Uma vida Feliz x Uma Vida Interessante.

Uma vida Feliz x Uma Vida Interessante.

Responda rápido:
Pra você vale mais ter uma vida feliz ou uma vida interessante?
Okay, não é uma pergunta habitual e muito menos fácil de responder,

mas no meu caso que sempre tive uma caidinha pelas coisas interessantes tive que me contentar em as vezes, deixar a felicidade de lado.

Por exemplo, mudar de país. É interessante.
Aprender outra língua. É interessante.
Conhecer o mundo. É interessante.

Mas morar longe da família, amigos, deixar carreira e sobreviver sem a comida que se gosta , não necessariamente trás felicidade, mas não dizem que felicidade é olhar o lado bom das escolhas que se faz mesmo que de imediato pareça loucura ?.
Uma vida interessante, como pode-se notar, nem sempre é  tranquila.

Eu particularmente tenho uma admiração enorme por pessoas que tiveram capacidade de mudar o rumo, que não ficaram só no sonho, que se deram outra chance mesmo depois de um fora, que não deixaram se abater pelas dificuldades ou que a tragédia não conseguiu estagnar.

Mas não existe milagre, para uma pessoa ser interessante, antes de mais nada ela tem que se interessar.

Se interessar compartilhar, o que não significa falar sem parar, mas conversar, expor sua opinião, escrever um blog, um livro, um diário. 

Por isso, fico entediada quando converso – tento conversar- com gente que não tem assunto, que não acrescenta e que não entende muito de nada, gente que morre sem mudar de opinião.

Ler, escrever, arriscar, inovar, criar, colecionar, fotografar, escutar,recomeçar, verbos que fazem parte do dia-a-dia de pessoas  interessantes,  felizes dos que vivem em volta deles e  que optam acima de tudo por uma vida de verdade, com todos os altos e baixos que essa escolha implica porque no final das contas, o que não vale é deixa-la passar, insignificante, o que aliás, nenhuma vida merece ser.
Acabei de ler um livro da Danuza Leão em que sabiamente ela diz: “Pensar muito e raciocinar muito podem impedir, as vezes, que a vida aconteça”.
E quem vai dizer que não?
Facebook Comments

10 Comments

  1. acho que seguindo o seu raciocinio, minha vida é bem interessante e vejam so, tb sou feliz!!!

    vc tem razao Ka, gente que faz tem sempre mais a oferecer que aquelas que ficam observando o mundo da janela!

  2. Muito legal isso que vc escreveu, me fez muito bem ler sobre isso, porque na maioria das vezes perdemos varias oportunidades por raciocinar demais.

    =)

    Muito legal!

  3. Olha, uma vida interessante é legal..mas logo logo ela deixa de ser. Pelo menos comigo foi assim, sempre quis morar fora e achei muito interessante esta experiência, agora? Nada é novidade mais e deixou de ser interessante…Tenho vontade de voltar ao meu "lar" (leia país).

    Sobre a frase da Danusa, tenho pensado sobre isto neste ano…sou tão racional com tudo que ainda não fiz quase nada!

    Bjooo

  4. Ameeeeeiiii, o post demais.
    Eu penso demais, sobre tudo, sobre todos e sobre minhas decisões. Principalmente quando leio um post sobre esse assunto. Mas concordo com tudo, principalmente com a frase da Danuza!!!

  5. Ah,tb não gosto mt de conversar com pessoas que não mudam a opinião; geralmente são as que tem o mesmo papinho entediante.

    As pessoas felizes são as que seguem a voz do coração, e não ficam a pensar mt no que vão perder. São as que põem em prática o verbo: arriscar.

    Beijos

  6. Oi karina,

    como sempre, você é muito precisa nas suas palavras e na maioria das vezes nao deixa de ter razao! Já faz um tempo que acompanho seu blog, o encontrei através da minha prima. Adoro o jeito leve e prático com que vc leva a vida.

    Quanto a essa sua última postagem, acho que as pessoas mais sábias sao aquelas que sao capazes de experimentar novas experiências, que estao sempre abertas para algo novo e nao só isso, sao aquelas pessoas que absorvem dessas experiências o que julgam necessário e usual para sua vida. Isso é interessante.

    Com relacao a pergunta: vida feliz ou interessante? Para se ganhar algumas coisas é necessário perder outras. O importante é encontrar um equilíbrio entre as duas coisas, vc nao acha?

    Parabéns pelo blog!

  7. Adorei a frase da Danuza. Gostei mais ainda do questionamento. O que é interessante para alguem, pode nao ser para outra pessoa. Por exemplo, eu sempre quis viajar. Jurava que nao ia morrer sem conhecer outros países, aprender outras linguas, vivenciar outras culturas. Isso me inquetava desde a adolescencia. Agora, tenho amigas que simplesmente nao acham isso interessante, que nao tem vontade alguma de sair do pais. Portanto o que é super interessante para mim, nao é para elas. Sou feliz, elas tambem. Cada uma da sua maneira…

    Bom para pensar…

    bjs

  8. Karine, gostei muito mesmo do que voce escreveu. Também tenho profunda admiracao por pessoas que mudaram o rumo, que arriscaram, que buscaram transformar suas vidas em algo diferente e interessante. Nada pior do que conversar com alguém que nao tem nada a acrescentar, que nao tem histórias pra contar, que nao vive…
    Quanto a frase da Danuza Leão, mais uma pra eu acrescentar na minha coleção!

  9. eu tambe votei pelo interessante. pelo curioso, pelo diferente. e nao podemos dizer que nao somos felizes, nao eh? 😀 felicidade nao tem padrao, e a gente eh a responsavel pela nossa.

  10. Assino ao lado. Se dormir na praia a onda leva. Quem se move vive mais. Um brinde aos que se movimentam… E parabéns por ser parte do time dos interessantes!!

Deixe uma resposta