Top 10 – Nem vivendo 100 anos eu vou entender…

Top 10 – Nem vivendo 100 anos eu vou entender…

Esses detalhes – tão pequenos- de nós dois….ops…da Irlanda.

1- Refrigerante fora da geladeira-
Well, eu não posso garantir que todos os irlandeses não colocam refrigerante na geladeira,
mas os que eu conheço, não o fazem.
Okay, o inverno é rigoroso, mas pra mim, tomar coca-cola em temperatura ambiente, só se for no Polo Norte.

2- Mulher bebendo que nem homem-
As feministas e pés de cana que me perdoem, mas tá aí uma coisa que que mulher não deveria competir.
Aqui, quando você sai com irlandeses e irlandesas, cada pessoa paga uma rodada de bebida,  é claro que não posso generalizar, mas acho que para acompanhar o pique e não sair na desvantagem a maioria pisa no acelerador e acaba bebendo tanto quanto eles. Desnecessário.

3-Não poder lavar decentemente o banheiro –
Eu sei, já falei sobre isso em alguns posts, mas é que não me conformo com a falta de ralo no piso do banheiro, sem falar na falta de um tanque.

4-Usar várias camadas de roupa-
Não pensem vocês que porque uma pessoa nasceu no frio ela não se agasalha, pelo contrário,
o rosinha por exemplo sai de casa com um monte de camadas e eu, carioca exxxperta, não consigo me embrulhar pra presente , o resultado, é que sempre fico resfriada.

5-Cabelo molhado –
Aqui na Irlanda, se você sair na rua e encontrar UMA, eu disse UMA mulher com o cabelo molhado,
você ganha um doce, mas ó, não vale ser molhado de chuva, tem que ser molhado de “lavou, saiu”.

6- Falta de Motel –
Sim, existe Hotel, mas eu tô falando de MO-TEL,
desses que casais no Brasil vão para comemorar ocasiões especiais sem ter que ficar com medo de fazer barulho porque os filhos estão do lado. Cadê o fogo a criatividade desse povo?

7-Moedas valem dinheiro –
Acho um saco ter que ficar catando moedas porque o onibus não aceita notas e
não dá troco em dinheiro.

8- Andar e Comer-
Quando eu era criança a minha mãe falava: “Senta e come! “por causa desse hábito estranho,
hoje não consigo entender como as pessoas dessa cidade adoram comer e andar ao mesmo tempo,
uma coisa de cada vez, né…

9- Sorry-
Pode parecer estranho, mas se você mora ou já veio a passeio sabe muito bem do que estou falando,
se alguém me perguntasse que palavra é essencialmente necessária nessa cidade, essa palavra seria: Sorry!
Você Usa sorry para pedir, quando te empurram, quando te pisam, quando você precisa comprar algo e por último, para se desculpar, um dia ainda descubro quem foi o gênio que transformou tantas palavras em uma só.

10- Trânsito-
Depois que o rosinha foi ao Brasil, levei um tempo para convence-lo de que sou capaz de dirigir civilizadamente, o problema é que aqui todo mundo é muito educado, buzina? Jamais. Xingar? Nem pensar,
mas barbeiro é o que não falta, tem umas tiazinhas de 90 anos pelas ruas, a gente só vê o cabelo, mas nem correm risco, todo mundo (menos eu, claro) tem a maior paciência.
Pra você ter noção, o senhor meu marido não sabia o que significava “deixa o carro solto, minha tia” ou estacionar em fila dupla, ele gostou da maneira como a gente “se vira”, mas como tudo na vida de um irlandês, ele ainda prefere o jeito tradicional,  claro.

11-Distância de vizinho-
Okay, quem mora em condomínio no Brasil pode até reclamar daquela vizinha fofoqueira,
mas quem mora na Europa, acaba se sentindo até desinteressante com a falta de curiosidade da moradora do lado na sua vida.

12-Falta de empregada doméstica –
Eu sempre dei valor a que eu tinha no Brasil, mas agora se eu ainda a tivesse, o valor dela seria triplicado, acho que até café da manhã na cama eu levaria tamanha a falta que ela me faz.

13-Balada que acaba 2 da manhã-
Eu já passei da fase (oi?) , mas pra quem é brasileiro e boêmio, é melhor proucurar outro lugar para viver,
Dublin definitivamente não é uma cidade noturna e é difícil encontrar uma Boite que fique aberta até altas horas como no Brasil.

14-Adolescente sem aparelho-
Pois é, a coisa mais comum entre os jovens brasileiros, aqui é raridade das mais raras.
Muita gente fala sobre a falta de cuidado dos irlandeses em geral com os dentes, mas o que falta mesmo não é cuidado e sim dentista de qualidade com preços acessíveis.
Os adolescentes que precisam e podem pagar recorrem aos dentistas do Norte da Irlanda, que como todo o resto, são mais baratos e melhores.

15- Maquiagem, o excesso dela.
Se no Rio o item indispensável é o biquine bacana, aqui na Irlanda é a maquiagem.
As meninas, com raras exceções, começam a se maquiar desde muito cedo e não falo de gloss e lápis de olho, o negócio é profissional, fiquei até tentada a pedir pra minha vizinha de 12 anos fazer minha  maquiagem quando casei tamanha a habilidade da menina. Mas vamos conversar, tudo que é demais não tá com nada…
P.s.: Não posso deixar a  batata-frita com vinagre (arghttt) , de fora né?

.

Facebook Comments

22 Comments

  1. Karina….
    Eu bebo feito homem!! Posso competir com os germanicos num caneco de cerveja maaaasss nao me comporto nem de longe com as irlanesas!!
    A questao aqui e generalizada e sem distincao de generos..:-) independende do sexo tem que SABER beber! (se e que isso existe!)

  2. Desculpa..KarinE!!! Bjs!

  3. Putz perfeito esse teu post, e o p.s entao… Sempre me perguntei quem teve essa ideia de colocar vinagre na batata frita… argh

  4. Nossa, engraçado como os irlandeses tem alguns costumes similares aos dos chilenos, que vivem tão longe! Já morei no Chile e algumas das coisas que citaste ocorrem lá também! Lá não há ralo no banheiro ou na cozinha, só na sacada! Todo mundo me olhava como se eu fosse louco por sair com o cabelo molhado e apesar de haverem oito apartamentos por andar no prédio que eu morava, que, por sua vez, tinha 15 andares, eu nunca via ou ouvia nenhum vizinho! Parecia que eu morava sozinho no prédio! Mas que coisa, não??

  5. Mulher com cabelo molhado até tem bastante. Afinal, chove o tempo todo… acho que vc deveria tirar a oferta do doce. Mas minha favorita é a do andar e comer. Com essa eu não me conformo de jeito nenhum. Humpf!

  6. Algumas coisas são parecidad aqui na Espanha:
    – Não poder lavar decentemente o banheiro (mas eu não lavo decentemente nada aqui na minha casa… não nasci pra fazer faxina…hahaha)
    – Cabelo molhado: raridade!
    – Falta de Motel: dizem que o pessoal ou vai pra hostels ou faz no carro mesmo, em algum lugar fora da cidade (que obviamente, não conheço, né? Meu marido é brasileiro)
    – Moedas valem dinheiro: mas confesso que odeio as moedas de 1 e 2 centavos!
    – Distância de vizinho: somos amigos de um senhor aposentado…o resto, mal me dão bom dia!
    – Falta de empregada doméstica: sem comentários…
    – Adolescente sem aparelho: e com dente podre. Qdo cheguei aqui havia uma campanha pro pessoal escovar os dentes 3 vezes ao dia!!!! A maioria tem dentes bons, mas muita gente não tem dente ou tem a boca em um estado lastimável…

  7. Ai Lemos, Eu quis dizer cabelo molhado do tipo lavou a cabeça e saiu…não molhado de chuva….aliás, irlandesa tem sempre um guarda-chuvinha, essas desprevinidas são brasileiras, aposto! hahahaha

  8. concordo com tudo..

  9. Demais este post!!

    Pouco depois que cheguei em Dublin, fui tentar explicar o que era um motel pra um grupinho que trabalhava comigo e eles gostaram tanto da idéia que eu até pensei em abrir um perto de alguma faculdade hehehe

    Iria fazer maior sucesso 🙂

    Beijão, Ju

  10. HUahuuhauauhauh é tudo muito verdade!!!! O sorry é a palavra mais falada mesmo e batata com vinagre é o o!
    Tem outra coisa, os irlandeses somem e nao respondem msg devem ser porque estao sempre bebados ahuah

    beijao

  11. Eu nao sinto falta de motel nem de balada ate altas horas, mas daria tudo por um ralo no banheiro.
    Bebo que nem homem mas nunca dei vexame, e muito de vez em quando saio com meu cabelo molhado para ir ao Tesco da esquina. Comer e andar, sempre.

    bjos,
    N.

  12. Ka, concordo 100%!

    tem vaaaarias outras peculiaridades, mas achei interessante ver seu ponto! realmente, cabelo molhado e aparelho sao coisas q sempre reparei mas nunca tinha pensado em falar a respeito! rs

    sobre o dentista "inacessivel" eu acho que assim como no brasil, é bem caro. fazer tratamento em ortodontista no brasil custa uma fortuna! e aqui nao é diferente. acontece que ninguem prioriza isso, preferem gastar com outras coisas

    outra coisa é que nao tem quase ninguem preocupado em "tunar" o carro… ja notou que quase ninguem tem insulfilm e 99% ainda usa toca-fitas?

    beijo

  13. Nossa Ka, concordo com tudo. Haja adaptacao!
    Bjs

  14. Mas vc falou exatamente TUDO q eu vejo por aqui!
    Ô povo pra beber todas, usar maquiagem DEMAIS (algumas meninas parecem meninos! Rsrsrs).
    "Sorry" foi uma das minhas primeira adaptação, pois eu usava "Excuse me!".
    Ah, lavar banheiro… Ô desgraça!
    Cara, eu lembro qnd o Chuchu viu minha irmã de aparelho e ele ficou meio, tipo: "Pra quê?"
    Realmente esse povo aqui ñ usa… Espero q meus pimpolhos ñ tenham problema pq senão vão ficar c/os dentes feios… Muito dinheiro!
    Infelizmente, ainda estou na fase de balada e muito inconformada c/esse negócio de terminar qnd tá começando a esquentar… Chaaato DEMAIS!
    Ahhh, a falta de um Motelzinho… Humm, coisa mais sem graça, viu?!
    Essa de "Andar e Comer" eu ñ sabia, nunca tinha reparado!

  15. Acho que o que vc listou nao sao as coias básicas irlandesas, e sim européias. Aqui na Alemanha é tudo igual! Nao me conformo, mesmo, com a falta de ralo no banheiro. Dá vontade de abrir a torneira e lavar tudo mas nao dá! Agora… essa de batata frita com vinagre! ECO!!! arght! ai ai ai.. (sem palavras para expressar meu choque!) E aí, como é o gosto? hihihi

    bj

  16. Edu, ortodontia aqui é muito mais caro que no Brasil!

    Já insulfilme eu até entendo, já que no Rj pelo menos, ele era usado principalmente por questões de segurança, o que nós sabemos ainda não ser necessário por aqui e se Deus quiser, nunca será! hahahaha

  17. Olha, eu não sei no Rio, mas aqui em São Paulo existem essas velhinhas no volante também.. o problema é que aqui elas correm SÉRIOS riscos. rs,
    Do mais, achei bem divertido.
    Sonho em ir à Europa em breve, e sempre me divirto quando você posta curiosidades (ou não) como estas.

    Beijão.

  18. Nossa a que mais me irrita é da banheiro: falta de ralo, limpar chão com mop eu tb nao curto nao, outra coisa é nao ter tomada dentro do banheiro, eu disse pro marido que qdo eu construir minha casa, ela vai ser bem brasileira, soh q o lindo disse q acha q o governo talvez possa não aprovar minhas mudanças. Eu não tô nem ai! Qdo eu morei no interiorzao daki, eu deixava mta coisa pra fora da geladeira, porq as vezes a parte de fora era mais gelada do q a própria geladeira haha.. a do cabelo molhado tb eh foi mtu boa haha, agora falta de empregada domestica, amei essa haha se bem q tem umas polonesas aki q limpam casas, mas como eu nao faço mta coisa, a faxina sobra pra mim. A lista é mtu boa e mostra bem mesmo os costumes daki. bjuuu

  19. aiii pior é quando eles inventam de comer a tal batata com vinagre DENTRO do ônibus
    arghhhhh

  20. Nossa, MUITO parecido com os EUA. Moro aqui e a única que sai de cabelo molhado deve ser eu mesma.

    Andar comendo eu nunca vi, até pq aqui ninguém anda, todo mundo de carro pra cima e pra baixo, mas que eles dirigem e comem ah isso sim, um verdadeiro perigo no trânsito.

    Já que aqui tem tanto imigrante de Irlandês, tá explicado de onde vem a semelhança.

    Batata frita com vinagre???? ERGHHH
    Eu já acho ruim demais com Ketchup e sempre saboreio a minha ao natural mesmo!

  21. Com vinagre…Que diferente! Deve pelo menos queimar um pouco das calorias da batata frita no óleo.

    Olha, tirando a paciência no trânsito, algumas coisas até que são parecidas. Dentista aqui tb não tem dos bons não…A mulherada em Istambul carrega na maquiagem e ter empregada só se tiver mt grana.

    Interessante teu post.

    Beijos

  22. Hilariante! lol

    Gostei muito e vou passando.

    jokas

Deixe uma resposta