TPM + Férias Escolares, não combinam.

Eu acho bonito esse negócio de família grande.
Papai + mamãe + filhinho(S).
O meu maior incentivo para pertencer a pequena estatística das mães 4+ foi o fato dos meus 3 primeiros filhos terem sido bebês calmos e que por me dar bem com a minha irmã, acho que gostaria de ter mais irmãos (talvez para dividir um pouco a culpa que bate vez ou outra em ter deixado meus pais e me mudado para Irlanda ).

Hoje sou mãe de 4 e não me arrependo, mas me pergunto se meus filhos são ok com o fato de terem a nossa atenção dividida full time.

Eu tenho duas mãos para dar, não tenho 4.
O colo tá quase sempre ocupado.
Nem sempre posso atender de imediato a um pedido, porque estou ocupada com o outro.
Quando as menores fazem alguma coisa especial que qualquer pai de primeira viagem vibraria, pra mim, é comum e sem querer acabo não festejando como depois que a ficha cai, eu acho que deveria.

Por mais que eu faça o dever de casa com a Chloe enquanto a Amy dorme e que leia os trabalhos de escola do Breno e que eu e o Rosinha (que lê histórias e reza com a Chloe antes de domir, enquanto eu faço com a Mia) desfrutemos de um tempo individual com eles, por causa da diferença de idade, quase não fazemos programas “família”, ou eu e o Breno vamos ao cinema, ou o Rosinha leva a Chloe na escolinha de arte, ou na outra semana eu levo a Mia e a Amy ao Playground enquanto ele faz algo em casa com os mais velhos.

Sei que é uma fase, mas ando agoniada, principalmente quando eles estão de férias e passa pela minha cabeça que por mais que eu ache bacana ter muitos irmãos, talvez eles não achem, sei lá, né?

Esse post é pra dizer, que tudo tem seus dois lados (muitos filhos e um filho) e que tudo o que eu mais quero nessa vida, além de ter mais braços e pernas, é que eles se curtam, como eu curto ser mãe deles, porque sabe aquele ditado de que “se tá fácil, tá errado?”, então…eu acho no geral fácil e fico com medo de estar fazendo algo errado.

Post meio deprê, né?

Tô de TPM, ta aí mais um bom motivo de “viver grávida”, nem sabia mais o que era isso….

Me abraça?… e me beija, me chama de meu amor? (já no ritmo do carnaval que é pra dar uma alegrada…)

Facebook Comments

18 Comments

  1. Você nem sabe quem eu sou, mas sou filha única, morro de inveja de quem tem irmãos… e super te entendo nessa "fase agoniada". Toma lá o abraço!
    —o—

  2. Eu tenho CERTEZA que cada um deles ama ter 3 irmãos, mas assim certeza ABSOLUTA! Use a TPM em outra coisa que essa preocupação não rola! rs!

  3. Eu sou do grupo q só quero 1 (já o tenho) e me sinto culpada por outros motivos,tipo,ele não ter ninguém p brincar,um amigo desde pequeno,mas eu tive um irmão q não foi nada disso p mim,pois qndo minha mãe conseguiu ter ou bb eu já tinha 9 quase 10 e não vivemos muitas fases juntos,apesar de cuidar muito dele qndo ele era bb,não é a mesma coisa,pq nem criados iguais fomos,eu sei muito bem o q é não poder pedir nada pq meeus pais tinham outros planos p vida e + um brinquedo bobo p mim,não seria prioridade,já meu irmão sempre teve pois qndo nasceu meus pais já estavam bem financeiramente,eu sempre q posso compro um presente p meu filho msm q tenha custado – de 5 reais,pois qndo ele me pede algo explico q não posso ou q já dei um q ele terá q esperar,pois eu vivi assim,+ me sinto uma péssima mãe em negar algo p ele ou ceder qndo ele pede,ou seja NUNCA seremos mães completas,seja com 1 ou com 4 filhos sempre faltará algo né!!

    Quase um livro/desabafo/pedido de socorro kkkk

    Bjos e abraços

    http://www.reideas.com.br

  4. Sou mãe de dois e sei a loucura que e. De qualquer forma, posso falar pelo outro lado também. Sou a mais velha de quatro irmãos. Minha mãe heroicamente teve 4 filhos em cinco anos, imagina a loucura de 4 criancas pequenas! Brincamos e brigamos muito, inclusive pela atenção da mãe. Outras épocas nem notamos a presença uns dos outros, cada um em seu momento de vida. Por fim, na idade adulta, morando em cidades e países diferentes, somos super unidos. Minha mãe, já falecida, e lembrada em todas conversas com muito carinho…tudo isso, pra dizer, que apesar das dificuldades e até das privações, essa família grande nos fez pessoas melhores…e as lembranças, bom as lembranças sao na maior parte das coisas boas!

  5. Mujer, eu sou fruto de uma familia de SEIS! Alias, tenho mOOOOitos primos e primas (alem de irmaos) e crescer no meio dessa bagunca nao foi facil… Mas, depois de um tempo, me dei conta do quao prazeroso era isso.
    As refeicoes sempre movimentadas (e muita conversa, risada na mesa), os amigos dos irmaos, as trocas fashion com a irma, as brigas, as saidas (das quais eu era "sem querer" deixada em casa), o chocolate dividido em mil pedacinhos, a mae que estava sempre ocupada (porque ela tambem trabalhava fora) mas que sempre nos acolhia com um abraco que nos afogava em amor!
    Casa cheia EH PRIVILEGIO! Quisera eu poder fazer o mesmo (comecei a producao um pouco tarde)…

    Essa fase vai passar (e virao outras tantas). Mas essa bagunca deliciosa fica e marca e traz muita, muita saudade quando crescemos e cada um segue o seu rumo. Entao, aproveite as dores e as delicias, tudo junto misturado.

    Boa sorte!

  6. Mujer, eu sou fruto de uma familia de SEIS! Alias, tenho mOOOOitos primos e primas (alem de irmaos) e crescer no meio dessa bagunca nao foi facil… Mas, depois de um tempo, me dei conta do quao prazeroso era isso.
    As refeicoes sempre movimentadas (e muita conversa, risada na mesa), os amigos dos irmaos, as trocas fashion com a irma, as brigas, as saidas (das quais eu era "sem querer" deixada em casa), o chocolate dividido em mil pedacinhos, a mae que estava sempre ocupada (porque ela tambem trabalhava fora) mas que sempre nos acolhia com um abraco que nos afogava em amor!
    Casa cheia EH MUITO AMOR! Quisera eu poder fazer o mesmo (comecei a producao um pouco tarde)…

    Essa fase vai passar (e virao outras tantas). Mas essa bagunca deliciosa fica e marca e traz muita, muita saudade quando crescemos e cada um segue o seu rumo. Entao, aproveite as dores e as delicias, tudo junto misturado.

    Boa sorte!

  7. E eu que sempre tive inveja de quem era filho filho e tinha toda a ateçao dos pais!! Sim fui egoista e confesso que ainda sou, mas hoje, pelo fato de ser adulta amo ter minhas irmas por perto, as duas sao mais novas que eu, e elas s´´o tem 1 ano de diferença de idade e eu mais velha sempre sobrava, ta a´´i um dos motivos pelo qual eu queria ser filha unica… Hoje isso passou, mas nao me sinto culpada nao… Somos mto unidas hoje, mas na infancia era um "Deus nos acuda"!!!!

  8. Karine, olhe só, eu tenho 3 irmãos, tenho 22 anos, tenho uma irmã de 20 e os outros 2 são bem mais novos, da minha irmã mais nova tenho 15 anos de diferença. Eu não sei como é na Irlanda, mas aqui no Brasil eu me sinto como a única pessoa no mundo que tem tantos irmãos. Quando eu falo para as pessoas, elas sempre se surpreendem com isso, eu fico chatiada com isso, porque afinal se a minha família decidiu ter tantos filhos é porque meus pais tem condições psicológicas/financeiras para isso. Enfim, minha mãe até sofreu na quarta gravidez com isso, com as pessoas perguntando: Nossa depois você vai fazer laqueadura né? ou Você é muito corajosa.
    Mas em relação à sua angústia: Eu amo ter muitos irmãos, eu acho que isso deixa a família mais divertida, até porque eu já não moro mais em casa e minha irmã está morando na Alemanha. Eu gosto dos programas em família até um tempo atrás viajávamos todos juntos, como 2 carros, kkkk, hoje por conta do trabalho não consigo ir junto. Quando suas kids ficarem maiores, vocês vão conseguir fazer mais programas juntos, quando são pequenos a "logística" pra sair de casa é muito complicada, kkkk.
    Eu sei que isso é bem pessoal, mas eu acredito que suas kids também amam os irmãos e ter uma família grande.

  9. Coragem e muitos abraços amiga,essas duvidas surgem em toda mae de tpm,rs. Eu,ca, estou me sentindo pessima porque trabalho direto, inclusive finais de semana,rs. Beijos e se cuida.

  10. Oi karine, eu sinto o que voce esta descrevendo ai, mas eu acho que as vezes a gente se julga muito.
    Eu cresci numa familia de 4 filhos sendo eu a mais nova, minha mae casou com 16 anos e com 22 ela ja tinha nos 4.
    Minha familia muito simples, cresci brincando com primos e amigos, Meus pais fizeram o melhor que eles puderam e eu os respeito por isso. Nunca estudei em escola particular e nao fiz faculdade, mas sei que meus pais deram o melhor que eles tinham.
    Hoje, eu mae de 7 pequenos, sinto muita culpa quando nao consigo dar a atencao e amor necessario pra cada um dos meus filhos,mas quando eu lembro da minha infancia e tambem da infancia de muitos dos meus amigos e primos, eu vejo que eu nao recebi essa atencao inconditional dos meus pais, nem meus primos e amigos dos pais deles. Minha mae nao precisava sentar comigo e passar horas me dando atencao pra provar que me amava. Soh por estar ali todos os dias quando eu chegava da escola, me dar de comer nas refeicoes e me colocar pra dormir a noite ja era mais do bom.
    Hoje na hora do almoco quando coloquei suco no copo de uma das minhas filhas ela disse: Ah mammy you are so nice! I love you! por um minuto me senti culpada pensei em todas as coisas que nao faco pra ela, mas dai decidi curtir aquele elogio e dar gracas a Deus por ter me dado filhos que apreciam o pouco que recebem.
    Criancas sentem o nosso amor em cada coisa que fazemos, o mundo moderno diz que temos que fazer isso e aquilo pra nossos filhos se sentirem amados, mas nao ha ninguem que conheca seus filhos mais que voce.
    Voce eh uma otima mae, seus filhos e marido te amam. Nos nao somos boas maes quando temos um monte de culpa nas nossas costas. O melhor eh curtir o tempo que tem com eles, seja horas ou minutos, fazer desses momentos, momentos inesqueciveis tanto pra voce como pra eles.
    Eu li uma vez que criancas gostam de se sentir seguras, saber que nao importa as circusntancias voce sempre estara la pra socorre-las. E tambem se os pais se amam, geralmente os filhos sao mais felizes tambem.
    Eu Amo familia grande. As vezes penso em quanto mais temp0o eu teria se tivesse menos filhos, mas nao nescesariamente porque poderia passar mais tempo com eles, mas sim pra ter mais tempo pra mim.
    Conheco muita gente que tem 1-2 filhos e que passam muito menos "quality time" com os filhos. O negocio nao eh o numero de filhos, essa culpa ai, agente sempre vai ter.
    Sinta-se abracada e compreendida!!! a sua familia eh linda e seus filhos sao presentes de Deus pra voce.

  11. Tenho certeza que vc e uma excelente mae e faz tudo o que esta no seu alcance… Culpa e inerente ao ser humano, nunca conseguiremos nos livrar dela… eu, como vc citou, tb sinto culpa de "ter ido embora pra casar" e deixado meus pais no Brasil… sinto culpa por pensar que so tenho uma irma e que a pressao esta toda com ela quando meus pais precisam de alguma coisa. E sinto culpa por ter que trabalhar e achar que nao dou tempo/ atencao suficiente pros meus filhos ( e olha que faco part time, so 3 vezes por semana… imagina quem esta no brasil e precisa trabalhar fulltime ja que raramente existe a possiblidade de jornada flexivel). Enfim, frelaxa e sinta meu abraco virtual!

  12. Oi Ka, ser mãe é isso…viver com sentimento de culpa….embora vc tenha a certeza de que fez o melhor que pôde, fica a sensação de que poderia ter feito melhor ainda…é isso…gostei da parte que vc disse de ter nos deixado, eu em particular sofri muito com sua decisão, mas hj sei que foi o melhor…seja feliz e faça o melhor que puder…sinta se abençoada por Deus por ter seus filhos…grande bj amamos vcs.

  13. Essa TPM vai passar 🙂

    Já viu esse vídeo? Os filhos falando o que pensam dos pais.

    http://www.indiretasmaternas.com.br/gente-que-compartilha/o-que-representamos-para-nossos-filhos/

  14. Oi Ka,
    Outro dia estava no shops com meu filho unico de 4 anos e ele gritou pra quem quisesse ouvir: "Mãe me dá um irmão? Daí vou ter com quem brincar! " ?Uns tiveram dó, outros riram outros me olharam com cara feia. Mas a vida é assim não agradamos a todos. Nossa escolha, minha e do meu marido, foi de ter um só filho. E não me arrependo, é claro que queriamos no inicio de casados ter dois, mas não foi possível e para termos outro teria que passar por processo artificiais, nonono! é Isso aí! A Vida é feita de escolhas! xoxo

  15. Acho linda essa grande família que vc formou e só não penso em seguir seus passos pq aqui no Brasil a coisa é mais complicada. Tenho certeza que eles vão amar cada dia mais o fato de ter muitos irmãos. Eu qdo criança brigava com minhas irmãs e falava pra minha mãe que ela era louca de ter tido 3 filhas. Ela respondia que devia era ter tido mais. Depois que cresci,concordei com ela,ter irmãos é muito bom,queria ter mais. E vc é um exemplo de mãe,pare de pensar bobagem.

  16. Amiga leia depois no Evangelho o capítulo "Honrai vosso pai e a vossa mãe".
    O seu amor é capaz de acalentar a todos independente da faixa etária e quantidade de tempo para cada um. A qualidade é o que importa.
    Deus conhece o seu esforço! Um abração bem apertado. Beijo.

  17. Tudo isso é muito complicado e pessoal mesmo! Meu marido vem de uma família muito grande, ele é o primeiro de 8 filhos (mesmo pai e mesma mãe!). Ele adora, admira os pais e tal, mas além dele e a irmã (são os dois mais velhos) os demais irmãos não vivem isso da mesma forma e contam que sofreram muito durante toda a infância e adolescencia. Vai entender o que se passa na cabeça de cada um?
    Inclusive essa irmã tem 3 filhos e ela queria muito ter um 4º… Convenceu o marido após muita luta, e ela agora está grávida de gêmeos!!!

Deixe uma resposta