Furar ou não furar, eis a questão….

Furar ou não furar, eis a questão….

Como se já não me bastasse os milhares de conflitos culturais que fazem parte da relação entre um casal de culturas diferentes, esse povo irlandês sabe como ninguém dificultar a minha vida.

Aqui furar a orelha de um bebê é quase um crime, como se a orelha da criança fosse patrimônio público. Com exceção dos knackers (tradução xula: favelados), irlandês que é irlandês só fura a orelha da kid para a primeira comunhão e olhe lá.

O problema é que filha minha não é irlandesa/irlandesa, né? É irlandesa/brasileira, o que não pode ser ignorado, pelo menos na minha cabeça dura e quando a Chloe fez 2 meses não pensei 1 vez e a levei para furar, sem o consentimento do rosinha ou o conhecimento da minha sogra, que como vocês podem adivinhar, não ficou contente com meu ato de rebeldia.
Karine 1 x 0 Sogra mala 

Quando a Chloe fez 2 anos a orelha dela inflamou (desconfio eu, que por reza alheia) e eu tive que tirar o brinco, o furo fechou e permanece assim até hoje, mas no presente momento, confesso, tenho pena de refazer, ou medo de ser xingada, já que agora ela sabe falar, hun?

Daí que eu tô grávida de novo e de uma menina e o dilema continua, mesmo hoje sendo menos importante pra mim do que a 3 anos atrás…furar ou não furar ?
Olha te juro que sobre isso eu ainda não decidi, mas uma coisa eu tenho certeza, se o Rosinha na próxima vida não nascer brasileiro, ou eu irlandesa, nosso caso de amor termina nessa…porque ó, tem que ter paciência, calma e muito amor para criar filhos bi-culturais…

Sem cabelo, mas pelo menos, com brinco.

Facebook Comments

64 Comments

  1. Aqui né tão natural né? Furar a orelhinha das meninas, ficam tão lindas, tão femininas!!! Fora do Brasil já vi até muita mulher madura sem orelhas furadas…
    E onde você fura aí a orelhinha do nenê? Como funciona?

    • Aqui apesar de não ser comum, tem lugares que furam, na mothercare por exemplo, mas a baby tem que ter no mínimo 2 meses….
      Eu também acho lindo!

  2. Otimo topico!!! Eu ainda nao tenho filhos e esse pau ja rola em casa faz mil anos com direito a opiniao de sogra mala, welcome to the club!! Eu apelo e falo que se eu tiver uma filha vai ser mais minha do que do meu marido, pq quem sofreu pra ter fui hahaha, e tb pq minha filha nao vai ser irlandesa/irlandesa, concordo 1000% com vc!! Gente pq afinal eh soh um brinquinho neh? Como esse povo pira, agora pq sera q eles nao piram qdo as meninas daki se montam e parecem que tem 30 anos qdo tem 18? E ja bebem mais do que caminhoneiro no 21st bday. Eh triste, Ka, mas o que importa eh q logo mais a chloe vai ter uma super amiga pra brincar, que vai ser tao linda qto ela e o breno!! Beijoss e muitas felicidades!! E paciencia tb 🙂

  3. minha opinião? Não fura. brinco é marca pra dizer pra sociedade que o bebê é menina. acho os europeus mais avançados nesse sentido. sei la, me parece que no Brasil o bebê tem que ser o tempo todo identificado como menino/menina, seja pelas roupas, pelos sapatos, cor do carrinho do bebê e até pelo brinco. fura não… mais hora menos hora ela vai sentir vontade de usar e vai pedir (seja pq viu a mamae linda usando um brinco bonito ou pq as coleguinhas da classe tb furaram a orelha), mas deixa vir com o tempo, na hora que o brinco for uma necessidade das suas filhas e não da sociedade…

    😉

    • Ah Mi, não concordo não.
      E daí que é para mostrar pra sociedade que minha filha é menina? eu acho bonito e juro pra vc que me incomodava o fato dela não ter orelha furada a princípio, parecia que estava faltando alguma coisa…eu me mudei para Irlanda quase aos 30 e a cultura brasileira ainda é muito forte dentro de mim, detesto rosa, visto azul na Chloe desde o hospital, mas brinco é brinco, fora que eu acho que doi bem menos quando é feito logo…

      beijo

    • Mirelle adorei a sua opinião! as mães tentam se projetar nas crianças isso já foi provado cientificamente colocar um brinco em um bb é apenas mas uma forma de dizer "a minha é mais bonita q a sua" a mãe é q sente a necessidade d ver a filha com um brinco e n a criança

    • Também penso assim Mirelle. A filha é minha, mas a orelha é dela. Ela vai decidir, e vivenciar essa experiência quando quiser furar!

  4. faz assim espera a baby nascer e fura das duas de uma vez assim uma apoia a outra e as duas te defendem depois 🙂 !!! Ká tô escrevendo pro site de turismo oficial da Colombia se puder dá uma passadinha por lá e me deixa um coments e me dá uma estrelinha 🙂 preciso fazer trafego os 10 mais ganham passagens pra viajar e escrever sobre a Colombia, sao 30 blogueiros escrevendo em varios idiomas e por enquanto tô em primeiro 🙂 bjos

  5. Hahaha! A foto com balão me enganou. E ela tá linda mais nova e com a bochecha rosinha… 😉
    bjoca

  6. Amiga, quanto mais tempo eu moro aqui mais eu me acostumo com o jeito que as coisas são e mais eu acho estranho o jeito brasileiro. Se o Erik tivesse nascido menina eu posso apostar que teria furado. Hoje, se tivesse uma menina, EU não furaria. Uma porque eu acho brinco desconfortável para dormir mesmo que pequeno, outra que eu já não acho mais bonito.
    Agora se vc gosta, fura porque não tem mal nenhum.
    Beijos

    • Quero ver se vc vai se acostumar com maquiagem aos 11 anos de idade, saia sem meia calça e a filho chegando em casa bebado! hahahaha
      Tô brincando, te entendo amiga, pra falar a verdade, esse é o motivo do meu post, com a Chloe me incomodou muito, muito mesmo, depois que eu furei, me senti melhor, mas quando o furo fechou não liguei em furar de novo, talvez porque agora o cabelo já esteja comprido e a cara de menina, mais evidente, né?
      Vai entender…

  7. Eu furei a Da Bella com 1 mes no Brasil, mas o marido nao gostou muito de comeco e quando chegamos em Malta a familia dele fez uma cara de reprovacao…mas acho lindo brincos e pulseirinhas, ficam lindas nao eh?!?
    Bjs

  8. Nao sabia disso, eu acho tao bonitinho as menininhas ja saindo do hospital com o brinquinho… mas a Ni tem um ponto no comentario dela… deve incomodar o bebe dormir de brinco… eu nunca consegui dormir, me incomoda demais.

    Beijos!

    • Mas Manu, o brinco é minúsculo, a tarachinha é daquelas de bolinha que nem entra em contato com a pele e pra colocar o brinco é uma dificuldade, por isso que a dela fechou….
      Você não sabia dessa diferença cultural não? pois é…e não para por aí…hahahha

      beijo

  9. Eu me rendi às diferenças culturais e não furei. Eu e meu marido conversamos muito sobre isso e sinceramente não queria que confundissem minha filha com knackers (que aqui na Inglaterra se chamam chavs). Tenho plena consciência de que se ela tivesse nascido no Brasil, provavelmente teria saído do hospital com as orelhas furadas e meu marido não iria dizer nada porque a grande maioria das meninas tem brinquinho. Acabei me vendendo ao sistema, mas não me arrependo não. Quando ela pedir, a gente fura. 🙂
    xx

    • O importante é tomar uma posição e não se arrepender.
      Eu furei a da Chloe e só tirei pq inflamou, mas em nenhum momento achei que ela estivesse incomodada com o brinco, fechou o furo e agora quando ela quiser, furo de novo!

      beijo

  10. Furar ou não furar, eis a questão! Complicado, viu? Eu agradeço a minha mãe por ter furado, porque os furos que eu fiz depois de adolescente me dão incomodação até hoje (tenho 3 em cada orelha, os dois últimos feitos depois dos 13 anos). Inflamam, um saco…
    Eu acho que furaria, se depois a criatura já falar por si e quiser deixar de usar brinco, que deixe fechar.

    • Quando o marido é brasileiro, a decisão fica muito mais fácil.
      Aí na Espanha eles furam, não é? porque na creche da Chloe tem uma espanholinha de orelha furada, a mãe disse que lá também é comum furarem desde cedo…

  11. Olha, é uma dúvida cruel a sua. Eu furei a orelha da minha filha aos seis meses de idade. Acontece que nessa idade a gente não sabe se elas vão gostar futuramente. Resultado: minha filha não é nada vaidosa, detesta brinco e me questiona desde os 6 anos de idade, porque furei a orelha dela!! Como todos dizem que essa fase "bicho grilo" passa, estou esperando isso acontecer. Ela está com 15 anos e começa a me perguntar, "mãe, meu cabelo tá legal?

    • Jura que tem menina que não gosta?
      Mas tipo, se não gostar é só não usar brinco…
      o problema é se for ao contrário, e ela ficar chateada por eu não te-la poupado do sofrimento tarde, porque eu sinceramente acho que quando se é pequena, doi menos….
      Essa fase vai passar e ela vai adorar !
      Me lembro que s 12 anos jurava que jamais colocaria um salto alto na vida! hahahaha

      beijo

  12. Comigo aconteceu como a Ana disse… Sofia ia morar na Inglaterra, onde todos acham brinco em bebe a coisa mais abominavel do mundo, ai decidi nao furar. Se a gente morasse no Brasil o negocio teria sido diferente. O pior que pode acontecer sera as duas reclamarem mais tarde que vc furou e elas, depois de grande, acham a ideia horrivel. Mas eh pra isso que as maes servem!

    • Eu sinceramente penso mais no meu gosto, sempre fui assim, se eu tivesse feito da minha vida o que a sociedade esperava de mim, não teria sido tão feliz, então, se não me incomodar ve-la sem brinco, deixo sem, se me incomodar, eu furo! hahaha

      beijooo

  13. Tem zilhoes de coisas que me acostumei e tem outras zilhões das quais eu não abro mão, aqui tb é essa coisa com brincos, há quem se vanglorie dizendo que fazem isso em nome dos direitos iguais, que aqui não tem sexismo, que meninas não precisam usar brincos pra provarem que são meninas e meninos podem brincar de boneca…blablablabla wiskassache!
    A verdade é que cansei de ficar em duvida se era menino ou menina mesmo os maiorzinhos já que é bem comum os meninos terem cabelinho tigela tipo o do Pok e muitas meninas não tem lá muita cara de menina, assim como alguns meninos tem cara de menina… ah criança vc sabe como é!

    Eu não me imagino sendo mãe de menina, mas acho que seu eu tivesse uma eu furaria a orelha, sei lá, furar mais tarde parece que dói mais, eu fiz o segundo furo quando tinha uns 20 anos e doeu muitão hahaha, o Karo nem liga porque na Hungria o povo fura (viva o terceiro mundo), não furam na maternidade (isso nem no Brasil rola mais, pelo oque ouvi na maternidade que o pok nasceu!), mas lá pelos três meses levam pra furar e as menininhas todas desfilam com seus brinquinhos lindos, o brinco sempre é presente da avó ou da madrinha! =)

    Se você acha que vai ficar mais feliz, fura a orelhinha dela, senão, enche os cabelinhos de lacinhos e afins que tá tudo certo também!

    Beijocas

    • Mas é essa pergunta que vou me fazer, se me incomodar, vou meter as caras e furar , se dessa vez eu achar mais normal olhar para uma criança, careca, menina e sem brinco, deixo rolar…
      Também já me adaptei a muita coisa, mudei de opinião sobre tantas outras, mas existem certos detalhes que ainda estão bastante impregnados na minha vida devido a nossa cultura latina…

      beiju

  14. Acho que meu pai era irlandês ein, pq ele achava absurdo furar orelha de bebê recém nascida, chamava de ''mutilação'' Ô exagero! Mas como dizem foi pior a emenda do que o soneto. Quando completei 15 anos, fiz nada mais do que 8, sim OITO furos em cada orelha, sabe aqueles que iam subindo até a cartilagem? Não sei se foi uma rebeldia reprimida ou só um ato de FREEDOM! Mas que sensação boa viu.. hahha Acho que se tu proíbe, poda, não deixa.. é que fica no ar o quão bom deve ser aquilo.. Melhor furar quando tá nenêzinha ainda pq nem vai lembrar da dor e vai te agradecer mais lá na frente haha 🙂

    xxxx

    • CARACA seu pai deve ter ficado muito feliz, né? hahahahaha
      E eu sinceramente acho sim, que elas me agradeceriam de poupa-las do sofrimento postergado…

  15. Menina, aqui na Alemanha é a mesma lenga lenga…
    Eu ainda nao tenho filha mas, as amigas q tem reclamam horrores da dificuldade q é encontrar alguém q fure. Uma conseguiu na própria pediatra. Outra depois de 3 meses numa joalheria. E assim vai… A grande maioria, só no Brasil mesmo.
    Eu acho q quando tiver a minha, vou fazer logo bebê. Faz 3 anos q eu furei a minha orelha novamente e descobri o quanto dói! Só furei a outra pra nao ficar ridícula. Vai q eu deixo a menina crescer e, depois do primeiro furo ela nao deixa furar o outro???

    • Menina, aqui na Irlanda eu menti.
      Disse que o pai da minha filha também era brasileiro e blá blá blá
      Acho que super doi mais quando a pessoa é mais velha!

  16. Pera que eu parei no "to grávida de novo"!!!!
    Se já tinha dito, desculpe aí, meu lapso "hospitalar" nao me permitiu a atualizaçào devida (olha a formalidade!).
    Parabéns!! Fico muito feliz por vc!

    Agora, voltando ao assunto: aqui na Alemanha é quase crime também. O papo aqui é que é a criança que tem que escolher, quando crescer, se quer usar brincos ou não.

    Eu, brasileira, nào vejo nada demais!

    Bjs!

    • Hahahaha
      Tá vendo só…desatualizada!
      Tô grávida, mas só falei um dia desses, apesar de já estar com 5 meses e meio 🙂

      Quer dizer que aí é assim também?
      Legal saber!

  17. Oi Karina, sou nova por aqui! mas como vc disse, todo esse drama pra furar orelha de uma bebe, mas menininhas de 12 anos desfilando no Dundrum Town Centre como mini sluts pode neh? Eu sei que eh diferenca cultural, mas tem tanta coisa mais importante pra pensar na criacao do que um brinquinho…. Acho que vc deveria furar se quiser, afinal eles tb tem que aceitar sua cultura neh nao?

    • Exatamente!
      Fico chocada com as meninas da sala do Breno de 11 anos, tudo bem que não ee a maioria, mas umas 2 gurias usam make up, não para ir a escola, mas já as encontrei na rua e tomei um susto!
      Uma orelha furadinha é bem mais discreto, né? e se vc perguntar para os irlandeses do porquê, eles nem sabem te dizer…

  18. olá!
    Aqui em Portugal também me acharam uma monstra quando comecei a perguntar onde poderia furar a relha da minha bebe. Tem que ser numa ourivesaria (eu tinha ido perguntar numa farmácia)e só a partir dos 6 meses!!!
    Eu acho que deve furar, minha mãe é portuga e não teve orelha furada e, mesmo morando no Brasil, não furou a minha. E só tinha brincos feios de pressão! Então com 15 anos fui furar e só a convenci a furar quando ela tinha quase 50!! Acho que qdo somos maiores o ato de furar incomoda mais q qdo bebezinha.
    bjs

  19. Olha ri muito com o seu post e sme identifiquei bastante tbem. Com a Victoria foi a mesma coisa, fui pro Brasil com a Victoria qdo ela tinha 8 meses e disse pro meu marido, ele nao ficou super feliz, mas nao se importou muito nao, a familia dele deu pitaco, acharam estranho, mas deixaram de lado. Qdo fui na farmacia, estava lotada, entao deixei pro final da viagem, soh que ela ficou doente, depois viemos embora pra Inglaterra e agora que ela estah com 5 anos, nao tenho coragem. O mais engracado doi que voltei pra ca e a primeira coisa que me perguntaram foi da orelha e desde entao a familia fica me perguntando qdo que eu vou furar a orelha dela… acho que estao fazendo de proposito…

    bjs

    • Quanto dilema a gente tem que passar nessa nossa vida bi-cultural, né?

      Eu te entendo, afinal com 5 anos com certeza dói mais do que quando recém nascido ou ainda bebê, mas e ela? ela pede?

      Boa sorte aí!

      beijoca

  20. Sou da opinião que deve furar sim, pois doi e sendo ela bebê, não vai se lembrar, aproveita e já vai fazendo a cabeça da chloe dizendo que brinquinho vamos comprar pra bebê, vc não quer um? Alias, dizem que qdo se tem um filho deve dar presentes a ele e dizer que foi o bebê que mandou;manda logo um brinco de presente pra ela!!! hahaha PS eu não suportei um segundo brinco e nem piercing na orelha, mas do primeiro furo eu não lembro!!! bj

    • Você me deu uma boa idéia de presente da baby pra chloe 🙂 hahahaha
      Eu também acho que doi beeeem menos quando se é baby….

      beijoooo

  21. Fura, fura!!
    A gente se acostuma a beber cha com leite, cozinhar batata todo santo dia, "lavar" cozinha sem um ralo pra contar historia já está na hora deles cederem a algum dos nossos costumes.

    Agora essa historia de que so os pikeys que poe brincos nas criancas eu ia morrer sem saber, viu?!
    Diz pro teu rosinha que a tua filha sai da maternidade de brinco cute e a deles de argola. Nao tem como confundir rs

    Beijos

    • Exatamente o que eu falo, os favelados usam argolão a minha filhota pedra preciosa!hahahah
      E é tudo questão de comportamento , né?

      beijo

  22. Oi Karine!!!!
    Chego a ficar nervosa com esse assunto, porque muito já discuti com meu marido (com a sogra e o sogro, com as cunhadas…e com meia Irlanda) sobre isso e até agora nao chegamos a um consenso.

    Embora moremos na Espanha, onde furar a orelhinha das meninas é normal, ele ( toda a família) como irlandês vem com argumentos do tipo…"porque marcar a criança já quando nasce, porque ela nao pode escolher quando seja maior,a criança pode ter vários problemas de saúde por isso" para mim todos os argumentos sao falhos e no fim das contas acho que é como vc falou, é puro preconceito de classe social.

    Eu nao tenho problema nenhum que se reconheça a criança pelo seu sexo, ao contrário, acho que temos que aprender a respeitar e aceitar as diferenças, porque temos que esconder o fato de que aquele bebê é uma menina? Será que seria mais "aceitável" parecer um menino? Acho também que se é feito quando a criança está maior existem mais possibilidades de tocar, arrancar e até mesmmo inflamar, entao quanto antes melhor.

    Também me revolto um pouco porque nós que saímos do nosso país nos adaptamos a tudo, a língua, aos costumes, ao jeito etc., e eles nunca podem aceitar nada da cultura alheia, nao saem da zona de conforto e nao mudam os seus parâmetros, me dá raiva e por isso apoio o furo na orelha pq ele simboliza tanta coisa que trazemos na bagagem…Enfim, se fosse eu eu faria sim, mas ´nao será desta vez, já que estou gravidinha e esperando um menino…!!!!!
    Mas como ser sábio é aprender com as experiências, acho que no seu caso, você já passou por isso (e diga-se de passagme foi muito corajosa em enfrentar a irlandesada toda) e acima de qualquer diferença cultural deve pensar naquilo que você acha que será o melhor para a sua bebezinha, com certeza você vai tomar a melhor decisao!!!! Um beijo grande! Mônica

  23. Nossa essa foi por pouco!
    Grávida de um boy? parabéns, pelo menos são menos problemas! hahahaha
    Pois é, a gente abre mão da nossa vida, não acho certo abrir mão da nossa cultura…pelo menos, se não me incomoda…eu já mudei de opinião sobre várias coisas, muitas mesmo, mas outras continuam muito enraizadas dentro de mim e não acho ruim…pra te falar a verdade o rosinha fica um pouco em choque, mas se adapta fácil porque tem consciência de que se casou com uma brasileira e junto, com tudo o que a minha cultura representa, o problema maior são os outros, mas pra te ser honesta, eu nem ligo! A opinião de terceiros nunca me impediu de tomar nenhuma decisão…graças a Deus… 🙂

    beijoca

  24. Oi Karine, sempre estou por aqui no seu blog, mas acredito que esta e' a primeira vez que comento. Aqui no USA (onde moro) a historia e' a mesma, ngm fura a orelha das menninas. Minha vizinha 'e egipcia, e furar a orelha de meninas tbm faz parte da cultura deles. Ela tme uma bb de 1 ano e meio, e furou a orelhinha dela qndo ela tinha 6 meses. Ela me contou que escutou cada barbaridade por ter furado a orelhinha da menina… Ela me disse que ate' hoje as pessoas olham para ela com olhar de reprovacao. Ela e' pediatra, e chegou a escutar que como que uma pediatra poderia fazer uma barbaridade desta com a propria filha?! Mas a pior qu eu achei foi de uma pessoa que falou que agora que colocou o brinco, era so colocar um piercing no umbigo tbm… Olha o absurdo?! Sinceramente, me irrita esta falta de respeito com a cultura alheia… Eu acho que vc deve furar a orelha da sua pequena sim, se e' algo que vc gosta, as pessoas precisam respeitar a sua vontade como mae, e neste caso, nao e' nada que causara problema para sua bb, entao acho que vale um esforco do seu marido para entender 🙂 Bjuss e boa sorte!

  25. ah, look, so cute! is that your youngest?

  26. MELHOR SITE DE VENDAS http://www.mercadozets.com.br/

    VENDE DE TUDO

    BRINCO

    http://www.mercadozets.com.br/ListaProdutos.asp?texto=brinco&IDCategoria=1408

    BIJOUTERIAS

    http://www.mercadozets.com.br/ListaProdutos.asp?idCategoria=1408

    VENDE DE TUDO TEM BERÇO ELETRONICOS CELULARES TV NOTEBOOK COMPUTADOR ACESSORIOS PARA CARROS BRINQUEDOS ARTIGOS INFANTIS E MUITO MAIS

  27. Que dilema!!! Ainda não tenho filho, mas esse tema já entrou nas discussões aqui de casa, pois para francês é praticamente "crime" furar a orelha de bebê!!! Mas parece que no Brasil as coisas mudaram, minha irmã teve um bebê há 1 ano em Porto Alegre e foi quase impossível encontrar um local para furar.
    Posso ser antiga e quadrada, mas gosto de menina feminina e de menino masculino… Mais tarde se eles quiserem mudar, a questão é outra!
    Mas aqui acho tão estranho ainda pois as crianças usam pouca cor… Com 2 ou 3 anos já se vestem de preto da cabeça aos pés, cinza e alguns brilhos… Se veste rosa um uma camiseta Hello Kitty aos 6 anos vira motivo de chacota na escola (quem se veste assim são os asiáticos).
    Mas eu tb acho que quando a gente fura muito tarde aí sim que a cicatrização e adaptação é mais complicada.

    • Olha, te confesso que sou fã de preto e cinza, sempre fui e nem gosto muito de rosa, mas essa questão de furar orelha ainda não me adaptei e acho que os franceses são ainda piores com esse lance de feminismo, mas se no Brasil mudou não estou sabendo, pelo menos no Rj as coisas continuam como antigamente e espero que assim permaneça pq acho que é bacana esse lance cultural…

  28. Eu furei a minha orelha com 10 anos. por que eu quis. Estava desesperada para usar brincos. Ai eu entrei na farmacia, pedi para furarem e assim mesmo tiveram que chamar 5 pessoas pra me segurar, pq eu chorava, chutava e gritava!

    As minhas filhas tiveram as orelhas furadas na primeira consulta ao pediatra – com UMA semana de vida.

    🙂

  29. Nossa! Choque de cultura as vezes é um problema.. Se sogra brasileira, as vezes, já atrapalha imagina, IRLANDESA!?

  30. Ka, sabe o que eu acho ainda mais absurdo? É que tem muita irlandesA usando brinco! Minha chefe usa, e é super lindo e fofo nela. Tem 3 meninas em casa e nenhuma de orelhinha furada 🙁
    Eu acho que fica ainda mais lindo quando elas tem cabelinho curtinho, ficam fofas! Eu tenho dois furos, e cada dia uso um brinquinho diferente, haha! E as meninas adoram, cada dia uma escolhe um pra mim 🙂
    O melhor é esperar ela nascer mesmo, olhar pra carinha e ver se vai combinar de brinco ou não! hehehe
    Coisa boba desse povo! Que doença tu podes pegar colocando um brinco?

  31. Existem muitos atos em relação a bebês que são crime ou considerado errados e que não catalogamos como "patrimônio público".

    O problema é que há muitos pais que julgam que os seus filhos são sua propriedade, como acontecia na antiguidade, em vez de pensarem que são seus guardiães. Em vez de pensarem na sua educação, pensam em futilidades e desejos egoístas.

    Deu testemunho que a sua filha ficou com a orelha inflamada. Apesar de certas complicações serem raras (como cicatrização quelóide e rasgão na orelha), são riscos que estão a implicar numa pessoa que não tem capacidade de consentimento para uma intervenção dolorosa (apesar de muitas mães o negarem) e que lacera uma parte do seu corpo. Mesmo assim não tentam perceber as razões de outros considerarem erradas essas práticas.

    É uma decisão importante e aconteceu há pouco tempo foram furadas as orelhas de uma bebé, que ainda por cima sofre dermatite atópica, sem o conhecimento do pai, enquanto trabalhava. Infelizmente, por mais que um pai trabalhe, eduque bem os filhos e ajude a sua esposa, é culturalmente aceitável desconsiderar o papel do pai (homem).

    • Pedro, depois da terceira filha, isso pra mim já não é mais tão importante, mas acho chato esse lance de julgar a escolha dos responsáveis alheios. Filhos não são propriedades nossas, mas estão sob os nossos cuidados. Se eu perguntar a minha filha se ela quer que eu coloque casaco, ela não vai consentir, ou se eu perguntar se ela quer tomar banho, lavar o cabelo, tomar vacina….acho que cada responsável deve decidir o que melhor lhe convem. Eu furei a orelha "escondido" do meu marido porque tinha certeza de que ele não ligaria ou se sentiria desprezado, caso contrário, não teria o feito. Como já disse, isso pra mim (de furar a orelha) já não tem mais importância, mas na época teve e eu não me arrependo.

Deixe uma resposta