Me abraca e me beija,2015!

Me abraca e me beija,2015!

Nem ia escrever esse post, porque, né? Quem está preocupado com minha retrospectiva e meus planos para o futuro? Só minha mãe! Mas como ela lê o meu blog, achei válido, me desculpe o incomodo 🙂

2014 foi um ano de preparação para 2015.
Sinto isso, sabe?

Tudo correu smoothed.
Mesmo sem ter feito planos mirabolantes e estipulado metas, consegui realizar muita coisa que já estava me incomodando a algum tempo.
Voltei a estudar, to quase recuperando a forma prê-milhões de gravidezes, consegui manter uma rotina com as kids, a chama acesa com o marido, enfim, foi sucesso, e é por isso que para 2015 a minha única meta será, comer devagar.
Isso mesmo, comer devagar.
E pensar mais rápido ainda.
Pode parecer bobo, mas isso tem me incomodado bastante nos últimos meses.
Tô sempre correndo.
Tanto que se vou a uma restaurante com o marido, acabo o meu prato em 3 minutos, tipo, desesperada, sabe?
Herança dessa minha vida de mãe, que faz tempo não saboreia a comida e só a engole entre uma tarefa ou outra, entre uma soneca ou outra, entre uma atividade ou outra, e isso não está certo.
Ou seja, meu plano será esse, mastigar devagar, mesmo que o mundo caia lá fora.
(o do ano que vem será passar shampoo 2 vezes e ir ao banheiro de porta fechada)

E seus planos, quais são?

Happy New year, pra você e para os seus!
Que esse ano novo seja repleto de ousadia, coragem, surpresas boas e muita saúde!
Beijos e boas vibes de todos Nós!

Facebook Comments

11 Comments

  1. Engraçado como amor não escolhe objeto né? As vezes é um vizinho, outra um a autora de um blogue lá outro lado do oceano. E não há o que explique esse bem querer e essa sensação de proximidade que a gente tem com você, mas quem tá preocupado né? Enfim, é com muito amor e carinho por você e toda sua família que desejo que 2015 traga a realização de todos as suas metas. Da forma física desejada ao novo modo de comer. Que o sucesso venha acompanhado de muita aprendizagem e cercado de muita alegria.

  2. Feliz ano novo, Ká.
    Adorei as resoluções. Bjo

  3. Felixxx ano novo!!

  4. Oi Ka!

    Gostei da sua meta! Não tenho filhos e mesmo assim foi um tanto trabalhoso esse processo de comer devagar. Sempre comi rápido e há algum tempo tenho prestado mais atenção em como faço as refeições. O mais importante é se perceber, sempre. Muitas vezes vamos no automático e aí o objetivo já era.

    Uma coisa que sempre faço, principalmente quando estou almoçando no trabalho, é ver no relógio quanto tempo levo para almoçar. Procuro não deixar menos de 15 minutos. Atualmente, gasto entre 15 e 20 minutos e percebi que permaneço saciada por muito mais tempo. Também não bebo enquanto almoço, só depois. Em casa, não bebo nem depois de almoçar (outro hábito que adquiri).

    Como você sabe (porque eu adoro quando você curte minhas fotos no insta), formei em Psicologia e para 2015 começarei outra graduação (aloka), em nutrição. À medida que eu for tendo mais conhecimento da área (sempre postarei dicas no meu blog, aliado à psicologia), se quiser alguma orientação, pode ficar à vontade!!

    Desejo um excelente 2015 para você, que além de ser uma pessoa super pra cima, ainda se dedica à alegrar outras pessoas com o blog.

    Bjs para você, as kids e o Rosinha!

  5. Suas meninas estão lindas, Karine! E seu menino também! Parabéns e feliz 2015!

  6. Muitas felicidades e muita força na peruca nesse novo ano, que seus bebês cresçam saudaveis e sempre felizes. Beijos mil.

  7. Que fotos incríveis!! Pelo jeito a festa da virada foi bem divertida.
    Isso de estar sempre correndo serve para mim, de vez em quando meu marido soltava pra mim, cuidado que o dia só tem 24 horas. De acordo com ele eu queria fazer com que tivesse 25. Ainda preciso fazer umas metas para mim
    Beijos

  8. Querida Karine, acabei de ler a retrospectiva e amei :o) Planos simples são os melhores. Te desejo tudo o que há de melhor. Não tenho dúvida que você vai realizar tudo o que quiser, até mesmo ir ao banheiro de porta fechada :o))) Adorei te conhecer pessoalmente. Beijo grande de Berlim, Claudia

Deixe uma resposta