O Segredo da Felicidade, by Karine Lama.

O Segredo da Felicidade, by Karine Lama.

Depois desse post aqui , muita gente deve estar achando que meu namoro é perfeito.
Bobinhos.

O Rosinha é sem dúvida um amor de pessoa, eu vocês sabem, não sou lá essa delicadeza toda, mas sou fofa.(tipo, as vezes) e a gente se entende, ou tenta.

A barreira da língua quase não existe mais, a não ser quando ele não presta atenção no que eu estou falando( o que Ká.Entre.Nós, não é privilégio de casais com nacionalidades diferentes)

Nós dois temos valores bem parecidos, o que facilita muito a nossa vida, o machismo e o feminismo , por exemplo, se deram a mão e passaram bem longe aqui de casa.
Mas é claro que ele me irrita quando sai da roupa e a deixa no chão e eu o irrito quando esqueço de entregar uma correspondência que chegou e que segundo ele é superhipermegaultra importante(jornal do bairro,sabe?),

Outra coisa que drive him mad é meu jeitinho brasileiro de deixar tudo pra depois enquanto ele gosta de planejar as férias de 2016 com 6 anos de antecedência.

A pessoa rosa, também não tem vocação nenhuma pra nada que envolva serviço braçal, isso inclui trocar lâmpada , ou seja se tiver que fazer ou eu faço ou o Breno faz (não me denunciem por exploração de menor, please) Que Deus conserve o emprego dele, porque se depender de viver de Bico tadinho, a gente não vai muito longe.

Ele acha que sou otimista demais, já eu, acho que ele é pessimista ao extremo.

Ele é super conservador no que diz respeito a educação das crianças, já eu, sou liberal.

Por exemplo, aqui na Irlanda, meninas só tem a orelha furada na época da primeira comunhão (aos 8 anos), mas a minha aqui teve a dela furada aos 2 meses, com certeza fiz uma ‘surpresa’ para o Daddy, que é claro, quase teve um treco, mas nada que uns beijinhos não resolvessem.

A gente briga, é claro.
As vezes eu tenho razão, as vezes ele (poucas vezes).
Eu peço desculpa daqui, ele pede dali, e quando a situação do lado dele tá muito preta, até cantar ele canta :
Aviou sin azzza , foguera sin brrrrasa, sô eu sin sen fossssê
Futibou sin bóla, pipiú sin fajola” (é nessa parte que eu esqueço tudo e agarro aquela coisa branca disfarçada de rosa da minha vida).

Vai ver esse é o segredo, não dizem por aí que o preto e o branco se equilibram?

Facebook Comments

10 Comments

  1. Oi Ká, adorei o texto…muito bom!!!mas não existe mesmo casal perfeito, o que existe é amor, respeito, compreensão e tolerância…e mais importante valorizar a pessoa amanda, ser presente na vida a dois..muitos casamentos acabam por falta de atenção por uma das partes… continuem assim..casamento é isso..bjs amamos vcs

  2. Hahaha, pois então Karine Lama, o segredo está no caminho do meio…
    Aqui em casa também somos assim, diferentes em algumas coisas mas parecidos com relação aos pensamentos e valores. Acho que ai é que está o X da questão. Porque para algumas coias é necessário que o casal seja distinto para que possa se complementar… agora, quando se discorda de tudo, a vida conjugal fica um inferno!
    Que siga tudo sempre assim e que vcs sejam muito felizes, apesar das diferenças! 🙂

  3. Que linda "receita", K!

    Certamente "cada caso é um caso", mas a criatividade e sair das "saias justas", a humildade em reconhecer erros e pedir desculpas, deve ser comum a todos, sempre!

    Neste fim de semana, comecei um novo relacionamento que, uma certeza me diz, será diferente de todos os demais e espero construí-lo nessas bases da compreensão, tolerância, reconhecimento, respeito, carinho, tudo isso como galhinhos de uma planta chamada amor.

  4. Que lindo o post. Realmente é assim. A gente ama os defeitos, mesmo as vezes, querendo jogar tudo para o alto! rs…

    Adorei

    bjs

  5. ah, essas diferencas…
    sao elas que dao graca no dia a dia…
    stress à parte, vc ainda vai dar muita risada disso!!:-)

  6. oooootimo post! me inspirou!

  7. Oi Karine, adoro seu blog e seus posts, são sempre muito interessantes! =)

  8. Ai que lindaaa, que coisa fofa! Sou sua fã , rs. Adoro seus textos, suas historias… Menina, vc é demais.
    Eu "ri alto " aqui nessa parte: " (é nessa parte que eu esqueço tudo e agarro aquela coisa branca disfarçada de rosa da minha vida)kkkkkkkkkk. Deus abençoe vc e sua familia.. beijos beijos

  9. Huahuahuahua.
    Muito bom! Quando um ri da cara do outro, não há problema que resista. Parabéns por estar quase sempre certa… hehhehe
    bjo

  10. Adorei teu blog…já estou seguindo!!!!!!!

    bjooos

Deixe uma resposta