Brasil, Crônica, Tá na Mídia

O BBB e nossos conflitos pessoais.

Eu assisto BBB e não tenho vergonha de admitir, eu sou fascinada e curiosa sobre o comportamento humano no seu grau mais original.

Aliás, acho que o Big Brother é  um dos maiores experimentos sociais ja vistos em TV aberta e acessível a quase todas classes sociais- porque sim, 2021 e ainda existem familias sem accesso a eletricidade e aparelho de TV.- mas de um modo geral, é a realidade ali na nossa frente.

O BBB 21 tá  incomodando muito e incomodando tanto porque ele é o retrato do que estamos vivendo, do que sempre vivemos e do que ainda vai demorar muito pra mudar na nossa sociedade.

Se a gente se analizar, a gente já agiu um pouco como todo mundo ali já  agiu, tirando a crueladade level hard de alguns participantes, mas isso são fatores a serem analisados mais a fundo, a realidade é que a gente é  diferente quando nem todo mundo esta olhando, ou que a gente acha que nem todo mundo está olhando.

Daqui de fora a gente tem uma visão privilegiada do jogo.

É como quando sua amiga te conta todos os detalhes da conversa dela e do boy e que você claramente consegue identificar as red flags, a furada e onde essa historia vai parar, mas que ela tendo o sentimendo e expectativas envolvidos, não o consegue enxergar.

Os participantes não tem acesso a todos os dialogos que acontecem simultaneamente.

Não tem ideia de como as atitudes deles estão sendo recebidas e interpretadas aqui fora, estão agindo de forma instintiva e primitiva que é se identificar como um bando e se protegerem como se fossem inimigos dos que estão de fora, mas isso nao justifica tanta crueldade, tanto julgamento, tanto desamor, tanta intolerância.

Uma reputação e uma noite bem dormida vale muito mais do que 1 milhao e meio de reais.

O Big brother esta aí  para nos mostrar que a comunicação clara, a DR, o olho no olho, a honestidade, a empatia sempre trazem melhores resultados e induzem a gente a mais acertar do que a errar.

E que tanto na dúvida quanto na certeza, seja sempre gentil, você nunca se arrependerá de ter sido gentil.

A gente nao faz ideia do que o outro está  passando.

Somos todos aliados.

Ou deveríamos começar a ser.

Facebook Comments

Deixe uma resposta