15 Comments

  1. hahahaa,tô doida pra saber o que o ernani tem a falar sobre este post!

    (eu sou do seu time, não bebo pq não gosto, mas não bebo NADA, nadica mesmo.)

    bjo!

  2. Oi Ká, pode ter certeza que o seu recado foi muito bem dado…e direcionado pra várias pessoas que conheço. Encher a cara é ridículo(eu já fiz, mas tomei juizo hahaha)..parabéns bjs

  3. HA alguns anos atras tomei uma seria resolucaod e ano novo: ia comecar a beber!

    Isso mesmo. Eu tambem nao gosto (ava) do gosto, mas cheguei a conclusao que se tanet gente bebe,a lguma coisa eu estava perdendo.

    Aprendi a curtir uma boa taca de vinho ( nunca mais de uma), gostod e algumas cervejas – principalmente as de cereja da Belgica e uma batidinha ou outra.

    Aprendi a beber, mas comcordo com vc em genero numero e grau: bebado e um porre – e um perigo

  4. Oi Ka,parabens otimo texto!!!!E verdade a bebiba em exesso ,so traz transtornos as vezes irreverssiveis.Quando chegamos aqui no Japao ,as vezes nos finais de semana faziamos festa regada a muita bebida alcolica ,e sempre acabava em brigas.Tambem tinhamos um amigo que bebia todas e saia dirigindo completamente embriagado e iamos pra balada ,olha que perigo!!! irreponssabilidade total de anbas as partes.Depois de varias situaçoes desagradaveis resolvi dar um basta ,e nunca mais quiz saber de bebida alcolica ,e quer saber foi a melhor coisa que eu fiz,nao precisamos de alcoo nem qualquer outro tipo de droga para sermos felizes,meu marido toma uma cerveja de vez em quando .Tambem acho ridiculo mulher bebaba ,homem tambem.bjs querida

  5. Também acho muito digno!!! Bjs

  6. O problema de tudo é o exagero. Nada feito em demasia é bom, muito menos beber. Já enchi muito a cara antes, e confesso que de vez enquando acabo passando do limite, mas cada vez o espaço entre um porre e outro vai aumentando…Dependendo do ambiente, uma cervejinha desce redondo demais! Adoro vinho e cerveja, só que com a idade a ressaca pega cada vez mais (nem precisa ficar bêbada mais para ter ressaca). Só que existe muita gente que tem sérios problemas com a bebida… e na grande maioria das vezes não se dá conta disso e acha que é tudo "normal". É legal ficar de pileque e não se lembrar de nada no outro dia… e fazer isso, uma, duas, tres vezes por semana. Infelizmente conheço gente assim, e é muito triste, pois o alcoolismo está mais próximo do que imaginamos.

  7. Eu não bebo nada, nadica de nada. Não suporto a sensação do alcool descendo (e queimando) pela minha garganta. Mas quando encontro um drink colorido e novo sempre tomo um gole (vai que até hoje eu só tenha experimentado as coisas ruins). Meu marido gosta de um vinho ou uma roska, mas é bem raro ele beber. Imagine que eu venho de uma terra (!) que o pessoal bebe muito (em Salvador, a gente fala "comer água"). Ficar bêbado, falar besteira, fazer besteira é comum na terra do axé e eu acho tudo um porre (literalmente)!

  8. Fazer coração com a mão é que deveria ser contra a lei. E eu acho que vc tá certíssima, é bem melhor ir de táxi mesmo, pq aqui na Irlanda eles andam com o péssimo costume de clamp* os carros dos inocentes…
    bjoo 😉

    *que verbo se usa pra clamp em português??? hehehe

  9. O "povo" daqui tb tá caindo na real e saindo de TX. Na minha casa eu todo todas (todas = 1 ou 2 taças de vinho) e o maridão não bebe nada. Aí pooode né…kkk bjs

  10. "clamped" significa em português:
    "Você é um otário que morrerá em €90 se quiser voltar para casa"

    Eu já estaciono o carro em lugar proibido sem beber, imagina se eu bebesse?

    beijos

  11. Quem bebe e dirige é otário mesmo. Mais otários são esses usando o Twitter para fugir do bafômetro. Vergonha total.
    xxx

  12. Simples e perfeito. Eu vou com a Angélica e com você!

    Essa semana um programa dizia algo certeiro: por trás de cada adolescente bêbado, há um adulto.

    E, logo depois, vi a Ivete Sangalo e vários artistas da Globo cantando "agora é cervejão". Cada um tem que ganhar seu $, mas no caso dela,fiquei pensando se, agora com filho e $ para dar e vender, se ela precisa ficar cantando tanto o cervejão. Nada contra, nem julgamentos!!! Mas ali há um adulto.

    Outra coisa que fiquei pensando é que, toda vez que vou colocar gasolina, vejo as pessoas se embebedando ao lado dos carros em posto de gasolina, porque isso existe, gente!?

    Está escrito lá: CHOPERIA. Dentro de um posto de gasolina??? Oi?

    Mas só existe, porque existem adultos que não se pronunciam. Ficam ai no twitter criticando o cara que apareceu racista no programa, mas não exigem o fim de choperia em posto de gasolina, pedindo que bares fechem mais cedo. Nada. Não que o cara esteja certo, errou feio, mas tem coisa mais grave acontecendo nesse país e ninguém nem liga, principalmente pais e mães que se preocupam mais em falar sobre roupinhas dos bebês do que em se mobilizar para acabar com o roubo em seu próprio bairro.

    NÃO é critica a ninguém, só mesmo aproveitando para refletir sobre o que tenho visto por ai…

    Beijos

  13. concordei em NUMERO GENERO E GRAU, sabe como!?
    beijo Ká

  14. Eu bebo vinho de vez enquando, se estiver muito calor e eu estiver com muita sede 1/2 lata de cerveja. Acho que algumas pessoas ficam engraçadas e divertidas quando "altas". Outras…Eu não sei o que é isso porque nunca fiquei bêbado.
    Gente será que alguém poderia me responder porque as algumas pessoas contam com a boca cheia o porre que tomaram, o barraco que armaram, etc? No meu último emprego lembro um dia todo mundo contando uma história de como armaram um barraco, xingaram pessoas, agrediram, etc. Cada um tentava superar o outro com uma história pior. Em todas as histórias a maldita cachaça. Quer saber de uma coisa? Pra mim quem faz isso é gentalha. Gentalha, gentalha, gentalha!
    Eu ví na TV aqui uma senhora que armou um barraco em uma loja, quebrou tudo, agrediu o gerente e pegou 9 MESES DE CADEIA!!!
    Pode-ser reclamar, pode-se exigir seus direitos, pode-se mostrar indignação e outras coisas mais com "classe" e "educação".
    @prontofalei

  15. Assim que publiquei o texto me senti sozinha no mundo, mas fiquei feliz em saber que muita gente pensa como eu, apesar de ser visível a quantidade inferior de comentários nesse post do que em outros! hahahah
    O lance é que eu não acho bebida o pior mal da humanidade, mas sim o excesso e a falta de responsabilidade em se misturar bebida e direção!

    Oremos para que a mentalidade das pessoas que brincam com a vida, mude, rápido, hun?

    beijooo

Deixe uma resposta