Dando nome aos bois.

Ou….“Como se escolhe o nome de um(a) irlandês(a)”.

Sei lá, eu tinha uns nomes preferidos, super candidatos a serem os nomes dos meus filhos, desde que eu tinha o quê? 15 anos?, mas na lista não tinha nome composto e nada me preparou para isso e quando eu digo que -nada me preparou para isso- estou incluindo o rosinha que, veja bem, não me contou até a hora de registrar a Chloe que aqui na Irlanda eles tem o tal do “middle name”, que é o nome do meio, usado para dificultar homônimos, seguido só do sobrenome do pai.
Conclusão? tivemos que escolher ali na hora, sob pressão e então rosinha sugeriu “Doreen” e eu sugeri também acrescentar meu sobrenome e aí foi isso, Chloe vai aprender a escrever o nome completo, na adolescência.

Com a Mia, não quis repetir o mesmo erro, tive váaarias idéias para o tal do Middle name, o problema foi que meu marido implicou com todas elas.
Eu queria “Summer”, ele disse que “Summer” é nome de atriz pornô (cara de santo, hun?), aí eu mudei pra “Hope”, ele disse que era “hippie” demais e não combinava com meu jeito de ser (ainda não descobri se foi um elogio ou crítica), daí eu tive que partir para a sedução e meio que o obriguei a concordar com “Phoebe”, sabe aquela do seriado Friends? então igual o dela…o problema, senhoras e senhores, foi que preenchendo um formulário dia desses eu associei “Phoebe” (que se pronuncia Fibe) com Bife e isso não sai mais da minha cabeça, tô meio que arrependida e morrendo de pena da minha Mia.

Como não dá mais para mudar e não dá para chorar pelo leite derramado optarei pelo plano B e vou transforma-la em vegetariana, quem sabe assim, sem saber que “bife” existe, esse pequeno detalhe, passe despercebido, né?

.

P.s.: Mia, se um dia você ler isso, saiba que mamãe te ama, tá? 

Facebook Comments

37 Comments

  1. ahahahahahahahahhahaha… precisava de um post desses hoje! 😀 beijo

  2. Só você para ter tanto bom humor viu.

    Como a questão cultural é engraçada né. Quer dizer que aí não existe a criança ter o sobrenome da mãe?

    Achei fofa todas as opções.

  3. Sua boba,kkkkkk
    o nome é lindo.

  4. Haha. Amei. Nao gosto de nome duplo, ai Sofia recebeu meu sobrenome (os dois, de pai e mae) mais o sobrenome do pai dela. Nome imenso. Mas eu nao conseguia escolher qual passar pra ela, ai foram os dois. Eu nem penso a respeito, senao bate arrependimento. Nao pensa, nao pensa…

  5. Glenda Dimuro

    Não entendi… Então a Chloe tem seu sobrenome e a Mia é Mia Phoebe?

    • A Chloe se chama Chloe + Doreen + meu sobrenome+ o do rosinha e a Mia a mesma coisa, Mia + Phoebe+ meu sobrenome+ do rosinha (:

      Acabei colocando o sobrenome nas meninas, pra elas terem o mesmo que o Breno e porque eu acho essa história de só ter o sobrenome do pai meio machismo (:

  6. Karine,eu ja conversei com algumas senhoras,e quando elas me falam os nomes, elas falam alguma coisa sobre o nome que ganharam quando fizeram a 1ra comunhão. Vc sabe como é isso? Esse nome é adotado oficialmente pelas pessoas na Irlanda? QUando eu fiz minha 1ra C, eu não recebi nenhum nome extra. Achei muito interessante.
    Silvia x

    • Oi Silvia,
      Aqui na Irlanda é na confirmação que eles ganham mais um nome, escolhido pelo próprio, a confirmação do Breno vai ser ano que vem e ele já escolheu o nome a acrescentar, mas não sei para quê e nem quando é utilizado…vou perguntar para o rosinha…

      Beijo

  7. hahahah….Bife não !!!

  8. Vc transforma tragédia em comédia…kkkk Acho interessante essa cultura de segundo nome 'obrigatório', rs e tbém concordo que tem que ter o sobrenome da mãe!

  9. Hahahahahaha!!
    Sua maluca!!!
    Bjao

  10. uma das kids q eu cuidava na irlanda chama-se Phoebe e eu achava lindo… soh depois de muito tempo qd alguem do brasil escreveu `Fibi`q eu pensei em bife rs… mas eh bonito sim, o dela eh phoebe rose e como era a gente fala tanto que nem pensa mais…. (uma opcao tbm pro segundo nome eh um nome brasileiro neh? aih fica um em ingles e outro em portuga 🙂 acho uma grande pena q na europa (e eua), q eh muito mais feminista q o brasil nao usaro sobrenome da mae… ainda bem q vc colocou, afinal elas sao metade vc haha
    bjs

  11. O nome é lindo!! Relaxa que ela ainda tem o terceiro pra escolher na confirmação, né? Dai ela terá vários pra escolher do q preferirá ser chamada.

    Aqui estava um dilema também mas o segundo nome eu escolhi do Tio dele que eu mais amo (meu irmao)

    Beijao!!

  12. Eu dei o segundo nome mesmo contra a minha vontade (ao registrar perguntei no cartório e disseram que não é obrigatório, não, acho que até já foi). Não dei meu sobrenome para evitar um nome maior.
    Beijos

    • Ni quando registrei a Chloe, 2 anos mais velha do que o Erik, o cara disse que era obrigatório sim, já quando registrei a Mia nem perguntei porque supus que ainda fosse…:/

  13. Meu consolo é que ele nem usam o nome (vai só no passaporte mesmo) x

  14. Gosto dos nomes, ficou legal principalmente por ter o se tb. bjs

  15. Karine, você me fez rir muito. Obrigada. Não esquenta com os nomes não. Phoebe é legal (tudo bem que a partir de agora vou pensar no tal do bife quando ouvir esse nome…) Pensa assim, são nomes com histórias. E quer melhor coisa do que uma história que faz a gente rir! 😉
    Bjs

  16. Que interessante isso do middle name. Mas olha nada a ver associar 'Fibe' com Bife, nem se preocupa. Tire isso já da sua cabeça rrsss.

    Grande abraço.

    Por falar em nome, nunca contei sobre como conheci meu esposo (acho q nunca falei sobre nada alias rrss). Então vou resumir, meu padrasto que eu tenho como pai é libanês, se chama Muhieddine. Como tradição deles os filhos levam como segundo nome o nome do pai, meu irmão mais novo chama-se: Nasser Muhieddine El Didi. No começo do ano passado, fiz uma conta no face e disse pro meu irmão tbm fazer (morávamos na mesma casa com meus pais). Meu irmão disse q ia ver e tal. Belo dia, resolvi ver se meu irmão tinha aberto a tal conta no face, coloquei: Nasser Muhieddine e eis que aparece MEU ESPOSO (que eu ainda não conhecia). Achei interessante e mandei o convite pra add e ele aceitou, e detalhe não tinha localização dele no face, logo descobri que ele tbm morava em SC apenas 300 km da minha cidade. Resumindo mais, começamos a namorar e em 5 meses entre namoro e noivado nos casamos ano passado no dia do meu aniversário, 09 de dezembro. Graças a Deus nos damos muito bem.

  17. o sobrenome do meio é um detalhe. quando ela crescer, ela vai mesmo é te agradecer por não ter seguido a tradição machista de colocar so o sobrenome do pai.

    parabéns! 🙂

  18. Oi! Já sou fã do blog. Adoro teu jeito bem humorado de ver a vida. Sucesso!
    Fabiane.

  19. Eiiii! Obrigada!
    Beijão

Deixe uma resposta