Uncategorized

Tô Vendendo…Quer Comprar?

Odeio Drama.
Os (des)amorosos principalmente.
Primeiro devo confessar que em questões sentimentais não tenho lá muita experiência, já que sempre namorei e nunca aconteceu nada fora do comum que me deixasse traumatizada, ou que me fizesse chorar como Maria do Bairro, o que não me impede de dar palpite na vida alheia.

Dia desses uma amiga se separou.
Não perdeu grandes coisas, mas ficou arrasada.
Eu não queria (até parece) mas tive que me meter.

Primeiro é claro, eu ajudei a denegrir a imagem do cara , mas tomei cuidado no caso dela ter personalidade sadomasoquista, vai que ela gosta de canalha?

O Segundo passo foi  Faze-la lembrar (como ela pôde esquecer?) de como a vida de solteiro é boa: curtir as amigas sem se preocupar com hora, ir ao cinema sozinha, furar com a depiladora, não gastar dinheiro com presente do dia dos namorados, dormir tipo starfish em uma cama só pra ela, emagrecer (porque tá pra nascer mulher que não emagreça depois de uma separação) ficar na internet sem ter ninguém reclamando do lado( só essa já me convenceria) e é claro a melhor delas: Experimentar !

Porque Ká.Entre.Nós tem sim muita gente perdida por aí, mas não dizem que é no meio da crise que surgem grandes oportunidades?

Então se joga coléga , porque quando você menos esperar aparece um Rosinha na sua vida, um monte de filho, louça pra lavar, comida pra fazer e aí tú não vai acreditar que um dia você se esqueceu do lado bom de ser solteira .

Mas ó , Don’t get me wrong… adoro estar namorando, aí é que tá, sempre fui tão feliz solteira que pra decidir dividir a minha vida( =lavar cueca) com alguém,esse alguém (=que paga a conta do jantar, é inteligente, manda flores, diz que me ama e principalmente que estou magra )tem que valer muito a pena, e me fazer muito feliz (dizendo que estou magra), o Rosinha teve que me esperar 36 anos (e aprender a falar umas mentirinhas), mas olha só, acabou se dando bem.( seacha.com.br )

Se eu que achava que era cumbuca de repente virei panela, pra quem já nasceu com vocação,
é só questão de tempo.

Facebook Comments

11 Comments

  1. Como assim você nunca viveu historias que te fizessem chorar como maria do bairro??? toooodas as minhas historias sao dignas de novela mexicana e me orgulho pacas disso!heheeh

    So com muita experiencia ruim é que tive certeza que o Leo é o melhor homem do mundo!!!

    ps: a melhor parte de estar solteira é mesmo poder furar com a depiladora! adorei!

    Boa sorte pra sua amiga!

  2. Me acabei de rir, Ká.
    Realmente vc tem razão. Eu tenho aprendido a ver o lado BOm dos relacionamentos bizarros e também o quanto posso ser feliz sozinha, até encontrar alguém especial (tal como vc e o Rosinha).

    Remoer coisas não é bom pra ninguém. E o grande barato da vida é 'fazer pão sem manteiga ser delícia', ou seja qualquer que seja a situação sempre há um lado bom nela.

    Eu aprendi a lição e vivo muito bem.

    A proposito, como estao os preparativos para o casamento. Pelo que eu li, vai ser digno de princesa que encontrou SEu Rosinha Encantado.

    Tudo ótimo a vc e sua family.

  3. Boa! Preciso indicar esse post pra uma amiga minha(solteira por um acaso…).
    Cara de sorte esse Rosinha, hein? 🙂

  4. coitada da amiga…mas isso passa, o que vem a seguir tem a tendência de sempre dar certo…e para o melhor. Com certeza ela vai tirar algo de positivo, desse relacionamento. Mulheres boazinhas vão para o céu, as más vão à luta…ótimo texto.

  5. Todas as fases em nossa vida são boas, desde que vividas intensamente, preparando-nos para a tal "próxima fase". As pessoas só devem partir para a vida de "não solteiras" quando tiverem ciência de que viveram ao máximo tudo o que pôde! Viver a dois é muito bom, desde que as partes sempre saibam se tratar e respeitar como indivíduos! Isso é uma condição para tudo na vida, independente se casado ou solteiro.
    Aconselhar ou dar os "pitacos" na vida dos outros, realmente é uma faca de dois gumes. Somente quem vive o seu momento, seja ele de dor ou de sofrimento, sabe de seus sentimentos.
    Quanto a chorar como a Maria do Bairro…rs… ou, agora, como a Helene de Viver a Vida (pq a bicha chora, hein? vamos combinar?)… exageros a parte, mas chorar dá uma boa revigorada, senão lavada, na alma!
    Beijos amiga…fica com Deus!

  6. Hiiii… nesse quesito eu tenho experiencia de sobra! Já derramei mais lágrimas que a Maria do Bairro se bobear! Mas confesso, sim confesso, que hoje, quando olho para o passado, vejo que a maioria dos casos nem foram tao ruins assim! É que a senhora aqui sempre foi chegada ao dramalhao! rs…

    bjs

  7. o melhor de tudo é que a pessoa solteira começa a malhar, cuida mais da aparência, fica mais leve, divertida, interessante… até se enroscar de novo e voltar a ser um ser humano normal. toda fase é ótima, desde que a pessoa se ame!

  8. Que Post Fascinante!
    Amiga KARINE
    Gostei da sua leitura acerca dos acontecimentos que quer queira ou não sempre nos cercam… O importante é viver, não importando-se de que maneira, preferencialmente ao lado ou próximo das pessoas que admiramos e ou amamos!
    Parabéns por mais um excelente post!
    Abraços,
    LISON.

  9. É uma delícia ler teus textos…

    Já me vi em situações semelhantes em ter que dar opiniões, negando a máxima de que "em briga de marido e mulher, ninguem mete… a colher).

    Continua assim, ótima cronista do cotidiano e nos remetendo para dentro de tuas histórias.

    Beijo!

  10. Eu tb acho que solteira/casada, o que importa é estar bem e feliz consigo mesmo. Estado civil não reflete estado de espírito.
    Bjos
    N

  11. kkkkk…Adorei…Simplesmente concordo em td oq esta escrito…
    Não existe coisa melhor q a vida d Solteiraaa…Mas as vezes me pego pensando..Sera q não medo d relacionarse q faz com q nos apeguemos tanto a nossa liberdade????
    Bjinhoosss

Deixe uma resposta