Feliz 1 Ano !

Quando comecei a pensar sobre estudar fora fiz uma serie de pesquisas pela internet e constatei que a Irlanda era o pais,comparado aos outros,menos complicado em relacao a visto e ainda teria a oportunidade de trabalhar legalmente.
O fato de ser Europa tambem me animou pelas facilidades que teria para viajar e conhecer outras culturas.Decidi.

Passaram-se tres meses entre o inicio de minhas pesquisas ate a data do embarque.
Com todas as informacoes que colhi e tudo o que ja tinha lido a respeito,sai do Brasil me sentindo bem preparada,ansiosa,mas sem nenhum medo.Pensei:”Se eu nao gostar,volto pra casa”.

Ao contrario da maioria,optei por nao ficar em casa de familia,aluguei um apartamento no centro de Dublin,atraves do orkut, quando ainda estava no Brasil,o que facilitou bastante a minha vida,ja que conseguia fazer tudo a pe.

Consegui emprego em uma loja de shopping na primeira semana que estava aqui,mesmo sem ter( na epoca) o ingles fluente.Pura sorte.Coisas da Irlanda.

A escola(Abbey) era ok.Meu unico arrependimento,(como muitos brasileiros fazem), foi te-la deixado em segundo plano no inicio por causa do trabalho,o estresse depois para correr atras de presenca para renovar nao compensa.
Alias um conselho: NAO COMPREM CURSO DE 6 MESES! ,mesmo que voce tenha “certeza absoluta” de que so ficara esse tempo,porque a diferenca eh muito pequena e o fato de nao precisar se preocupar com visto durante 1 ano (caso vc mude de ideia)NAO TEM PRECO! .

E como nem tudo sao flores,uma das minhas maiores dificuldades foi dividir apartamento.Fazia muito tempo que morava sozinha no Brasil e passar a conviver com pessoas ,por mais legais que fossem,foi bem complicado,afinal passei a viver em democracia quando antes vivia em total monarquia. 🙂

Comida foi outro fator dificil pra mim que apesar dos quase 30 anos,nao cozinhava no Brasil.

Em relacao a viagens decidi fazer as minhas aos poucos ao inves de me aventurar em uma BIG cansativa trip e em 1 ano conheci Londres,Amsterdam,Croacia,Alemanha,Espanha,Paris e Austria.

Comecar a namorar com um Irlandes foi definitivo pra me sentir em casa,sem contar com a MEGASUPERHIPER ajuda no ingles.

A ligacao telefonica baratinha entre Irlanda e Brasil(9 c) tambem me possibilitou fazer ligacoes mais de duas vezes por dia para meu filho e frequentemente para amigos e como so o telefone e internet nao sao suficientes,tive sorte e em 1 ano longe de casa pude visitar o Brasil algumas vezes o que ajudou bastante a administrar as saudades.

A fase das raves e festivais eletronicos ficaram pra tras e o maximo que chego aqui eh perto de um Pub.
Tambem troquei os estadios de futebol pelos de rugby.
A praia pelo parque e uma vida sem muito estresse no Brasil por uma cheia de desafios por aqui.

Nesse 1 ano,aproveitei oportunidades,cai em depressao,acordei querendo pegar o primeiro aviao,em outras dormi planejando viver por aqui para sempre,mas eh normal, a vida longe de casa eh cheia de altos e baixos e as vezes a unica coisa que voce quer eh abracar sua mae,agarrar seu filho,e voltar para sua seguranca, o inverno eh a pior fase.
Aprendi a cozinhar,a economizar,a fazer planos, me comprometer,planejar meus horarios,a cuidar de mim e a dar valor a familia e amigos.
E como acredito em coisas sinceramente compartilhadas, aprendi que o amor e respeito sao idiomas universais.

Agora meus objetivos sao outros.
A Karine de 1 ano atras ficou no aeroporto.

Gracas a Deus e ao “fazendao”. 😉
Facebook Comments

14 Comments

  1. voce morou na irlanda? que chique! sonhos, meu sonho…
    obrigada pela visita no meu blog. como assim parceria??

  2. hehehe
    muito legal suas ideias gostei msmo =)

  3. Adorei essa história. Parabéns, você tem muita coragem… eu não sei se teria esse desprendimento. 😀

  4. eu de novo lendo seu blog….não sei se é pelo momento que estou passando mas este foi o melhor post que vc escreveu….continue escrevendo….faz bem pra quem está lendo e tenho certeza que pra vc tb. vou tentar entrar no chat pra nos falarmos…abraços

  5. muito bacana Ka, vc escreve bem. Add vc no nosso blogroll tb..

    It’s all about sharing 🙂

  6. é preciso o programa BSPLAYER para ouvir a radio…
    seu blog tbém é super interessante.. sempre que puder o visitarei…

    http://lhmartins.blogspot.com/

  7. puts
    muito legal =)
    gostei no blog
    a unica coisa ruim nele é a musica que toca automaticamente o0′

  8. Nossa o meu sonho é ir morar sozinha.
    Eu sonho também em fazer um curso de ingles…eu ainda sou nova,quem sabe um dia eu consigo,eu admirei sua história,você sozinha fez várias coisas…..
    parabens um grande abraço
    comente no meu
    beijo

  9. Posso apenas imaginar o quão difícil é viver longe do filho. Isso deve influenciar muito os baixos nos seus altos e baixos. Você não acha que seria mais feliz se o tivesse com você?

    Imagino que você ainda não saiba se ficará na Irlanda ou voltará para o Brasil. Contudo, creio que a distância pesará ainda mais com o passar tempo, quando a Irlanda não apresentar mais novidades e o quanto isso lhe deixará dividida.

    Se isso acontecer não sofra com medo da decisão, pois é a dúvida que nos deprime. Depois da tomada da decisão fica menos difícil.

    Siga em frente de cabeça erguida e confiante. Faz parte da vida excluir uma possibilidade ao tomar uma decisão. O importante é não perder tempo imaginando “e se eu tivesse optado diferente”.

    Continue sendo muito feliz!

  10. Admiro muito a sua coragem…
    Não deve ser fácil sair do país de origem e deixar familia e filho pra trás…
    Mas como também penso em sair do Brasil por um tempo pra estudar, o seu texto foi bem importante pra mim.
    É muito diferente vc qrer ir, sem saber nem como as coisas funcionam por lá…

    Adorei o blog!

    Bjo

  11. parabens pelo seu blog .
    nt 10 mesmo ta.

  12. Mt legal…to indo p Dublin dia 08/01 e to cheia de planos:estudar,trb,viajar…viajar…hehehe

    Adorei!!Bjssssss.

  13. Nossa, muito legal esse post 🙂
    as vezes fico imaginando como estarei depois de um tempo aí, se sentirei falta, se terei vontade de voltar correndo… só vivendo pra saver, né?
    bjss
    Daiana

  14. What an all round amazingly written post…

Deixe uma resposta