O Que A Cabeca Nao Entende, O coracao Nao ve…

O Que A Cabeca Nao Entende, O coracao Nao ve…

Enquanto fazia tratamento com minha podologa no Brasil,ela me disse que estava com o coracao partido.

Conheceu um Japones, atraves de um dos irmaos , ficara noiva, e assim sem mais nem menos
depois de mais de um ano de relacionamento, e de enche-la de promessas ,o cara largou tudo e voltou para o Japao com a desculpa de fazer fisioterapia no pe’,detalhe que ela so’ soube quando ele ja’ estava LA’.

O pior,ela acreditou.

Perguntei se eles mantinham contato.
Tal qual a minha surpresa quando descobri que eles nao falavam a mesma lingua.

Ou melhor,segundo ela, eles falavam a “linguagem do amor”.

FalaVAM mesmo, Nao falam mais.

Mas O que seria “A Linguagem DO Amor” ?
No caso dela,So’ pode ser sexo, afinal o que mais eles poderiam fazer??? .

Como e’ que alguem consegue ficar com outra pessoa que so’ te entende quando esta’ pelada?
Ou que nao sabe a sua opiniao a respeito do mundo,ou o que voce espera do futuro?
Ao meu ver so’ pode ser medo de ficar sozinha ou alguma coisa relacionada com auto-estima .(tipo,a pessoa se acha desinteressante o suficiente para nao querer manifestar suas opinioes e pensamentos).

Definitivamente nunca estaria na pele dela !

Afinal, Tem que ter coragem pra isso.

Desde que eu vim morar aqui,vi e li varios casos de meninas que sonham em encontrar em um gringo o que elas nao tiveram a sorte de achar em um Brasileiro,ou acham que a vida aqui fora e’ mais facil, Tudo isso e’ besteira !
No meu caso por exemplo conhecer o rosinha foi surpresa ! Nem estava esperando…Nem procurando…
Sempre tive sorte com namorado, e ele e’ o primeiro que nao e’ brasileiro !

Tomara que ela ja’ tenha partido pra outra.

Fica ai’ a dica pra quem acha que os Mocinhos do Brasil  sao os mais safados :
Nao importa de onde o cara veio, desculpa esfarrapada , medo de compromisso e Mau Caratismo ,  sao problemas(masculinos,na maioria das vezes) e universais e ninguem ta’ livre de cair no Conto.
E eu posso garantir ,que quando os dois falam a mesma lingua , o “problema” pode ser identificado muuuuuuito mais facilmente.

E Ka.Entre.Nos ainda ter que entrar no Google a 1 da manha pra traduzir o “fora” (que veio como via torpedo celular), ninguem merece ,nem ela.

Facebook Comments

4 Comments

  1. Olá, Karine! Vim parar aqui,através do Irlanda Colorida, e fiquei freguesa.Parabéns pelo blog e pelas modificações recentes do layout. Adorei! Sobre o que as mulheres procuram no homem(brasileiro,japones,russo,etc),vai depender do que elas são.Eu gosto de discutir política, por ex, nunca tive história com um alienado.Mas não durava nem 5 minutos.Qdo. era galeta, olhava primeiro pra embalagem, depois (meia hora de conversa, mais ou menos) o contéudo.Hoje, que sou da terceira idade, sei que as afinidades é que mantém uma relação duradoura, o que não significa eterna, em muitos casos. Agora, nós somos muito mais tolerantes com os "defeitos" masculinos, do que eles conosco, principalmente qdo. se trata da aparência. Tá fazendo algum sentido isso pra vc?!Tô achando que tá meio confuso. De qualquer forma, queria te dar um alô. Ah, grande sacada a de "jantando com o inimigo". Falei pro meu partner que a mãe dele tem um clone na Irlanda.heheheehe. Grande beijo e vc e sua família são muito lindos!Fica com Deus! Márcia de Noriê

  2. caralho que mulher doida… recentemnete rolou de uam dessas doiddas aqui no ES, mas sei lá achoq ue isso é desespero por amor.. alguams pessoa stem essa necessidade doentia , resumem sua felicidade a estar com alguem… acho doideira isso

  3. Uma história triste mais comum em
    todas as raças e paises. Vou torcer
    para que a "vitima" se recupere logo do golpe baixo sofrido. Mas ela tambem,aonde já se viu namorar sem trocar umas palavrinhas?

  4. Oi Karina! Bom, sou freguesa do blog há um boooom tempo, mas quase nunca comento. Porém, nesse post, especificamente, me senti OBRIGADA a comentar. Bom, também tive um gringo na minha vida, mas nós falávamos a mesma língua. Ele pareceu ser tudo que eu precisa, já que tava passando por um momento complicado. Mas assim, como você eu não estava procurando niguém, só que ele apareceu. Depois de promessas e planos, quando eu finalmente, decidi me jogar de cabeça na relação, o mocinho resolve sumir. Assim sem mais nem menos, nenhuma explicação.
    Claro que aprendi uma lição -e das boas- mas já tô recuperada. E sim, mal caratismo, lorotas e safadeza existem em TODAS as nacionalidades.
    O que é ruim pras pessoas que no fundo, só querem encontrar aquele 'certo alguém', independente de cor, credo ou idioma.
    Bom, é isso.
    ps: Adorei o novo layout!
    Beijos, Manu.

Deixe uma resposta