E se…?

E se…?

E se alguém te desse um presente e você além de agradecer na hora, mandasse uma mensagem, um cartão ou um telefonema agradecendo novamente?

E se você fosse convidado para um jantar, almoço ou café da manhã e surgisse um imprevisto e você ligasse com antecedência desmarcando sem usar como desculpa doença ou morte? (quando não são esses os verdadeiros motivos, óbvio.)

E se por um acaso você fosse, e como convidado levasse um buquê de flores, um vinho ou uma sobremesa para a anfitriã?

E se você não falasse gritando ou interrompesse alguém que estivesse no meio de um raciocínio?

E se o carro na sua frente se distraísse e não visse que o sinal abriu e você não perdesse a paciência e nem buzinasse?

E se você não estacionasse em lugar proibido, fila dupla ou em vaga de deficiente físico?

E se você não fumasse em lugares onde o cigarro é proibido?

E se você continuasse a usar as três palavrinhas mágicas, mesmo depois dos 6 anos de idade?

E se você pedisse um favor, alguém te fizesse esse favor e você mandasse pelo menos um email agradecendo?

Sejamos francos, se você fizesse todas essas coisas, com certeza, você não seria brasileiro, não dos normais que a gente vê por aí e por aqui.

Brasileiro é mal educado.

No Brasil é tão clara essa discriminação que foi assim que surgiram os boatos de que o homem gaucho é gay. Antigamente os barões do café mandavam seus filhos para Europa estudar e porque voltavam daqui  educados demais (afeminados, na linguagem brasileira) o povo que não estava acostumado tratava de apelida-los.

Gente sem educação e principalmente sem consideração, me cansam.
Inclusive, mesmo tendo tido e das boas, também cometo deslizes (faço parte de alguns itens citados) mas nada se compara a lição diária de respeito ao próximo ao qual sou submetida convivendo no meio de Europeus – Italianos a parte- extremamente abençoados, com algo que não custa nada e que vale tanto, e não venha dizer que você conhece 1 ou 2 sem, porque não conta, falo de uma maneira geral porque sei que existem as exceções de um lado e do outro, é claro que muita coisa é cultural e algumas coisas em excesso se tornam boring, mas nunca a educação, aliás que não se ofendam os patriotas brasileiros, mas tenho certeza de que essa é sem dúvida, uma das maiores dificuldades de readaptação depois da experiência de se morar fora.

Falou que vai ligar? Ligue!
Falou que vai aparecer? Apareça!
Se comprometeu? Cumpra!
Te fizeram um favor? Agradeça!
Pisou na bola? Se desculpe!

Sou fã de gente com classe, que pede desculpa, que retribui gentileza, tão fã quanto das que pelo menos tentam fazer um mundo melhor, tentando de alguma maneira ser uma pessoa melhor, afinal nada pode te levar mais longe do que a sua educação, aliás ela sim te abre portas, muito mais do que o dinheiro.

.

Facebook Comments

73 Comments

  1. Olá! Passando para conhecer seu blog. Moro na Itália e pelo meu blog http://sonhosnaitalia.blogspot.com . Adorei seu texto. E é uma pura verdade. O Brasil peca em primeiro lugar em educação, mas também tem um lado cultural. O Italiano também não é lá muito bem educado, existem gestos que poderíamos julgar grosseiro mas é o jeito deles.
    bjus

  2. ahhh vc esqueceu de dizer: ganhou um sorteio em um blog? agradeça! rs

    vc tem toda razão Ka, os franceses são de uma finesse incrivel (embora essa educação toda seja muitas vezes hipocrita). ainda assim, merci, bonjour e s'il vous plaît são palavrinhas essenciais em uma conversa. o vendedor nem te olha se vc nao fala bonjour. brasileiro é mesmo bem mais sem educação, não tem nem como discordar de você!

  3. Menina, vc disse tudo e mais um pouco do que eu gostaria de dizer sobre a educação européia e brasileira. Aqui, se alemão nao quer ir a um evento, nao inventa que a tia de 2o. graus morreu, diz que nao pode, que nao tá a fim e pronto. Mas, manda cartao, só visita levando alguma coisa, respeita o espaço do outro… ai, é uma lição pra gente mesmo.
    Ka pra presidente! rsrs
    Bjs!

  4. Ká, eu concordo que tem muito brasileiro sem educação. Mas acho que é tudo uma questão de escola/família e daquela tal malandragem, que em certos momentos (em alguns poucos) nos ajuda a sair de boas enrascadas. Mas acho que isso existe em qualquer lugar, talvez em menores proporções. Aqui na Espanha tá cheinho de gente mal educada, gritona, respondona… por aqui eles fazem competição qdo o sinal abre para ver quem vai ser o primeiro a buzinar, estacionam sempre em fila dupla e fumam em qualquer canto (todos na mesa fumam ao mesmo tempo, fazendo uma cortina de fumaça).
    Eu acho que no seu post também está a questão da falta de CONSIDERAÇÃO.
    Ahhh, mas a história dos gaúchos que iam pra Europa e voltavam "afeminados", aconteceu em realidade, na cidade de PELOTAS, minha cidade natal!!! Por isso até hoje ela leva a fama (junto com Campinas)!

  5. Concordo com tudo. Depois de viver em um pais onde o povo tende a cumprir com o que diz, ser educado etc, dificil aceitar o comportamento do povo brasileiro, deixa muito a desejar. Uma pena, mas a pura verdade!
    bj

  6. Com sua licença,me lady, darei o meu pitaco também =) Eu acho que os latinos e os asiáticos são os mais mal educados,com exceção dos japoneses. A sua lista de bons modos é seguida à risca aqui, na Nova Zelândia pelos kiwis. Buzina só pra alertar um pedestre ou motorista,em caso de algum risco. Esse negócio de gritar pra chamar a garçonete ou quem quer que seja, aqui não funciona não. Você espera e no máximo levanta a mãozinha bem sutilmente para ser visto. E não acho que vc aprende boas maneiras na escola, mas leva-as de casa para a escola, para a rua, para a vida em sociedade. Beijos, flor! Márcia de Noriê

  7. ka,
    sou totalmente a favor do q vc disse e é verdade, nós brasileiros somos mal educados mesmo! ou mto relaxados com os outros…

    gd bjo
    luiza

  8. Era pra contar os pontos? e quizz??
    Tomei pau em duas areas. Eu grito e interrompo as pessoas, alem de buzinar quando o carro da frente nao anda.

    Posso manter o meu passaporte brasileiro, que tantas amigas ja ameacaram queimar????

  9. Ai Ká, eu sou estupidamente européia. Eu não só agradeço o presente, como adquiri o hábito de fotografar as crianças com o presente, imprimir as fotos e mandar em um envelope para cada pessoa que comparece aos aniversários das crianças. Educação nunca é demais, e se eu conseguir passar um pouco da minha para meus filhos, considero MISSÃO CUMPRIDA.

  10. Aqui o povo pede licença, agradece, mas nem sempre cumpre o que promete.Não sei como é no Norte dos EUA, mas no sul as pessoas dão a aparência que estão mais interessadas do que realmente estão, que se importam mais do que realmente elas se importam.O que eu chamo da falsa educação[só dizer certas coisas pra soar bem,pra ficar bem na fita, bajulação- mas nada de coração].

    Uma vez uma amiga disse que não poderia sair comigo em um certo dia pq ela tinha que trabalhar, mas que se não fosse isso, ela adoraria sair comigo.

    Daí encontrei com uma amiga dela que tinha a convidado para ir à um evento, e essa mesma amiga disse que se não estivesse trabalhando, ela adoraria ir no evento com ela.Isso, eu já não concordo.

    Mandar cartão agradecendo pra mim é facultativo.Um cartão não quer dizer muito pra mim, mas isso vai de pessoa pra pessoa, porém acho que se alguém vai comer na casa de um amigo, não custa nada dar uma mãozinha na louça, etc.

    A pior falta de educação de brasileiro na minha opinião é dar jeitinho brasileiro e atraso.

  11. Karine, eu lasquei um curtir neste post, pois só nas 2 últimas semanas fui ¨vítima¨ de 2 dos 4 tipos de falta de educação que você mencionou ao final do seu post. Coincidentemente ou não, as duas pessoas envolvidas são brasileiras. Amo meu povo, mas assino embaixo, pois mesmo de longe isso incomoda. Espero que os meus contatos no Facebook leiam o seu post. risos

  12. Oi Karine, quase posso trocar de nacionalidade, de todos os itens acima creio que nao cumpra uns dois. Com certa freqüência, eu falo alto, e interrompo o raciocínio alheio, culpa um pouco da minha hiperatividade, mas dos outros itens cumpro todos a risca, e melhorei em muitos depois que me mudei para o Japão, onde o povo é extremamente educado, mas como a Gisley disse, nem sempre percebe-se sinceridade, mas ao menos esforçam-se para manter um convívio bem amigável, e dentro da maior educação, e por fim sou um leitor assíduo do seu blog mas por falta de educação e tempo minha acabo sempre por não comentar, mas saiba que estou sempre por aqui, parabéns pelo excelente blog que tem. Um abraço.

  13. hahaha… quando estava comecando a ler o post, estava pensando com migo mesmo…"Se a pessoa nao tiver ao menos NAO fizer umas dessas coisas nao eh brasileiro"
    Muito bom o post…!

  14. Concordo com todos os comentários acima, inclusive com o da Gisley e o do Fernando apesar de tratar com certa ressalva o lance da hipocrisia, até porque no fundo o que importa é o comportamento social.

    Dia desses uma pessoa pediu para traduzir um texto do inglês para o português, demorei 1 semana, como havia combinado, mas fiz de graça, acredita que nem um "obrigada" eu recebi? são essas pequenas coisas que me deixam abismada.
    Em contra partida tenho o terrível hábito de esquecer compromissos, o que é uma falta de educação das grandes, mas quando acontece, peço desculpas e sou sincera.

    Enfim…vivendo e aprendendo.

    BTW Fernando obrigada por sair da mata e dizer "oi" hahahah

    beijos

  15. Tb gosto de gente bem educada, mas falta de educação nao é privilegio de brasileiro nao. Os italianos sao bem mal educados e muitas vezes mal humorados. beijos

  16. E se todas as pessoas, em especial os brasileiros, lessem isso e fizessem um exame de consciência?

    Parabéns por estar fazendo a sua parte na construção de um mundo melhor.

  17. Oie Karine, tudo bem? Seja bem-vinda lá no meu Cantinho, amei a visita e suas palavras, que bom que gostou e quero que fique à vontade por lá sempre que assim vc desejar, tá?! 😉
    Quanto ao seu Blog eu amei e tb já estou por aqui, e qto ao seu post simplesmente SENSACIONAL, e infelizmente sou obrigada a concordar contigo quando diz que Brasileiro é mal educado… E aqui no RJ é mal educado pra dedéu… Afffff! E vai de mau a pior… Ui!
    Beijo, beijo!
    She

  18. Genial, marido ate hoje espera agradecimentos, convites feitos mas nao cumpridos…….ele tem horror dessas promessas do tipo "Vou te ligar", "Passa la em casa"…….ele quando foi ao Brasil na primeira vez caiu numa dessas, depois de muita insistencia passou na casa de um "amigo" e teve a porta na cara……nunca mais!
    Foi fazer um jantar frances pra conhecidos, nao comeu porque ninguem deixou pra ele, nao ouviu um agradecimento mas ouviu alguem reclamando que nao comia peixe e nem roquefort…..que ia ficar com fome! é isso ai……

  19. Não tenho como discordar da observação de que nós brasileiros somos por demais carentes de educação, em particular quando comparados com os europeus. Mas aqui, permita-me, três rápidas considerações. A primeira é que em algumas situações o que é falta de educação para o estrangeiro pra nós não é, questão meramente cultural. Segunda é que tenho sempre muito receio em generalizar, embora concorde plenamente com seu discurso, até no que refere-se à volta e ao adaptar-se de novo ao modo de vida no Brasil. E a terceira é só mesmo pra deixar registro da maneira educada como você apontou para a falta e educação que paira pelo nosso tão querido Brasil. Mas, com amor conseguimos dar nossa contribuição para que sejamos todos mais educados e tolerantes uns com os outros.
    Cadinho RoCo

  20. Nossa, voce falou tudo!
    Gente sem educacao eh UO! Todos tinham que entender que respeito e educacao eh tudo na vida!
    Coisas simples como as que voce citou, mas tao esquecidas normalmente.
    bjs

  21. Oi Ká, muito boa sua reflexão, nós brasileiros não escapamos de pelo menos uma das observações, vale a pena refletir e…melhorar!!!!!!bjs

  22. Oi Karine!
    Achei ótima sua reflexão, mas de todos os modos não podemos generalizar não, nem para um lado nem para outro. Por exemplo, nem todo o europeu é educado, aqui em Barcelona são poucas as pessoas que seguem essas regrinhas de boa educação e convivência e muitas e muitas vezes vejo coisas que não que nem acredito, gente mal educada, grosseira e que não sabe se relacionar socialmente, mas é certo que também conheço pessoas que são extremamente educadas, gentis e agradáveis, são regras que tem suas exceções ou exceções que fogem a regra, ainda não defino muito bem!!!!! Ao contrário acontece na Irlanda, onde a educação é regra básica para qualquer relação social. E confesso que adoro o jeito irlandês de conviver, de dizer desculpe por algo (às vezes é até exagerado!!!), obrigado, por favor, de enviar cartões de agradecimento e felicitação. De ao visitar levar sempre um presentimho para os anfitriões,acho tão pessoal, tão carinhoso… Eu tenho aprendido muito e acho que somente podemos ganhar ao adotarmos atitudes como estas por que acredito que gentileza gera gentilza e isso não faz ma a ninguém!!!!
    Beijinhos
    Mônica

  23. Miii verdade!
    A mal educada que ganhou o sorteio no seu blog respondeu seu email ?
    Se fosse ela pediria desculpas na hora!
    Me mantenha informada via twitter! hohohoho

    Juliana , meu marido tem a mesma impressão e fica chateado demais quando coisas desse tipo acontecem….

    Hk, aí também é assim né?

    Cadinho, falou bonito, também acho que uma parte tem haver com cultura, mas se é bom, porque não copiar?

    Agostinho, sempre fofo!
    obrigada!

    Thaís, acho que como já falaram, os Italianos de um modo geral…

  24. Mônica, na verdade não quis generalizar (apesar de ter parecido) mas o fato é que estou comparando pessoas da mesma classe com o mesmo nivel de escolaridade por exemplo.
    Acho que vc está certa, toda regra existe excessão, mas NO GERAL, os Europeus -não latinos- são mais educados que nós brasileiros.

  25. Alias quero te agradecer karine, muitos dos meus leitores veem atraves de seu blog, vi isto hoje no google. Otima semana pra voce. Se precisar de algo do Brasil e so dar um toque. bjs

  26. Danda, aliás digo eu, você é um poço de educação, amei o vinho que vc trouxe naquele almoço aqui em casa 🙂

    Todos os blogueiros dessa Irlanda são de uma chiqueza incrível!

    beijo e tô com saudades!

  27. ADOREI cada palavra desse post!
    Concordo com tudo em gênero, número e grau. Acho que todo brasileiro precisa de um "banho de europa" para aprender a ser gente. Não é querendo generalizar, mas quer saber? É pra todo mundo em geral mesmo!!

  28. Hey Ka, Eu morei em Boston por 5 anos e não acho que o Brasileiro seja tão mal educado assim, acho sim que exitem muitas diferenças culturais e acho que somos muito mais sinceros, engraçados e informais, que às vezes pode sim soar muito grosseiro. Até mesmo o complexo de inferioridade do terceiro mundo leva pessoas a se comportarem mal. E o desnível sócio-cultural e econômico no Brasil é muito maior que na Europa. Na minha opinião um grande erro seu comparar! É melhor saber apreciar o que as diferenças tê de bom!
    Quanto ao frio e neve …. sei bem como é, força aí garota!
    E sei que ainda falta um mês para o final do ano mas por aqui menina… é uma festa atrás da outra!
    Beijocas… já estou te seguindo !

    Adorei o post!

    beijocas,
    Mari

  29. Bom ouvir isto de voce Ka, quando voltar do Brasil vou fazer um almoco pra gente. Minha comida tambem e uma delicia voce vai adorar. bj e saudades tambem.

  30. Infelizmente é verdade…tenho que concordar. Quando chegamos na Europa percebemos que os europeus são mais "frios", mais rígidos, mas na verdade são apenas educados, e mais formais do que nós, brasileiros.
    Em contrapartida devo dizer que brasileiros são muito mais educados do que holandeses no transporte público. Mas é aquela questão que algué comentou aí em cima: o que pode nos parecer falta de educação, para ele pode não ser, e vice versa.
    Esse lance de marcar e depois dar desculpinha besta me deixa pau da vida, e atrasos me tiram do sério tb!

    Beijos, excelente texto!

  31. Mari, Também adorei o seu blog!

    Então, eu não estou falando dos americanos até porque não os conheço, a minha comparação é com o Europeu, tem coisas sim que podem ser culturais, mas eu não acredito por exemplo que a falta de educação deva ser encarada como cultural.
    Imagina, você faz um favor para alguém e esse alguém nem agradecer? eu não consigo imaginar essa atitude vinda de um irlandês, não dos que eu conheça, já de brasileiro….

    beijos

  32. Pegando outro gancho seu, Karine, essa de justificar a falta de bons modos como cultural é balela. Tem regras de convivívio social que são universais e o mais legal é quando você acrescenta outras a sua lista, em vez de regredir.Exemplo, aqui na NZ é usual tirar os sapatos,qdo. se entra na casa de alguém. Acho que esse hábito veio com os japoneses, mas não tenho certeza. Então, por que não aderir, em vez de manter o hábito antigo? E qdo. se está fora do Brasil, uma boa coisa é observar os nativos, pra não dar bola fora. Beijinho e inté, flor!Marcia de Noriê

  33. Brasileiro tem essa mania mesmo de dizer que vai ligar e nao liga, que vai aparecer e nao aparece, de marcar e nao ir. Tenho uma amiga que to chaetada com ela. Ela faz parte de todos os casos que vc relatou. Ja aconteceu de marcarmos para sair e eu estar no meio do caminho para ir encontra-la e receber a sua MENSAGEM dizendo que nao vai da pra ir… é muito "froids"! "Acho isso uma puta falta de sacanagem"!

  34. Pois é Marcia, exatamente como eu penso.
    Melhor seguir os bons exemplos do que se acomodar porque eu vim de um país de terceiro mundo, né?

    Xará, te entendo, aconteceu a pouco tempo comigo caso semelhante e a pessoa sumiu, que nem doril, pena, porque eu gostava dela…

    beijos

  35. De pleno acordo!
    Por favor, continue escrevendo. Obrigado por compartilhar textos espirituosos.
    De nada pelo elogio.
    E boa noite.

  36. Ká:

    Quando meus filhos eram pequeninos, uma famosa rede de fast food estava distribuindo um CD de músicas de seu personagem infantil…
    E tinha essa preciosidade aqui:

    "Às vezes, a gente se esquece de falar palavras que são muito boas de ouvir, que fazem as pessoas se sentirem respeitadas e importantes.
    Palavrinhas que fazem a gente ficar mais feliz só em dizê-las.
    Elas são as palavras mágicas.
    Por favor, obrigado, de nada, não tem de quê.
    Desculpe, bom dia, boa tarde, boa noite, com licença!, como vai você?
    Bom fim de semana, boas férias, parabéns, obrigado, seja bem-vindo!
    São palavras mágicas, falar tudo isso é fácil mas, o bonito mesmo, é gostar de falar com sinceridade,
    de verdade, com alegria, e respeitar os outros, ficar contente, e ser amigo, e ter amigos e ser feliz!"

    Beijos! 😀

  37. De todos que vc citou, o que eu mais detesto é interromper o raciocínio alheio. Acho extrema falta de educação!
    Adoro o modo irlandês de agradecer visitas, presentes, etc… Cartõezinhos e cartõezinhos… É muito amor… <3
    Eu sempre fui muito educada. Algumas pessoas chegavam a me taxar de mala.
    Essa de marcar e não ir, eu ainda estou e processo de desenvolvimento… Rsrsrs

    Beijos, beijos!

  38. Leandro, Obrigada! hahaha

    Rick, pois é o problema é que depois dos 6 anos a gente esquece esse tipo de música!

    Daiene, vc sabe do que estou falando…aliás, seu blog está lindo! Amei as poltronas 🙂

    beijooo para os 3

  39. Adorei seu post, aliás adoro todos, mas esse reflete uma opinião que tenho tb a muito tempo. Talvez esse seja um dos motivos que mais me impulsiona querer morar na Europa. Aqui sou vista meio que fresca, por achar todas essas coisas que vc disse normais e cabíveis. Brasileiro tem muitas qualidades, mas esse defeito realmente é o que mais marca. Conheço várias pessoas que moram na Europa e sentem vontade de voltar para o Brasil, mas qndo chegam, o "simples" fato de um papel jogado na rua causa indignação. Sonho com um Brasil assim, quem sabe um dia chegamos lá.

  40. Por favor, deixa eu espalahar esse texto pra umas pessoas que precisam lê-lo? Obrigado!

  41. Ximbiquinha, que nome é esse? hahahaha
    Obrigada por estar sempre por aqui, espero que a gente tenha cada vez mais brasileiros como vc!

    Ernani, pode propagar …hahahah

  42. Pois é Karine, eu e o Fe que voltamos ao Brasil apos 10 anos de convivencia com uma cultura em que a consideracao e a educacao sao fatores importantes na relacao com o proximo, ta um pouco dificil a convivencia. Fora que quando voce faz qualquer comentario a respeito VOCE (no caso nos) é taxado como chato e fresco porque voltou da Europa… uma pena…
    Adorei seu post! Beijos Carol Murari

  43. Boa! concordei…
    inclusive com o -Italianos a parte- apesar deu conhecer pessoas fantasticas, disponiveis, amigas e muito educadas por aqui!
    Mas tbm jà sofri com gente muito grossa…
    bjinhu

  44. Sem duvida, sofri muito com a falta de educação de algumas pessoas no meu lugar de trabalho, é impressionante, gente que fala sem pensar, não agradece, não pergunta, não pede por favor… É incrível

  45. Ola, eu estou passando para conhecer o seu blog, e adorei.
    Infelizmente tenho de concordar com as suas palavras, moro há 6 anos no Japão, e o povo deste pais preza muito a educação e o trato com as pessoas, é claro que sempre há um ou outro que não são educados,mas ainda bem que a grande maioria são super educados.
    Eu amo o Brasil, é o meu pais natal,creio que se as pessoas utilizassem mais o bom senso, e a educação,o Brasil seria o pais mais perfeito do mundo.
    Creio que havera pessoas nos julgando de forma perjorativa,mas como vc mesmo descreve em seu post, tudo que é fora da visão que essas pessoas tem,é arrogancia e frescura.
    Adorei o post.
    Bjos

  46. Não podemos generalizar, mais na grande maioria o brasileiro é mal educado, numa fila ou num onibus é raro alguem ceder lugar a quem precisa, no trânsito, nossos números de acidentes mostrão a realidade, corrupção também é questão de educação (política), sem falar de honestidade, que já foi provado que não somos. (CQC provou em um de seus quadros)

    Não é generalizar, é observar.

    0

  47. A para né, distorceu tudo para impor um ponto de vista, quanta deslealdade intelectual em ninha filha.

    E só pra constar essa história de "baroẽs do café" é de uma idiotice sem tamanho, os gaúchos são chamados de boiolas pelo simples fato de que eles dão a bunda, é nesses horas que eu fico fulo com a inclusão digital.

  48. Aí me vem um camarada chamado "Molho", completamente sem educação e sem classe me dizer que discorda do post que defende os bons modos e costumes.
    Desde quando é preciso ofender para defender um ponto de vista?

    Não podia ter melhor exemplo de falta de educação do brasileiro como o seu.

    Abraços

  49. A mais pura e crua verdade! Nossa, em um ano e meio morando fora, cheguei aqui indignada com a falta de educação geral do povo. Uma selvageria que envergonha.
    Bj

  50. Descordo totalmente.. Brasileiro é muito do educado.. Acho que vc nunca viu um fancês ou então um inglês.. Eles sim são mal educados. E não venha dizer que só porque moram na França ou Inglaterra são educados. O brasileiro é conhecido como o mais cativante entre os povos, o mais feliz dentre todos. Então pense bem antes de falar que somos mal educados, a pior coisa que se pode ter é não valorizar o que se tem e achar que tudo dos OUTROS é melhor do que temos. Ame o que vc tem e não o que é dos outros. Fica a dica!

  51. Anônimo,

    Já começou errado, já que um ser anônimo não é um ser, mas eu sou democrática.

    Eu deveria me poupar da fadiga e do cansaço em explicar que o que falta ao brasileiro além de educação, são boas maneiras e bons modos.
    Eu não generalizei nenhum , nem outro, mas me sinto a vontade para te colocar na turma dos sem educação do tipo que comenta em um post só lendo o título, sem ler o conteúdo.
    Saber escutar (no caso, saber ler) faz parte da boa educação.

    Eu não acho que tudo o que eles tem é melhor, mas o que eu acho que é bom, é verdade, eu tomo como exemplo e tento seguir.

    Abraços

  52. Como pode dizer que não li os comentários? Agora opnião não pode ser respeitada? E em relação a ser anonimo só estou pos não tenho conta no Google e se esse é o problema meu nome é Rafael.

    Perceba que não ofendi ninguém em expressar a minha ideia que é a seguinte: O que mais existe hj é a valorização de outras culturas sem saber realmente o que é a nossa e ver todos os seus pontos bons. Talvez bom humor com os problemas do dia a dia, saber lidar com problemas de forma descontraída seja visto como falta de educação, quando na verdade deveria ser visto como uma grande qualidade. As pessoas acham que o que é de outro país mais rico é o melhor, tem que ser o exemplo, oq ue é errado. Devemos ter a coinciencia de que temos pontos negativos e devemos sim melhora-los, não se comparando com os outros mas com o melhor que se pode ser. Os lugares que se julgam ou são julgados de ótima "educação" tem tantos ou até mais problemas do que o nosso. E aí, volto a dizer, qual é o povo que é mais carismático? Acho que se fosse tão mal educado não conseguiria essa característica, que muitos outros "de fora", "de países educados" queriam ter.

  53. Olha Rafael,

    Eu respeito a sua opinião, você que não está respeitando a minha.
    Eu MORO fora e convivo com pessoas de fora, o brasileiro SEM DÚVIDA é carismático, é alegre, é festeiro, é esperto, é inteligente e É sem educação, uma coisa não anula a outra.
    Aqui onde moro, existem diversos pontos negativos, muitos mesmo, mas seria idiotice minha dizer que não podemos ensinar e nem aprender com quem faz melhor, na verdade o post foi mais para o lado do EXTRA da educação, ou você não interrompe quando alguém está falando?, ou você fala as palavrinhas mágicas com a frequência que deveria? ou você é o único brasileiro que preza pelos bons modos?
    Eu estou inclusa.

    Personalidade como carisma é uma coisa, boa educação como maneira de se viver em sociedade, é outra.

  54. Karine,

    O fato é que existem, e são a maioria, as pessoas que como vc disse "falam as palavrinhas mágicas com frequencia", "não interrompem as outras quando falam". Eu estou entre eles, e foi por esse motivo que vou contra, com argumentos validos, de que o brasileiro é se educação.

    A não ser que to texto esteja se referindo à educação "escola" pois em educação cultural, mesmo com problemas que existem em outros lugares é ótima. Porém não é isso que aparenta mostrar o texto. Acho que outro erro é falar que o brasileiro como um todo é sem educação. O erro é generalizar. E voolto a repetir, pessoas sem educação existem em vários, em todos os lugares, sejam ele aqui no Brasil ou fora.

    Vejo o Brasil carente na educação escola ( e vejo que vai melhorar), porém na educação cultural, é de se invejar.

  55. Rafael (tá nevando lá fora e eu estou adorando o papo)

    Quando você diz que brasileiro é carismático, você quer dizer que TODOS somos, ou está generalizando? porque eu posso NÃO ser, mas entendo que você diz de uma maneira geral.

    Veja a minha afirmação de quando digo que brasileiro é mal educado, eu sei que não são todos e alguns escapam, mas a maioria é.

    Se eu pegar um jovem brasileiro de classe média alta e um europeu da mesma classe social, SEM DÚVIDA o Europeu terá melhores modos de comportamento do que nós, isso é fato, eu vejo isso todo dia, agora, qual dos dois será o mais divertido, o mais otimista, o mais alegre e o mais barulhento? o brasileiro.

    Meu marido é irlandês e eu aprendo muito com ele, da mesma maneira que ele aprende comigo, globalização é isso, é a troca de experiência de informação e de vida, afinal, opinião e conhecimento não faz mal a ninguém, não seja xenofobico.

    Abraços

  56. Bom, aqui tá muito calor! =P

    Mas a questão não é de ser xenofóbico, mas de ter uma adimiração maior pelo país que é meu, e julgo que deveria ser feito por todos.
    Em relação a comportamento, o fato é que ambos vão se comportar da forma apropriada no ambiente em que vivem. Imagine um europeu que venha paro o Brasil e fique com queixo empinado mantendo "a pose". Seria no mínimo estranho e ele não se encaixaria no perfil do local. O brasileiro vive de acordo com o local em que vive, um local que é divertido, alegre, brincalhão e por isso não deixa de ser educado. da mesma forma o Europeu. Modo de comportamento é definido pelo local em que se vive, e digo: se um brasileiro for para Europa ele saberá se comportar sim.

    E não querendo ser rude, mas como julgar que a maioria é sem educação se vc não mora aqui? Defendo com unhas e dentes essa minha opnião pois a pouco tempo fui à tão desejada Europa e pude ver claramente que aí sim, as pessoas são estressadas e consequentemente sem educação para com os outros.

  57. Então Rafael,

    Adoraria concordar , mas muito brasileiro (alguns não)
    se comportam da mesma maneira aqui ou no Brasil ou pior.
    Fui a um show mês passado do Marcelo D2, nem sou fã, mas pq ele era brasileiro eu fui, é claro que lá só tinha brasileiro e imagine só você, um monte de brasileiro fumando maconha, MACONHA, e aqui além da droga ser ilegal, é também ilegal fumar em ambientes fechados, tá aí um exemplo de classe média alta se comportando porcamente no país dos outros e os europeus não fazem isso de jeito nenhum, da mesma maneira que não pegam no carro se tomarem um copo de cerveja…

    Enfim, agora eu tenho que ir, mas de qlq maneira gostei do papo e de conhecer seu ponto de vista.

    Abraços e volte sempre 🙂
    E vc verá que eu não só critico o Brasil…

  58. Olha eu aqui outra vez, me lady!
    = )
    Sinceramente, os argumentos dos dois contrários ao post carecem de fundamentos, além de uma revisada na ortografia, dicionário e um pouquinho de conhecimentos gerais.Se deixarem de olhar novelas e BBBs também ajudará a formar um raciocínio mais ordenado. Porque, por ex., país europeu não é sinônimo de país rico.Dito isto, acrescento a minha lista de defeitos brasileiros, além da falta de educação, a falta de honestidade mesmo. E não sou quem diz, mas a Transparência Internacional. Beijo Karine e força na peruca! = )Márcia de Noriê

  59. Tenho 50 anos, sou engenheiro da Petrobras e já morei em diversos paises e vou te contar uma coisa.
    O Brasileiro é mal educado, tudo bem, mais se você perguntar a qualquer uma outra pessoa desses paisese citados quase que unanimamente todos vão dizer que seu povo é mal educado, claro que para nós Brasileiros uma cultura como a Francesa nos assusta com tamanha educação, mais para eles mesmo os Franceses são mal educados. Já morei em Espanha, Portugal, Russia, França, Italia, e Suécia. Abraços

  60. Olá, sou o rafael, fiz alguns comentários acima e acho que mesmo que um povo sempre se ache mal educado, não vejo, aqui no Brasil, atitudes que mostrem que o povo no geral é mal educado , é claro com excessões.
    Vc com certeza tem muito mais experiencia pra dizer sobre isso, mas tirei a conclusão de que o povo brasileiro é muito mais educado do que os ingleses e franceses, principalmente, onde fui a pouco tempo passar uns dias. Vejo como é diferente o tratamento deles no dia a dia, até mesmo na rua. Não se escuta um Bom Dia, Boa Tarde ou Boa Noite.
    Na França minha amiga sem querer encostou o cabelo em um senhor que estava sentado pois o metrô estava cheio, outro homem que estava a sua frente começou a falar alto e grossamente.. São nesses casos, ao meu ver, que a boa educação poderia aparecer e pedir de forma educada para que o cabelo dela não o encostasse mais, já que aquilo encomodava tanto. Não vejo nessa atitude educação. E penso como seria isso aqui no Brasil: garanto que seria diferente.

    abraços

  61. vc estaria na Europa

  62. oi, fiz um texto exatamente sobre isso. se quiser dar uma olhada esse é o link
    http://contoscronicaseafins.blogspot.com/2010/05/brasileiro-orgulho-ou-vergonha.html

  63. Oi eu acho que não existe só este tipo de brasileiros existe um honesto acho que só porque estamos em desenvolvimento que nos não poderíamos mudar pois para isso que serve a educação para nos educar acho que dever existir políticos honestos

  64. Nathalia Baunila

    Eu sou brasileira eu sei que existe gente mal educados mas não são todas será que na frança sabe de um coisa que não tem na França o meu lindo Brasil sabe o que não ocorreu no Brasil guerra claro que existe policia contra ladrões as pessoas cresceram nas custas do Brasil Portugal se aproveito do pau brasil,o ouro e o Brasil de quem ele se aproveitou se Brasil dependesse de mim ele seria um dos melhores pais eu sei que existe corrupção mas em que pais não existe roubo políticos desonestos eu não sou mal educada senão eu estaria criticando você por isso que eu acho que os brasileiros são mal educados com vocês pois é só um maneira de se defender já que os políticos ganham para nos defender mas nem isso faz

    Gente desculpas se fui grosseira eu vou até onde eu poder ser brasileira eu tenho orgulho eu quero ter 12 anos com a cabeça limpa que eu tiver feito seja bom para a humanidade

  65. Marcelo FFLCH

    Muito legal o texto! O único porém, é que alguns dos filhos dos barões do café REALMENTE voltavam com hábitos homossexuais, pois era algo corriqueiro nas academias francesas. De qualquer modo, parabéns!

  66. Oi Ká.

    Você acompanhou de perto quando lancei a campanha blogueira educada. Porém, a educação deveria reinar principalmente na vida real.

    Foi muita coincidência mesmo, como você disse, nós falarmos sobre o mesmo tema: a falta de educação dos brasileiros. Claro que mal educados são encontrados em qualquer nacionalidade, mas os brasileiros parece que ganham.

    Eu já me considerava educada, mas ao viver no Japão percebi o quanto me faltava delicadeza e não só educação.

    Os japoneses são muito detalhistas.
    Sempre estão oferecendo lembrancinhas para tudo: se vai na sua casa, se recusaram um convite seu, se lhe fizeram um favor, se for seu aniversário, etc.

    Aqui todos tem o costume de falar baixo e sempre preservam o bem-estar do próximo.
    Aqui não se faz nenhum barulho a noite depois das 21hrs, por exemplo. E se isso acontece, é batata que é brasileiro fazendo bagunça.

    Que vergonha.

    Gostei muito deste tema.
    Pena que demorei um bocadinho para vir ao seu blog, que tanto adoro.
    É esse meu tempo restrito que venho tentando administrar! rs

    Um beijo querida.
    Depois voltarei para ler mais novidades!!

    🙂

  67. Ká, tive uma idéia e já vou fazer porque sou ansiosa! kkkkkk
    Mas, se vc não aprovar, retiro tá?

    Queria postar o link desta postagem no meu blog no sidebar com a foto que vc escolheu, perto do meu selinho da campanha blogueira educada!
    O que acha???

    Quero divulgar tb a educação na vida real!

    Bjs

  68. Putz!!!!
    Isto é um compêndio sobre as considerações das desvantagens sobre neve em abundância que é o que os europeus estão vivendo atualmene!!!
    :o)
    Até chegar no quadradinho vago pra comentar e principalmente agradecer sua visita a um dos meus blogs (o que está sendo atualizado quase que diariamente é http://elizabeth-kasper.blogspot.com/) e mais um sobre Arte que eu adoro.
    Pois deves ter chegado ao meu blog pelo Blog da Célia, mulher de meu sobrinho Eduardo. Eu, de minha parte, já tinha vindo aqui mas nunca havia "palpitado".
    Esta é a primeira vez. Sobre o que escreveste dos inconvenientes da neve nós, tupininquins, vivendo nos trópicos, nem imaginamos esses contratempo porque só vemos o lado glamuroso da neve. Precisávamos de alguém nosso para nos lembrar que, apesr de tudo, vivemos num paraíso onde o calor e o frio não são empecilhos para nada.
    Adorei seu post. Mas te juro: não morro sem conhecer um local cheio de neve. Ah não morro antes, meeeesmo!
    Beijos e vou te seguir, ok?

  69. Uauu!!

    Excelente postagem, menina!!

    Sei bem o que vc está falando, morei algum tempo na França, o bastante para perceber as diferenças abismais existentes entre nós e o primeiro mundo, lembro-me que foi chocante. Mais chocante foi voltar e como vc disse, a readaptação é uma das maiores dificuldades que enfrentamos..

    Adorei seu blog, e a forma clara e sem rodeios de dizer o que pensa..

    Sigo-te!

    Ξ ѕ t є я ツ

  70. Olá! Adorei esse texto! Educação é algo realmente raro hoje. Sempre bato nessa tecla, mas é que faz toda a diferença… Se tem algo que me faz perder a educação é falta de educação!!! hahaha! Mas é mais forte do que eu… Não tolero mesmo. E tento sempre ser o mais educada possível.
    Beijos!

  71. Seria ótimo se o mundo fosse como idealizamos! Quando faço um favor para alguem, não o faço esperando agradecimento, por exemplo. Se a pessoa me agradece, ótimo, fico feliz, mas se não me agradecer, tudo bem tbem! Eu fiz o favor porque quis! É lógico q certas gentilezas são legais e amáveis, mas eu não me incomodo não! Se a pessoa não for grosseira, pra mim já é lucro, rs.
    E cultura é cultura né. Não acho o povo brasileiro sem educação por causa disso 😉

  72. Oi, Karine, achei o link deste texto no blog da Flávia Shiroma, o Compartilhando Idéias Com Uma Mulher de Trinta e Poucos. Concordo com você vou além, aqui no Brasil as pessoas consideram muitas dessas faltas como esperteza,acham bonito e gostam de contar em rodinhas de amigos suas peripécias ao burlarem alguma norma ou lei. Aqueles que tentam chamar atenção dos "errados",como eu, são visto como chatos, implicantes e tantos outros adjetivos negativos, menos como bem educados. E o péssimo hábito dos brasiliros de, em engarrafamentos, ficar andando pelo acostamento tentando furar a fila lá na frente? Se eu a gente ficar lembrando, nunca esgota, o repertório da falta de educação é grande!

  73. Hello! I love watching football and I loved your blog as well.

Deixe uma resposta