Cheiro de Alfazema e gosto de macarrão.

Cheiro de Alfazema e gosto de macarrão.

Eu venho de uma família muito grande.
E famílias muito grandes tem suas vantagens e desvantagens.
Minha mãe tem muitos irmãos e irmãs e consequentemente meus avós tinham muitos netos e aí você sabe, né? Difícil e compreensível a atenção não ser tão pessoal, afinal, ela tinha que dividir.

Mas tem coisas que eu não me esqueço.

Se eu fechar os olhos posso me lembrar do gosto do macarrão que ela fazia, do tão forte que ela era física e emocionalmente, das manias do meu avô e do fato de que mesmo já morando na Irlanda quando ela morreu e mesmo estando com a memória abalada por causa da doença, ela não se esquecia de mim.

Meu avô por parte de mãe morreu quando a gente tinha uns 11/12 anos.
Meu avô por parte de pai eu não conheci, morreu quando meu pai era jovem.
Minha avó paterna morreu a gente era bem pequena, mas acredite se quiser, eu ainda me lembro do cheiro de alfazema que ela tinha e da doçura de pessoa que ela era.

Meus filhos tem sorte.
Todos os avós estão vivos.
Uns moram no Brasil, meu pais e os pais do pai do Breno.
Outros moram a 5 minutos andando da minha casa.
E eles amam e aproveitam a proximidade.
Amam passar as tardes lá (e as vezes até as noites)

E casa de vó é tudo igual, né?
É a casa que se pode tudo.
Todas elas tem um cheiro de bolo, de comida fresquinha e um gosto doce que um dia vai virar saudade, mas uma saudade gostosa de sentir, de lembrar.

O quintal que aos nossos olhos eram imensos diminuem de tamanho, mas crescem na importância.

E aí, se um dia eles precisarem de ajuda para recordar é só olhar nas fotos o quanto eles foram felizes por lá.

Post dedicado aos meus avós queridos que hoje estão no céu, mas que guardo na lembrança com muito carinho, junto com o cheiro de alfazema e com o gosto do macarrão.
.
Facebook Comments

22 Comments

  1. Saudades da minha avó… Ainda bem que tenho meu Fofo aqui pertinho!

  2. Que post lindo, Karine!!!!

  3. É muito amor!
    Fotos lindas, Ka! Fofos demais seus filhos! 😉

  4. É muito amor!
    Fotos lindas, Ka! Fofos demais seus filhos! 😉

  5. As crianças de hoje tem sorte mesmo, provavelmente elas terão avos vivos, ativos e cheios de disposição por um período bem maior do que nós tivemos

  6. Que post lindo Ká! Minha vó por parte de mãe foi uma pessoa SUPER especial pra mim e fiquei até um pouco emocionada com suas palavras…! Fico muito feliz que seus filhos ainda possam aproveitar todo o carinho dos avôs e avós! Beijos!

  7. Bel Oliveira

    Ai, me deu uma saudade da casa dos meus avós maternos… O lanche da tarde na mesa enorme e os pés de manga rosa que pareciam eternamente carregados no quintal. Como era bom, pena que já não os tenho mais, se foram muito cedo. Minha mãe está curtindo muito ser avó da minha sobrinha (que é nosso xodó, só 1 ano, primeira sobrinha, primeira neta, imagina!) e ela está amando o colinho da vovó… É uma relação muito gostosa!

  8. Aiiii que saudade eu sinto da minha avó!
    Pok agora sim soube oque é uma familia grande, barulhenta e brasileira. Agora sim ele conheceu toda a primaiada, as tias e a casa da vó. Ele tá tão feliz que me corta o coração quando penso na volta pra casa.

    Beijocas

  9. Post lindo. Me emocionou!
    Casa de vó é sempre uma delicia. Os menus sempre moraram longe e agora os do meu filho também.
    Os seus filhotes são mega sortudos… E lindos!!!

    Beijos

  10. Ká vc conseguiu traduzir td que penso sobre esse sentimento maravilhoso de ser avó, espero que meus netinhos tenham tb esse carinho e essa saudade gostosa de nós seus avós, qdo não estivermos mais aqui, lindo texto…. bjs

  11. Ká vc traduziu muito bem esse sentimento maravilhoso entre os avós e netos, espero que meus netinhos tb tenham esse carinho e essa saudade gostosa de nós seus avós…Lindo texto…bjs

  12. Não conheci meus avôs porque morreram antes de nascer, e não tive muita convivência com as minhas avós pois sempre morei muito longe delas desde pequena, quando vim morar perto delas tive o privilégio de passar os últimos anos da vida da minha avó paterna perto dela.
    Minhas filhas Graças a DEUS também possuem todos os avós e um vôdrasto e uma vódrasta.
    Sem dúvidas são muito amadas e mimadas também haha.

  13. Muita sorte, mesmo. Eu sempre penso nisso quando vejo o Erik com os avós daqui. Aliás, Erik ainda tem uma bisa, ela mora longe, mas sempre manda um carinho pelos cartões e casacos de tricô.
    Um beijo

  14. Ai, vô e vó são tudo!! Meus olhos se enchem de lágrimas de lembrar dos meus. Karine, Mia está a cara do pai!! Bjos.

  15. Lindo post, e que fotografa esta hein amiga,parabéns, tudo lindo como sempre.
    Beijos e boa semana.

  16. Sinto muita saudades das minhas avós… os avôs, não me lembro 🙁

    beijos!

  17. Sinto saudades dos meus…

  18. Ai, é tão gostoso! Eu sou abençoada por ter três dos meus quatro avós ainda vivos, e meu vozinho materno faleceu há uns 3 anos, ou seja, eu já tinha bons 25 anos quando ele descansou. Apesar de não ter o mesmo contato com todos, as lembranças são muitas e muito agradáveis. As melhores, da minha avó materna, incansável, de uma doçura e paciência enormes, que devo ter visto brava conosco apenas 1 vez! Da travessia de 2000km para chegar na casa deles para passar as férias, e a festa que era quando chegávamos, do quintal que tinha uma certa árvore que dava uma certa flor que quando chovia exalava um perfume que até hoje é "perfume das flores da casa da vovó". Do quartinho de brinquedos (que era uma despensa e que também tinha seu aroma particular), dos natais, da biblioteca do meu avô, leitor ávido, quietinho e sempre fumante (apesar de odiar cigarro, não consigo ver meu avô sem os seus cigarros, o que também tem seu cheiro característico). Ai ai… saudades boas!

  19. Ai Ka, chorei. Chorei lembrando da minha infancia com meus avohs tb. Como o tempo passa rapido. E chorei pensando que meus pais estao longe e quando eu tiver filhos eles nao poderao estar tao perto assim… ai que dor que deu agora.

    Ps. Seus filhos estao cada dia mais lindos!!!!!

  20. Que lindo… eu tive avós maravilhosos, lindos.. dóceis,,.especiais.. sempre nas minhas orações a noite eu falo com eles, e sei que onde eles estiverem estão pensando em nós da família!!!

  21. Li vários de seus textos agora mesmo, passei por um , não comentei, passei por outro também não comentei, mas esse aqui eu não resisti, eu tive a oportunidade de conhecer apenas uma avó, ela morreu quando eu ainda era nova, tinha em torno dos 13 anos acho . Mas se tem coisas que me fazem lembrar dela é o cheiro de tangerina e o gosto de carambola . Mas enfim, apesar de triste e da saudade doer é um pouquinho do lado bonito da minha novela aqui . Ameiiiiiiiiiiiiiiiiiii seu texto, senti arrepios ao terminar de ler . Parabéns pelo talento . bjkas

Deixe uma resposta