Ká.Entre.Nós-Gisele Bündchen & Eu .

Ká.Entre.Nós-Gisele Bündchen & Eu .

Hoje assistindo a entrevista da Gisele Bündchen contando como foi o Parto e como está sendo a maternidade ,vi que como brasileira casada (Fiancé no meu caso) com estrangeiro e morando longe de casa temos várias coisas em comum.

Pra começar  assim como ela, eu também tive minha mamili do lado quando a Chloe nasceu, ou melhor ela chegou no aeroporto nessa hora, mas chegou!(que alívio!) , Também constatei  que a gente que é mãe de filhos que tem duas nacionalidades passamos por vários dilemas , desde a escolha do nome até a adaptação da Língua portuguesa.

É claro que as coisas na prática são muito mais difíceis do que parecem, eu por exemplo me pego falando com as crianças em inglês, mesmo que a minha intenção seja só falar em português, por isso tento me policiar e seguir os conselhos dos especialistas, já que a minha pronúncia por ter aprendido inglês mais tarde não é a mesma do Pai dela que é nativo e é justamente o sotaque que causa confusão na cabeça da criança.

O nome também foi difícil de escolher, queria um que fosse falado da mesma maneira tanto em inglês quanto em português daí o Chloe sem ACENTO , normal  fala-se C-L-O-E.

Filhos de família bilingue adquirem uma habilidade natural em aprender outras línguas embora normalmente comecem a falar mais tarde do que a média das outras crianças.

Tudo na vida tem seus prós e seus contras, fazer o quê ?

Mas Venhamos e convenhamos , com tantas coisas em comum, será que o corpo também não poderia ser igual ao dela não?

Facebook Comments

9 Comments

  1. Hahaha…quem nunca pensou em ter o corpicho da Gisa?
    Ainda não tenho filhos, mas se eles nascerem aqui na Espanha, vamos enfrentar outro problema, já que meu marido tb é brasileiro. Pelo menos alguém em casa não vai ter sotaque!

  2. Ká entre nóis o blog é bom, to te seguindo.

    http://www.marabatech2.blogspot.com

  3. Muito boa a interpretação do texto.

    Seguindo seu Blog!
    Abraço e sucesso!

    http://yaseryusuf.blogspot.com/

  4. bom mesmo Karine, era ter o dinheiro dela, que vc conseguia um corpinho melhor que o dela…hahahahahaahah…obrigado pelo carinho, ja estou melhor.

  5. Oi Ká

    em relação a comporação dos corpos eu vou me abster mas em termos de blz vc não fica atrás não, tá?

    Deve ser bem legal ser filho de pais com nacionalidades diferentes e aprender 2 linguas simultaneamente apesar das dificuldades.

    Minha prima tem uma filha nessa situação e realmente a menina começou a falar bem tarde mas fala, tanto o portugues quanto o ingles com perfeição.

    Bjs

    Rodz

  6. Ahhh… Fica triste não…. O seu céu da boca e o branco dos olhos devem ser iguais ao dela também!! 🙂
    Beijos!

  7. Sua filha já está em idade escolar? Uma coisa que me preocupa é alfabetizar meu filhote nas duas línguas. Sei que ainda tenho muito tempo pela frente, mas já tenho pensado nesse assunto.

  8. Oie Karine,
    passei aqui para agradecer pelo comment no blog :)!

    Em contato com outras mães brasileiras[eu ainda não sou mãe], elas passam pela mesma dificuldade com os filhos bilíngües.Várias delas compartilharam comigo que os filhos apresentam certa resistência ao português pq passam o dia falando em inglês.Daí essas mommys se juntaram e fundaram uma "escolinha brasileira" na casa de uma amiga delas.Os seus pimpolhos tornaram-se mais receptivos quanto viam outras crianças ao redor falando português.

    Não sei se eles têm isso na Irlanda, mas poderia ser uma idéia :)!

    Bjus!

  9. Pingback: casquette ymcmb

Deixe uma resposta