O direito de escolha.

O direito de escolha.

Ultimamente perguntas sobre se “eu vou parar por aqui” em relação a quantidade de filhos que quero ter tem me incomodado bastante, porque sinceramente em um mundo onde pessoas vão a rua lutar por igualdade e respeito acho controversio o julgamento sobre a escolha de um casal de querer ter muitos filhos, ou nenhum.E foi em um post aqui no Blog, quando descobri que estava grávida mas ainda não tinha contado a ninguém, que a Dani postou um comentário me contando que era mãe de 6 e casada com um irlandês, especialmente naquele dia estava me sentindo muito insegura se daria conta ou não e um papo com ela teve o poder de me tranquilizar.Nunca fiz um Guest Post aqui no Blog, mas acho que chegou a hora de contar também a história de outras pessoas.

Espero que gostem!

Bem vinda Dani!
Descobri o blog da Karine ha mais ou menos 6 meses, e desde então sou leitora assídua, amo a maneira que ela escreve o seu senso de humor. Família linda, abençoada! Então vocês podem imaginar como me senti quando ela me convidou pra participar do blog dela, fiquei super empolgada ! mas depois de uns dias começou me dar um medinho. Medo do que? Medo de ser julgada, criticada ,enfim aquela velha historia, medo dos que os outros vão pensar ou falar de mim. Infelizmente eu tenho este problema, melhorei bastante desde que comecei esta jornada incrível, a jornada de ser mãe.
Hoje estou aqui pra contar um pouquinho da minha vida pra você.
Vim pra Irlanda em novembro de 2002, no dia seguinte conheci o homem (um Irlandês mocinho) com quem dividiria esta historia da minha vida, desde o começo do nosso namoro já falávamos sobre casamento e filhos, eu queria 4 filhos e ele 3, ficamos noivos no meio do ano 2003 e nos casamos em dezembro do mesmo ano. No começo decidimos esperar por 1-3 anos antes de termos filhos, pra curtimos bem a nossa vida de casado, afinal este foi o conselho da maioria dos nossos amigos.
Mas nem sempre as coisas acontecem assim, já no segundo mês, nos dois começamos ter uma vontade imensa de sermos pais, olhávamos os filhos dos nossos amigos e imaginávamos como seria termos os nossos próprios filhos, e no mês seguinte eu estava gravida, só 3 meses depois do nosso casamento!
A nossa primeira filha, Amy, nasceu na véspera de natal de 2004, amamos a experiencia de sermos pais e assim que ela completou 1 ano decidimos tentar denovo afinal ela precisava de alguém pra brincar né?, e no mês seguinte “POSITIVO” aqui eu estava gravida de novo!
Naomi nasceu em agosto de 2006, veio antes do previsto.
Depois que ela nasceu decidimos dar um tempo pois tínhamos planos de mudarmos pra Africa e fazer trabalhos missionários la.
Tudo estava indo de acordo com os planos, quando a Naomi estava com 7 meses fomos pra Uganda, tinhamos que procurar casa e ver como era o trabalho missionario naquele Pais e depois de 4 semanas lá descobri que estava gravida, confesso que foi a primeira e última vez que fiquei triste com uma noticia dessas, parecia que tinha sido um acidente horrível, liguei pra minha mãe no Brasil que pra minha surpresa me chamou de Louca.
Eu perguntava pra Deus: porque agora?
Entenda, não é que eu não queria ter mais filhos, é que aquela não parecia ser a hora certa e foi nesta época que os cometários começaram, de repente todos tem uma opinião pra dar sobre o numero de filhos que você escolhe ter, se é hora de parar ou não.
Foi também ai que as coisas começaram a mudar na minha mente, muitos dizem que o bebe numero 3 faz isso com a gente.
Apesar de eu ficar super triste com os cometários, pois a unica coisa que uma mulher gravida precisa ouvir é: Parabéns!! Que Alegria! outra benção na sua vida! Principalmente se não somos amigos íntimos e não sabemos o que se esta passando na cabeça da mulher grávida.
Palavras encorajadoras são as melhores pra momentos como esse, afinal criança é ouro e se as crianças tem pais que as amam e os querem, não existe razão alguma pra ficar triste, certo?Se eu continuar aqui vai ter muita historia hehe
O nosso primeiro e ate agora único menino, Judah, nasceu em janeiro de 2008, Deus trabalhou muito no meu coração durante a gravidez, e foi na nessa mesma época que começamos a olhar filhos como bençãos,e ainda bem que isso aconteceu, pois quando o nosso filho estava com apenas 3 meses de vida, tive um sonho que estava gravida, corri fazer um teste e nada, liguei pra minha irma no Brasil contei o sonho pra ela, no sonho eu estava muito feliz em saber que estava gravida de novo, 20 dias depois, 4 testes de gravidez mais tarde ” POSITIVO” e assim como no sonho eu e meu esposo ficamos estranhamente contentes e tem sido assim desde então.
Janeiro de 2009 nasceu a Rebekah, Maio de 2010 nasceu a Sarah, Agosto de 2011 nasceu a Rachel e agora estou gravida de 22 semanas, ainda não sabemos o sexo do bebe mas esta pra nascer em Dezembro deste ano.
A maior parte da minha vida de casada eu estive gravida, muitas das gravidezes foram difíceis com internação e tudo mais, mas quando eu olho pros meus filhos eu penso: Eu faria tudo de novo!
Eles valem muito a pena. Acidente não existe, existe sim escolha e eu escolho dar luz a esse bando de bebe lindo.
Eu sei que muita gente questiona a razão pela qual alguém escolheria ter tanto filho, e eu entendo, mas ao mesmo tempo estamos numa era onde pra tudo existe uma escolha e a de ter o tanto de filho que o seu amor pode aguentar, deveria ser respeitada. Sabe aquela sensação que a gente tem que nascemos pra fazer algo? Pois é, esse meu algo é ser mãe!
Eu amo meus filhos.
Ultimamente a pergunta mais frequente que ouço é: Você vai parar no 7? eu sei que vocês devem estar pensando o mesmo né? A resposta que sempre dou é: Só Deus Sabe!
Ficaria feliz só com 7, mas nao ficarei triste se Deus nos der mais.
Sentada aqui na minha mesa escrevendo este post, estão aqui também as 3 mais novas brincando, vendo os sorrisos e olhinhos delas,vejo um futuro lindo pela frente.
Quem sou eu pra rejeitar essa maravilha de Dom que Deus me deu?

Para quem quiser saber mais sobre a Dani, é só fazer uma visita ao blog pessoal dela clicando (aqui)

.
Facebook Comments

34 Comments

  1. Dani, benvinda ao blog da Ká e obrigada por dividir a sua história conosco. Eu tenho duas filhas, e ás vezes não dou conta nem delas. Admiro muito quem quer ter mais filhos e tem. Ou quem não quer ter nenhum, e não tem!! Por que hoje em dia, qualquer opção que nao cabe no quadradinho, é questionada por gente que geralmente não tem nada a ver com a sua vida!!!

    Ka, com esses filhos lindos que você tem, você tem mais é que ter VINTE! Já te disse isso. Aproveita a forma boa e vamos povoar esse mundo com gente bonita. Pára não….

    • Obrigada Inaie,

      Eu tenho que admitir, muitas vezes não dou conta também. Sao nessas horas que tenho que sair de cena, passear sozinha ou encontrar com amigas. Isso ajuda bastante!
      Eu ate entendo as pessoas questionarem o porque de tanto filho, mas nem sempre nos deveríamos falar o que esta na nossa mente neh?
      Fiquei feliz em participar do blog da Karine, espero que me anime a atualizar o meu mais frequentemente!

    • Ola Inaie, obrigada pelo carinho.
      Devo confessar que muitas vezes também não dou conta, e são nessas horas que tenho que sair de cena, passear sozinha, fazer programa diferente, as vezes ate falar com minha família ou amigos no telefone já me ajuda.
      Cada vez que nasce um dos meus filhos, eu não consigo imaginar se daria conta se tivesse outro, e aqui estou com quase 7 e todos estão vivos e felizes e eu ainda não estou louca…hahaha!!!

  2. Olha o post foi PERFEITO!!!! Eu e meu esposo optamos por apenas 1 filho mas se viesse outro(a) com certeza eu não diria que foi um acidente e sim, uma GRANDE BENCAO de Deus.
    Fiquei emocionada especialmente com esta parte do post "Apesar de eu ficar super triste com os comentários, pois a unica coisa que uma mulher gravida precisa ouvir é: Parabéns!! Que Alegria! outra benção na sua vida! Principalmente se não somos amigos íntimos e não sabemos o que se esta passando na cabeça da mulher grávida".
    Independente de nacionalidade e quantos filhos o MAIS importante na vida é ser feliz com nossas escolhas e que as pessoas saibam respeita-las

    • Obrigada Kelly,

      Concordo com você, o importante eh ser feliz com as nossas escolhas, mesmo que as vezes as nossas escolhas não sejam tao "confortáveis", devemos sempre lembrar que a escolha foi nossa e tentar viver ao máximo o melhor da escolha que fizemos.

  3. Olha o post foi PERFEITO!!!! Eu e meu esposo optamos por apenas 1 filho mas se viesse outro(a) com certeza eu não diria que foi um acidente e sim, uma GRANDE BENCAO de Deus.
    Fiquei emocionada especialmente com esta parte do post "Apesar de eu ficar super triste com os comentários, pois a unica coisa que uma mulher gravida precisa ouvir é: Parabéns!! Que Alegria! outra benção na sua vida! Principalmente se não somos amigos íntimos e não sabemos o que se esta passando na cabeça da mulher grávida".
    Independente de nacionalidade e quantos filhos o MAIS importante na vida é ser feliz com nossas escolhas e que as pessoas saibam respeita-las

  4. Sei bem como é esse julgamento. Quando digo às pessoas que não quero filhos, sempre escuto "Ainda não?". Não, eu não quero ter filhos, nem agora e nem nunca! "Ah, mas toda MULHER precisa ter filhos, você não sabe nada da vida até ter filhos". O sangue sobe, juro! E você tenha mais 4 ou mais se quiser! Viva a liberdade de escolha!

  5. Concordo, cada um que faça da sua vida o que quer, quando a Ka me contou que estava grávida , eu dei os parabéns, sinceramente se você pode e quer ter filhos, que os tenha 🙂
    Eu até estou pensando em encomendar uma menininha ainda esse ano…rs
    Beijos.

  6. Eu tenho dois (já adultos), mas para tê-los, engravidei 5 vezes, e perdi espontaneamente os outros três, por conta de uma endometriose que não permitia a fixação dos óvulos fecundados.
    Sei que EU não daria conta de 4, 5 ou 6, mas isso sou EU. Admiro MUITO quem tem pique pra isso, no meu caso, faltam condições físicas mesmo. Agora estou à espera dos netos, Deus ajude que meus filhos escolham certo!!!

  7. Bem vinda, Dani! Que família linda a sua! Meu sonho sempre foi ter família grande, sonhava com 5 mas comecei tarde e fiz cesaria então sei que não será possível. Meu sonho foi sempre ser mãe e antes de engravidar do meu único filho (põe enquanto) depois de vários exames o medico me disse que eu teria que fazer reposição hormonal pra poder ter filhos. Graças a Deus ele estava errado mas espero que eu não tenha problemas pra ter o segundo ou o terceiro… Rs

    Muita saúde pra todas essas crianças lindas q vc botou no mundo! xx

    • Ola Liza, obrigada pelo comentário.

      Nao desanima não. A minha primeira foi cesária, e os médicos disseram que era quase certeza que a próxima também seria, mas as Doulas sempre me aconselharam a tentar normal e se eu quisesse elas me apoiariam, e deu tudo certo, foi bem doloroso mas aqui estou pra contar a historia!!!
      Tudo de bom pra você e sua familia.

  8. Dani, bem-vinda!

    Admiro muito a história de vocês! É muito amor, é muita entrega e isso é lindo de viver!

    Sempre achei um saco esse tipo de comentário, o tom de certas perguntas de pessoas que não tem intimidade nem sensibilidade para entender certas coisas…

    Ah, minha mãe tem 15 – sim, quinze – irmãos, para meu avô 4 ou 7 é coisa pouca hehe… já minha mãe só pode ter 1 filho, no caso eu hehe, todos os conceitos dependem da cabeça de quem vê, mas respeito é bom, todo mundo gosta e vamos tratar de ser felizes com nossas histórias e escolhas!

    Beijos!

    • ola Mile,

      Sabe que quando conheço famílias com mais de 9 sinto que a minha familia eh tao pequena. haha!!!

      Meus pais também vieram de familias grandes, tenho muitos tios, tias, primos e primas. Tive uma infância maravilhosa por causa disso, infelizmente moro tao longe da minha família pra meus filhos aproveitem seus primos, mas os meus netos vao aproveitar bastante, se Deus quiser!!!

  9. Bem vinda. Tenho certeza que terá muita coisa pra dividir conosco. Aqui no Brasil creio que nao teria muitos filhos, mas como foi dita, a resposta só Deus sabe…

    • Concordo com você Jamie, talvez no Brasil eu não teria tantos filhos, sempre converso sobre isso com meu esposo, mas nunca se sabe neh, talvez seja por isso que Deus me colocou aqui!

  10. Ká, muito legal o post!
    Não se incomode com comentários assim, cada pessoa tem o direito de saber quantos filhos quer ter, as condições que possui, enfim,… cada um com suas razões e vontades! Eu gostaria de ter um, meu noivo quer dois, mas já cogitamos até três, ou seja, vai depender da nossa condição =)
    Teus filhos são lindos, saudáveis e felizes, isso é que importa!
    Beijos com carinho =)

  11. Olha, eu nunca quis ter filhos (até pouco tempo atrás), mas hoje, depois do primeiro, só não tenho mais porque já passei da idade pra isso.
    Um beijo

  12. Linda história, LINDA!!!!!
    Dani (colega – xará), eu te entendo minimamente, pq tenho uma filha só e digo que quero 3 filhos ao que as pessoas já me olham de canto de olho!!!! Eu quero três filhos sim e daí????????

    Vc está certíssima! Se consegue educar, ter tempo para eles e cuidar deles, que os tenha mesmo e seja muito feliz em sua família. Filhos são só bênçãos.

    Beijos para vcs duas e suas famílias lindas!!!!

    Que os bebês de vocês cheguem trazendo ainda mais amor e saúde para as famílias!

  13. UAU! quero essa coragem! pois a cima de tudo nos dias de hoje é preciso ter coragem! queria muito uma casa cheia de filhos! n quero o meu único filho sozinho no mundo! ainnnn <3

  14. Oi Ká é assim mesmo aqui qdo sabem que vc está grávida do 4º filho sempre ouço comentários, a cultura do filho único se disseminou…, eu que tenho muitos irmãos não consigo imaginar minha infância e tb a fase madura sem eles. Imagino que deve ser horrível ser filho único, irmãos enriquecem a vida. Parabéns mulheres, precisamos melhorar o mundo!!!!!!

  15. Sempre achei deselegante comentarios sobre escolhas pessoais! Questionar na cara dura as escolhas de outras pessoas é no minimo mal educado! Se nao concorda, fique calado! Ninguem perguntou sua opniao! Fico muito feliz em saber que ainda existem pessoas que queiram ter familias grandes!Demonstram que sao doadoras universal de amor e altamente altruistas.

    Nao tenho filhos e escolhi nao ter. Nunca vou dizer nunca, pode ser que eu mude de ideia no futuro, mas hj eu nao tenho a menor intençao de te-los. Quero ainda conquistar muitas coisas, conhecer lugares, estudar, correr atras de 1000 sonhos e com filhos seria mais complicado do que ja é. Ja tenho 38 anos, casada a 10 com um homem 22 anos mais velho que eu. Ja ouvi criticas de todo tipo sobre a minha escolha, afinal de contas "toda mulher tem que procriar senao é seca,nao é mulher de verdade" (visao de muuuuuuuuita gente e pleno 2013). Ja teve até gente que disse que eu invento que nao quero filhos por que ,na verdade, quem nao quer é meu marido… Bem, eu nao estaria com uma pessoa que nao condividisse as mesmas escolhas minhas, especialmente quando se trata de algo desse genero.

    Ka, liga nao!
    As pessoas sempre vao ter algo a dizer e pode ir do seu penteado até sua escolha de ter uma familia grande! Aprendi a responder a essas pessoas que essa é uma escolha muito pessoal e que so cabe a mim e mais ninguem decidir o que é bom pra mim. As vezes, a gente tem que ser bruta para defender nosso direito de escolha…

  16. Q linda historia…
    Meu sonho é ter 4, meu marido quer ter 2, por enquanto tenho um. Qdo falo q quero 4, todos ficam surpresos. Realmente aqui no Brasil é beeeeem complicado, tanto pela violência, qto pelo custo. Um outro sonho antigo é imigrar para o Canadá, onde ja morei em 2006/2007, se conseguir, terei 4 ou mais… se n, vai depender das condições financeiras, e de Deus. Brasil é f*da e ta cada vez pior…
    Acho q irmãos são um dos maiores presentes q podemos dar aos nossos filhos. N me imagino sem o meu.
    Ka, vc tem filhos LINDOS e saudáveis, por isso faz bem em ter 4, ou 5, ou 6.
    N ligue para os outros, vc e Rosinha é q decidem e ponto. No mais, mtas felicidades para vc e sua familia de comercial de margarina. =o)

  17. Q linda historia…
    Meu sonho é ter 4, meu marido quer ter 2, por enquanto tenho um. Qdo falo q quero 4, todos ficam surpresos. Realmente aqui no Brasil é beeeeem complicado, tanto pela violência, qto pelo custo. Um outro sonho antigo é imigrar para o Canadá, onde ja morei em 2006/2007, se conseguir, terei 4 ou mais… se n, vai depender das condições financeiras, e de Deus. Brasil é f*da e ta cada vez pior…
    Acho q irmãos são um dos maiores presentes q podemos dar aos nossos filhos. N me imagino sem o meu.
    Ka, vc tem filhos LINDOS e saudáveis, por isso faz bem em ter 4, ou 5, ou 6.
    N ligue para os outros, vc e Rosinha é q decidem e ponto. No mais, mtas felicidades para vc e sua familia de comercial de margarina. =o)

  18. Karine, eu adoro o seu jeito de escrever e é por isso que passei a ler o blog, sem filhos, sem querer ser mãe e sem pensar em morar na Irlanda. rs
    Pode parecer contraditório, mas é justamente por não pensar em ter filhos que entendo você querer vários. Porque cada ser humano é único e sabe o que é bom pra si mesmo, sabe das vontades e condições que podem parecer malucas para quem está em volta. É necessário respeitar a individualidade, acho que cada dia mais o respeito está em falta e as pessoas poderiam pensar uns 5 minutinhos antes de abrir a boca pra dizer o que pensam. Como ouvi esses dias num filme "Está tudo bem pensar, mas você não precisa falar".
    Parabéns pras duas mães! Que os comentários negativos se revertam em pias limpas e contas pagas! 😛

  19. Linda Família Dani, que Deus continue abencoando vocês!
    As pessoas gostam mesmo de opinar, mesmo quando não sabem nada da sua vida, devemos respeitar mais as escolhas de cada um. Essas críticas também existem quando alguém diz que quer ter apenas um filho ou nenhum, mas cada um sabe de si e o importante é não dá ouvidos mesmo.

    Ká aproveitando esse tema, você recebe muitas opiniões contrárias sobre a forma como educa seu filhos, o que eles comem, que hora dormem, etc? Isso acontece mais quando a família está por perto, como foi quando o Breno nasceu no Brasil? E aí na irlanda, a família do seu marido opina, crítica? Pode escrever um post sobre isso? bjs

  20. Erika Azevedo

    Engraçado, que eu sempre quis ter 6 filhos, mas apesar de todos os conhecidos acharem que sou louca, na segunda feira me deu uma vontade louca de ter 7. Hoje li esse post… Seria um sinal?

  21. Ká e Dani,
    Bom dia a vocês!
    Estou lendo o post e ficando com os olhos cheios de lágrimas! Sou mãe de um filhote só, sempre quis ter mais filhos mas não aconteceu! E meu filho é adotado, tem 3 anos e meio que estamos juntos mas a justiça brasileira é morosa, a adoção não foi concretizada ainda. Estes dias atras, eu e meu marido fomos ao especialista de fertilidade para vermos a possibilidade de uma gravidez, porém estamos em dúvida. Amo demais o meu filho, penso que ele não terá um irmão ou irmã e me angustio, só que tenho medo que depois de muito esforço e dinheiro eu não engravide mesmo, afinal aparentemente não temos motivos para não engravidarmos. Faço 40 anos este ano, e com o tempo passando rápido, se a gente tem um filho ou mais de 2 as pessoas se acham no direito de dar pitaco nas nossas escolhas, antes as pessoas falavam que eu deveria ter mais filhos, claro que sempre pessoas que não sabiam tudo que passamos nestes anos, sem a definição da justiça e agora, parecem ler a minha idade na cara e FALAM:" nossa mais vc não acha tarde para ter outro filho". Acho que não quero mais escutar estas coisas, então fechei o meu ouvido, apenas escuto o coração e os lábio do meu marido, pois da nossa vida apenas nós é que sabemos e ninguém mais! Acho linda a escolha de vocês, acho linda a minha escolha e acho perfeita a escolha de uma amiga que apesar de ser maternal ela e o marido não quiseram ter filhos! A escolha é de cada casal!

  22. Linda história.

    Mas é de se refletir. Muitos pais hoje em dia não tem esse amor em criar os filhos. Querem ter filhos, mas não querem ter o trabalho que acompanha em criar dos filhos, educá-los etc.

    Outros pais se preocupam com a questão financeira, pois, novamente, os filhos não são "a prioridade", mas "uma das prioridades".

    Talvez alguns achem chocante isso que eu digo, mas é a mais plena verdade. Vivemos numa sociedade que te obriga TER em vez de SER.
    Nisso carreira, bens, viagens, conforto, modernidade (e aí incluo toda a parafernália de gadgets que possuímos) são eleitos como "prioridades" por muitos. Invariavelmente o número de filhos acaba sendo condicionado a isto também.

    Para ter uma família numerosa e bancar casa boa, carro bom, eletrônicos da moda, viagens, conforto, babá, e qualquer outro item, tem que ter muito dinheiro. E são poucos os que tem.

    No meu trabalho, por exemplo, o CEO fala abertamente que tem 5 filhos. Só que ele é CEO. O salário dele consegue pagar uma casa boa, carro bom, babá para os filhos, viagens de férias e tudo mais. O caso dele é excessão.

    Eu não julgo quem abdica de várias coisas para ter vários filhos. Se vai amá-los e educá-los para serem boas pessoas, que DEUS os abençoe.

    Quem acha que quer ter confortos de uma boa casa, um bom carro, viagens de férias etc e por isso precisa abdicar e ter poucos filhos, desde que os tratem com Amor e os eduque corretamente, também que DEUS os abençoe!

    Eu gostaria de ter mais filhos, pois tenho uma menina de 1 ano e meio, mas confesso que não gostaria de abdicar de vários confortos que tenho.
    Por hora temos somente a Victoria. Esperamos nos próximos 2-3 anos ter mais uma criança e pararmos por aí. E o importante é que a Victoria é cercada por amor e está sendo educada por mim e minha esposa. Se vir um(a) próximo(a), como é nossa vontade, esperamos tratá-lo(a) do mesmo jeito da irmã mais velha: Com amor, carinho e educá-lo(a) a ser uma boa pessoa.

    Abraços.

    • Concordo plenamente, tambem adoraria ter uns 5 filhos mas tambem olho meu conforto e qualidade de vida. Achei linda a historia da Dani muito corajosa e guerreira para criar uma familia grande em pleno seculo 21 onde todos os gadgets se tornaram praticamente essenciais. Se eu pudesse manter o meu padrao de vida concerteza abdicaria da minha carreira para ser full time mum pois e realmente o melhor emprego que eu poderia ter. (PS. so tenho 1 filho)

  23. Meninas!!!
    Tenham o número de filhos que acharem conveniente!!!! Ninguém tem nada com isso!!!
    A vida é assim mesmo….uns tem muitos filhos….outros não tem nenhum….e somos todos felizes com as escolhas que fazemos.
    Cada um sabe o que quer para si!!!
    Continuam tendo babies se é isso que querem.
    Beijos carinhosos
    Andrea

  24. Puxa vida! Sou Dani tbm, mas tenho 8 filhos… comigo aconteceu exatemente a mesma coisa… 3 meses de casada e o 1º positivo… faria tudo de novo!

  25. Lindona!!

    Voce nao tem que se sentir sem graça ou sem jeito. Se eu fosse voce, continuaria a fazer filhos para encher esse mundo de gente bonita. Porque vou te contar, seus filhos sao lindos demais!!!!

    Parabens para voce e pra Dani e quem se importa com a opiniao dos outros. Cada um faz da sua vida o que quiser!! Importante é ser feliz!!!!

  26. Eu ja conheci mae de 20 anos super comprometida e responsavel, como tambem mae de 40 anos, irresponsavel, que poe 2 babas e continuam na balada. E vice-versa. Mae de 18 anos que quem criam sao os avos da crianca e maes passadas dos 38 anos hiper maternais. O que quero dizer com isto? Que cada caso depende do temperament da mae, pque eh ela que vai gerar e parir e acompanhar a crianca neste mundo. Do mesmo modo, mae de 8 filhos podem ser umas grandes folgadas, cansadas que atiram seus rebentos para governo, e se sentem no direito de pedir ajuda para outros criarem para ela ou se fazem de vitimas..Afinal, fizeram o favor de engravidar…Enquanto que a mae de 1 so filho tem o dom natural de criar, educar sem churumelas. Eu nao tenho nehum filho. Fui professora anos e adoro crianca, por dia eu estava em contato com 80 criancas e sempre achei que teria muitos. ledo engano..era solteira, depois casada nao quiz engravidar logo e depois foi passando e hoje me acho sem motivacao. Nao quero ser uma mae-avo. O caso da mae de 6 filhos e esperando o setimo me parece ser do estilo amish ou veiculada a alguma religiao e credo que nao aceitam pilulas , nem preservatives, porque no mundo de hoje? so orando…(nao estou julgando ninguem, nem condenando e sim descrevendo o que realmente parece que eh) A mae dos 6 escreveu dizendo que fazem trabalhos missionaries…entao..oh well.

  27. Olá, adorei o seu blog, ao ler alguns posts, vi que você é uma pessoa esforçada que só quer falar e ser ouvida na blogosfera, assim como eu. Posso dizer que gostei muito do que li, vc tem um potencial enorme e sei que será um grande blog de fácil entendimento e conteúdo gostoso de ler. Sou Luciana Shirley do blog http://coisasecoisasdalu.blogspot.com.br/ se desejar me visite e siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

Deixe uma resposta