Improviso é comigo mesmo.

Improviso é comigo mesmo.

A população civil deve me achar muito doida.
E eu dou motivos, né?
Faz tempo dizia que só apareceria no Brasil quando a Amy tivesse uns 3/4 anos, por motivos óbvios: viagem de quase 18 horas que inclui 2 aviões + linha amarela para chegar ao meu destino final, com 4 kids não é prazer, é tortura.
E eu não curto tortura.
Para você ter uma idéia, detestei 50 tons de cinza, ou seja.
Brasil só me veria antes disso, se eu tivesse um marido maravilhoso que me desse, sem eu estar esperando, uma passagem para o Brasil de dia dos namorados, para participar do chá de bebê da minha irmã!
E senhoras e senhores, esse marido eu tenho.
E se chama Rosinha.
E me mima muito.
E me faz feliz.
E cuida das kids tão bem como eu.
E que tirou férias de 1 semana para fazer isso.
E fez.
E eu morro de orgulho, porque né? Se eu morrer amanhã, sei que meus filhos estarão bem cuidados e ele nem precisaria de mulher para me substituir. (o que pouparia eu ter que voltar do meu descanso eterno para puxar o pé dele, by the way)
Mas voltando a minha viagem…
Levei a Chloe, porque apesar de maravilhoso, Rosinha não precisa ser testado e o que a menina Chloe tem de bonitinha, tem de díficil, então, difícil ficou pra mim e para todos os envolvidos na minha viagem relâmpago e surpresa ao meu amado errejota.
Pois, é , surpresa!
Cheguei no chá de bebê da sista assim, de surprise, cheguei chegando, o que super combina com esse meu jeito discreto, né?
E sista quase pariu.
Pensei que fosse parir.
Se parisse ia ser até bom, que eu já economizava a viagem e conhecia logo a sobrinha Maitê, mas ela não pariu.
Mas ficou feliz, meu objetivo foi alcançado com êxito.
2015, lembra? Só sucesso, porque não trabalhamos com fracasso.
E embora tenha sido só 1 semaninha (fui sexta e voltei sexta), foi uma semaninha bem produtiva, resolvi tudo o que tinha que resolver, afinal, foi a primeira vez que fui ao brasil sem bebê desde 2008, o que faz uma enorme diferença, já tinha até esquecido que existe vida sem fraldas e mamadeiras, que delícia! muito mais glamour!
Uma das primeiras coisas que fiz, além de comer, foi ir a praia.
Senti falta das coisas da natureza boiando no mar, do tatuí e de ondas calmas, por outro lado, a água estava morna e dona Chloe mostrou toda a sua carioquice e se jogou, aliás, aproveitei a presença de um salva-vidas para dar um mergulho mais profundo com ela, o que me rendeu quase um afogamento e um peito de fora, gentilmente avisado por ele, o peito de fora. Mas tudo bem, nada que um mergulho não cure. 
Dizem que até ressaca moral cura, quiça a vergonha de um peitinho de fora, não é mesmo?
Como o tour foi rápido, marquei com as friendas de looooonga data na pizzaria preferida de muá, tipo, TODAS as friendas, misturei tudo, amigas de faculdade, de infância, de academia, de prédio, de escola, amigas a mais de 20 anos (acho que falar ”de 20 anos suficiente”) e foi uma farra.
No mais, sista grudou, sobrinha Maria grudou, Mamili grudou como se não fosse vir me visitar no final do mês.
Teve almoço família na casa de prima, feito pelas tias, teve mais festa surpresa de outra prima, enfim, valeu muito a pena.
Curti o calorzinho já suportável e voltei preparada para enfrentar esse inverno que teima em ficar por aqui.
Só Deus sabe quando apareço de novo.
Mas comigo, é só na base do faniquito.
De surpresa é mais gostoso!
Agradecimento especial a Luciana Coutinho, que registrou em fotos a felicidade do reencontro.

Facebook Comments

11 Comments

  1. Chorei… que bom que voce teve essa oportunidade de fazer feliz e se sentir feliz…

  2. Semana cheia…cheia de emoção…alegria …felicidade…diria semana completa… e agradeço sempre a Deus por esses momentos lindos que ele permite vivermos tão lindamente e perfeito…deu tudo super certo…até breve…bjks

  3. que delicia, que superpresa boa, morri com as lumbrigas pulando pra fora com os pudins.

  4. Karine, que fotos lindas! Que alegria ver a família e amigos reunidos, né? Já fiz essa loucura de ir de surpresa e ó, nunca mais – fiquei agoniada querendo contar antes! hahaha
    Em três semanas serei no Brasilzão, ah saudade….

  5. Texto maravilhoso, dei gargalhadas com sua ida na praia kkk. Eu espero ter uma outra oportunidade de te ver. Fiquei muito chateada por não ter ido, mas infelizmente foi por " força maior". Andreza me deu trabalho logo naquela semana…. Vou continuar aqui sendo sua fãnzocaaa. Bjoooo

  6. Todas as fotos lindas e o rosinha merece troféu marido do ano, mas eu me emocionei com as primeiras fotos. Estão transbordando emoção. Lindas!!

    Beijao

  7. Ola,

    se fosse eu, paria. Ali, no meio do Chá de bebê!!!!!!
    Que delicia de semana surpresa!!!!!

  8. Ka, eu adoro seu blog. Adoro suas histórias, adoro a forma como você escreve porque me faz sentir parte da história também. Fico babando nas narrativas, pois no fundo, eu queria abandonar tudo (tudo o quê mesmo?) aqui e ir para Irlanda…. Tenho uma ligação desde a infância com o país das esmeraldas… Infelizmente, a vida vai nos levando por caminhos tortuosos e distantes dos sonhos… Queria muito poder conversar mais com vc sobre tudo isso… meu e-mail é nayarafnegreiros@hotmail.com.
    Beijos afetuosos!
    Nayara

  9. Coisa gostosa essa viagem hein, Ka?
    Uma coisa que notei nas fotos: a sua filha caminha de um jeito muito parecido com o seu! Deu pra notar nas fotos! Até a levantada do pezinho na praia é igual!!!! E lógico que não podia faltar a minha frase preferida a la Karine: "Sucesso, porque não trabalhamos com fracasso"!
    Adooooroooo!!!!!
    E essas fotos das sobremesas??? Fiquei dando siricutico do lado e cá hahahahaha!!!
    Beijos
    Gisley Scott, A Exportada

  10. aaaaahhhh…..que fotos lindas….. a cara de felicidade da Chloe…coisa mais linda!!!!Acho que vou traduzir o site para ver se meu Dutch aprende umas coisinhas com o Rosinha, que certeza será eleito Marido do Ano 2015!!! bjos

  11. Sua cara de felicidade diz tudo! X

Deixe uma resposta