A justiceira da Irlanda.

A justiceira da Irlanda.

Esse blog de mãe de família esconde uma realidade muito diferente do dia-a-dia dessa que vos fala, ou, que vos escreve, sei lá.

O fato é, que pode não parecer, mas eu sou briguenta, na gíria popular carioca, mais conhecida como “barraqueira”, não que eu saia de casa procurando uma confusão e tals, porque não foi para isso que minha mãe me criou, mas se a confusão me encontrar eu enfrento com disposição e isso não acontece raramente, por que não pense você que a população dubliniana é feita puramente de gente fina, elegante e sincera, porque não é, não mesmo.

Os meus barracos mais frequentes, como toda mãe que se preze, envolve o bem estar dos meus filhos.
Aqui em Dublin, na maioria dos estacionamentos existem vagas reservadas para deficientes físicos e mães com bebês, você pode achar estranho, mas tem uma lógica para isso já que aqui 100% das crianças usam buggy e as cadeirinhas dos carros (chamados car seat) acoplam na estrutura do carrinho, sendo assim, para retirar a kid do carro é necessário que se abra completamente a porta, ou seja, em vaga normal não há espaço para esse movimento e todo mundo aqui, principalmente quem é mãe de filho crescido respeita isso, né? Pois é, Nãooooo, e eu chefa da liga das mães justiceiras de vaga de estacionamento, estou sempre de olho para fiscalizar.

A foto abaixo, inclusive, foi tirada enquanto eu ameaçava uma senhora que, com 3 vagas vazias na parte de trás, insistia em estacionar ali.
Claro que assim que ela me viu sacando o telefone da bolsa começou a dar ré e fez uns gestos com a mão indicando que eu era, veja você, uma maluca.
Coitada, ela ainda não viu nada…
(mas quem sabe ela não veja a foto do carro dela na internet, e morra de vergonha, não é mesmo?)
Shame on her!

Estamos de olho!

Facebook Comments

11 Comments

  1. Bem feito pra essa maluca e que bom seria que estivesse bem nitida a placa do carro dela, ai seria um show rsrs. Mas voce esta certissima Karina, se nao sabem a gente ensina ne….Bom pelo menos aqui ninguem (acho eu) sai com uma arma pra ameaçar porque esta se buscando os direitos. Bom dia pra voce e famili.

  2. Está certíssima, eu acho um absurdo esse povo folgado.
    Eu sou bem assim, e meu marido acha horrivel eu fazer isso,kkkkkkk.

    • Lis, Rosinha achava, mas agora acho que contaminei o pobre coitado rosa, ele não pode mais ver gente abusada que dá logo um toque, muito mais educadamente do que eu, mas já é um avanço, né? ha ha ha

  3. que bom! e continue assim!

  4. Gente folgada tem em todo lugar, né não!?!?

  5. Acho que você está certa, tem que fazer valer seus direitos sim! Se ninguém reclamar, o povo vai abusar, então você está apoiadíssima!

  6. hahaha adorei sua iniciativa, é assim mesmo nesse mundo seja onde for que estivermos não podemos aceitar certas coisa,gente folgada assim muito menos, parabéns. <3

  7. Super apóio! Raiva de gente folgada! 😛 Atrasadinha, mas parabéns pelo niver dona aquariana! Beijos

  8. Gente folgada é o fim.
    Parabéns!!!
    Bjs.
    Elvira

  9. Que bacana essas vagas.

    Odeio também quem não respeita essas regras tão básicas. Custa estacionar em outro local?

    As pessoas ainda querem um planeta com amor. Como? Se o ser humano não consegue respeitar o próximo?

  10. Hahahahahha AMEI!

Deixe uma resposta