Tudo Se Ajeita…

Tenho certeza, todo mundo se adapta.

E nao falo so’ em questoes b’asicas como um clima diferente, alimentacao ou amigos…eu to falando sobre adaptacao em relacao a tudo.

Essas meninas mantidas em cativeiro por anos e anos sem serem descobertas e’ uma prova de que isso e’ um fato.(obvio que “daqueles” fatos que so’ a ciencia explica…)

A adaptacao as vezes e’ mais sofrida em uns casos do que em outros, e’ claro…tudo depende da necessidade, da vontade e das condicoes.

Outras adaptacoes ocorrem sem nem mesmo muito esforco, como no caso das criancas que tem um maior poder de mudar sem muito trauma.

O melhor e’ que a mudanca seja feita gradativamente.

Eu, por exemplo, sempre gostei de sol, feijoada, relacoes superficiais, viver o “presente” e muita festa com os amigos…hoje mesmo sem acreditar (ainda) em relacoes e coisas definitivas me permito fazer planos duradouros e ate’ quem sabe dancar valsa na minha bodas de ouro…aqui na Irlanda…sem feijoada, sem sol, nem calor, com meia duzia de amigos que espero levar comigo, com netos e meus 4 filhos…(quem sabe???)

Algumas pessoas precisam ir mais longe do que outras para encontrarem o que nem elas mesmo sabiam que procuravam, como foi o meu caso, alias escuto muito (e com muita honra)de que fui corajosa em ariscar a comecar do zero, mesmo depois de ja’ ter um filho(alia’as,para muitos,filho e’ impecilho,quando que ao meu ver,deveria ser um estimulo a mais)…para outras a coisa e’ um pouco mais facil, so’ e’ preciso boa vontade e uma dose de coragem para mudar o que esta’ na cara…ficar sozinha e’ mesmo bem melhor do que ficar com quem nao te merece (ahhh se minhas amigas me escutassem)… estudar e’ mesmo o primeiro passo para um futuro legal, sorte tambem conta e disposicao em dar uma reviravolta na vida e’ a alma do negocio…pode acreditarE no fim (ou no comeco), vale a pena estar aonde voce realmente queria (e merecia) estar.

.

Facebook Comments

2 Comments

  1. Ká, foi nesse post que você falou sobre os 4 filhos. E a Mia nem estava a caminho ainda. =)

Deixe uma resposta