Por Que a Gente é assim …

Por Que a Gente é assim …

Meu gosto musical sem dúvida é herança dos meus pais, da minha mãe principalmente.
Quando pequena lembro que colocava os LP’s (sim, LP) na vitrola (sim, sou do tempo da vitrola) e cantarolava por horas lendo os encartes, entre eles, Caetano, Djavan, A-HA, RPM, Elis, Roberto Carlos, muita Mpb e Bossa Nova.

Pouca coisa mudou desde então, sertanejo e pagode por exemplo nunca fizeram parte do meu i-pod, meu único deslize é o Fábio Júnior (dispenso comentários engraçadinhos) por isso fiquei super feliz quando ganhei da mamilis a biografia do Barão Vermelho – Por que a gente é assim.

É engraçada a visão que a gente tem de artistas, cantores, escritores, sempre tão seguros de si, tão lindos, tão corajosos, tão polêmicos, tão, tão… quando no fundo é todo mundo igual, todo mundo tem seu ponto fraco.

Acabei de ler o livro me sentindo íntima dos meninos e com uma visão completamente diferente da que eu tinha principalmente do Cazuza e do Frejat. Batalha de Ego nem sempre é bonita, mas as vezes rende frutos.

Continuo achando a banda uma das mais completas e brilhantes do Brasil e se você está proucurando uma leitura leve e despretenciosa, recomendo muito esse livro que é cheio de fotos e recortes de reportagens antigas sobre eles.

O ponto mais alto, na minha opinião é a descrição de como os integrantes da banda lideram com a morte de Cazuza.

Ligar o rádio e escutar uma música brasileira é uma das coisas que sinto mais falta aqui em Dublin e esse  livro matou um pouco da saudade. Por que a gente é assim?

Aos amigos que estão em Dublin, com saudades de ler em português, é só dar um toque que eu terei o maior prazer em empresta-lo.

Facebook Comments

8 Comments

  1. Barão Vermelho, Paralamas… Adorava! Que saudades…..

  2. Ah, ouvi todos esses elepês hahahah Na vitrola automática do papai e na minha vermelhinha portátil! Meus primos mais velhos moraram com a gente enquanto faziam faculdade (12, 14 anos mais velhos). Foi ótimo para crescer ouvindo um pouco de tudo. Adoro barão! Fiquei com vontade de ler o livro. Talvez volte na mala da próxima vez 😀 E saudade de ouvir música brazuca no rádio eu tb tenho. Fico até feliz de ouvir chorando se foi com Kaoma, ou rap das armas, ou o cadinho de portugues de mas que nada… Qq coisa! Beijo

  3. Já que vc ofereceu, quero o livro emprestado sim heheh

    Ah, tb sentia falta de ouvir rádio com música brasileira, mas a Internet salvou minha vida hehe

    Não sei qual rádio vc costumava ouvir no RJ, mas vou te mandar o link da rádio que eu ouvia em SP e continuo ouvindo aqui: http://www.novabrasilfm.com.br/ao-vivo/audio.php

    Beijão, Ju

  4. Oi Ká que bom que vc gostou…fiquei feliz por isso…Pesquise títulos que gostaria de ler que eu mando ok????bjs

  5. Putz, curto muito Barão. E aqui em casa a gente ouve Nova Brasil pela internet. Já tentou???

  6. Putz, curto muito Barão. E aqui em casa a gente ouve Nova Brasil pela internet. Já tentou???

  7. Eu gosto de Sidney Magal. Sem vergonha de ser feliz!

    Nunca fui chegada em Barão, mas a banda tem uma puta história e sobrevivem ainda à podridão da música atual brasileira. Heróis.

  8. Eu adoro Barao Vermelho… e tambem sou da epoca da vitrola. ahahaha
    bjs

Deixe uma resposta