Nem oito e Nem oitenta.

Eu sempre aconselho a todo mundo que esta vindo, ou ate mesmo quem ja esta aqui a conviver o menos possivel com brasileiros, se o seu objetivo eh aprender o ingles e se para isso voce tem um tempo determinado.

Normalmente quando a gente chega a primeira coisa que a gente procura eh fazer amizades com pessoas do Brasil,ir a festas brasileiras,na escola sentar junto,no trabalho estreitar amizades…normal,e acho ate que faz parte da adaptacao,mas ka.entre.nos ,o que nao se pode eh esquecer os objetivos que lhe trouxeram ate aqui.(E O PRECO QUE PAGOU POR ISSO).

Semana passada uma menina que conheci pelas ruas de Dublin e que depois me achou no orkut,por sinal muito legal ,estava desabafando comigo como esta sendo dificil aprender o ingles,o circulo de amizades que ela fez so tem brasileiros,namora com brasileiro ,trabalha com brasileiros,com a desvantagem de que ela nao esta no Brasil.

Obvio que ela esta sofrendo muito MENOS com a falta de casa,dos amigos que deixou(porque fez outros por aqui),da comida e de tudo que nos que moramos longe e que nao temos essa convivencia diaria com brazucas estamos acostumados a sentir,mas sera qual foi o objetivo dela quando saiu do Brasil?,foi fazer amigos que falassem a mesma lingua?;Foi continuar a comer arroz e feijao?;Foi aprender os sotaques de todos os cantos do nosso pais ou ela saiu para ter uma experiencia de vida diferente,fazer amigos do mundo,APRENDER INGLES,comer irish breakfast para valorizar as deliciosas frutas que a gente tem em casa?.

Isso nao eh uma critica.

Andava com taantas saudades dos meus amigos da “terrinha”, que ontem fui na casa dos meus ex-flatmates para almocar (strogonof, que diga-se de passagem estava divino como tudo que a flavia faz!!!!),falei muito,saih de la rouca e leve de tanto portugues que envoquei,ri,conversamos sobre politica,economia,educacao e tudo que voce puder imaginar e depois de um dia maravilhoso ao lado deles,revigorada,voltei para a minha vida de brasileira que mora fora e que fala ingles 85% do tempo.

Isso tem la suas desvantagens,a saudade parece maior e as vezes sinto dor de cabeca de tanto falar outra lingua.

Mas as vantagens nao podem ser ignoradas,ao menos meu objetivo quando saih de terras tupiniquins foi alcancado ,o ingles esta afiado,a convivencia com outra cultura esta dando certo,hoje em dia me conheco muito mais,dou muito mais valor aos amigos e a familia que eu deixei por essa nova experiencia.

Mas a Internet estreita lacos.Ainda bem.

E quando a falta de portugues e farofa aumentam a gente marca um encontro verde e amarelo e dah aquele UP na energia que NOS brasileiros temos e que SO enxerguei quando me dei a oportunidade de conviver com outras nacionalidades.

Como tudo na vida,o SEGREDO eh saber a medida.

x

Facebook Comments

One Comment

  1. O post diz muito do que eu penso em relacao a isso tambem. Acho que temos sorte por ter oportunidades como as nossas, de morar com estrangeiro, trabalhar com estrangeiro e falar ingles a maior parte do tempo. A-do-ro.

    Bjao!

Deixe uma resposta