosse uma executiva não viria de salto, porque há sapatilhas lindas que não deixam nada a desejar em relação a um saltão.
    Os meus saltos ficam reservados para alguma noite especial, mais formal ou até para uma baladinha com o marido.
    bjos

  4. Bruna Dalfré

    Assino embaixo Ka!
    Vivemos numa escravidão da beleza, além de cuidar de tudo e lavar a louça temos que estar com o esmalte da moda!kkk
    A Europa é libertador, além das unhas sem esmaltes, pasme, nunca vi uma européia com brincos enormes, sério!
    Eu acho que nasci e vivo no país errado…
    bjj

  5. Sou baixinha como a Vanessa e quando era mais nova tbm não saía sem salto alto e vou te dizer que isso é pura insegurança, é acreditar que te acharão menos bonita ou interessante, não é pelo prazer de usar salto alto, não mesmo! Hoje só uso salto em ocasiões especiais, no meu dia a dia de trabalho, cinema, etc uso muita sapatilha, rasteirinha e bota sem salto e vou te falar que me sinto ótima.

  6. É a beleza da simplicidade, algo que anda em falta aqui no Brasil. Cultuando as mulheres barbies, siliconadas, lipadas, unhas postiças, mega hair., versão feminina do robocop… é triste, viu? E, na minha opinião, este tipo de beleza cansa e não tem nada de interessante. Acho que você vive num lugar ótimo, principalmente para criar seres humanos.
    Grande abraço!

  7. Nossa ninguem nunca havia dito isso antes com tanta verdade e naturalidade Como vc!!! Amei a honestidade e quero passar por aqui e tbm dizer que… FUI LIBERTA!!!!! RSRSRSRS Gracas Deus!!!!

  8. Tenho 1,56m. Uso salto sob tortura! Claro, fica lindo e talz, mas vou confessar que AMO sapatilhas, rasterinhas e o bom e velho tênis. quando engravidei, usei e abusei das sapatilhas mais lindas que tenho e não em envergonho em NADA disso!
    Wanessa não me representa! hahahah

  9. Eu ja desci faz tempo,rs.
    Ainda mais que maridex é mais baixo que eu,uns 2cm, e depois que comecei a reter liquidos, agora coleciono sapatilhas,kkkkkkk

  10. Tudo no Brasil é questão de status. Se você não tem você não é! Infelizmente. As vezes a pessoa não tem aparência e nem roupas da zara pra sair ostentando por aí, mas tem bastante conteúdo.

  11. É elegante sentir-se confortável

  12. Eu ando bastante, então estou sempre de sapatilha. Não sei como tem gente que aguenta salto alto todo santo dia, estando grávida então… sem comentários. Aqui as pré-adolescentes já estão nos saltos.

  13. Sou a favor das sapatilhas!!! uhuuuu!!

    Eu moro no Brasil e sou liberta dos saltos!! Graças a Deus e a minha autoconfiança.

    Trabalho todos os dias de sapatilha ou sapatênis! Tenho alguns poucos sapatos de salto que uso para sair para uma baladinha, formaturas e casamentos e quanto estou disposta a agradar o meu noivorido! Ele adora e quando uso é por disposição minha e fora do dia a dia.

    No dia a dia, as minhas lindas sapatilhas me representam!

    Quando a unha e cabelo! idem!! Faço unha de vez em quando e a maioria das vezes para formaturas, casamentos e festas muito importantes(no meu conceito, é claro!)

    Escova também faço só de vez em quando! Meus cabelos são cacheados e super assumo os meus cachinhos. Escova só quando tenho algum evento E estou com vontade de um visual diferente!

    Gosto demais do seu blog e AMEI esse post!

  14. Oi Karina vim conhecer seu blog e gostei bastante do que vi por aqui.Também moro na Europa (Alemanha-Munique)e te confesso que entre tudo o que me encantou ao vir morar aqui está essa tal liberdade sobre modismo,nunca fui fa de saltos mesmo quando morava no Brasil,mas aqui uso e abuso de minhas bailarinas,gosto de ver nas ruas as pessoas cada qual no seu estilo se sentindo belas,sem aquele olhar critíco da pessoa do lado,é claro que nem tudo sao flores ,mais por esse lado sim.Bjs e voltarei mais vezes por aqui.

  15. Oi Karine vim conhecer seu blog e gostei muito do que vi por aqui.Também sou brasileira e moro há quase 8 anos em Munique e entre tudo que que gostei por aqui uma das coisas que curto muito é essa liberdade com relacao ao modismo,cada um usa o que gosta,faz seu próprio estilo .Eu no verao uso e abuso de minhas bailarinas,sou fanzoca,mesmo quando morava no Brasil eu nao usava saltos,e aqui até para eventos mais glamorosos,rsrsrsrsr…Vou com elas e sem medo de parecer dessarrumada por nao está de salto.Gostei muito do seu post ,maravilhoso.Bjs

Deixe uma resposta