E agora, josé?

Surprised girl with teddy bear Royalty Free Stock Vector Art Illustration

Quando publiquei esse vídeo aqui  no meu Facebook algumas pessoas me perguntaram como eu faço para ensinar as duas línguas para a Chloe.
O fato é que eu infelizmente, não sei.
Não sei.
Ela está com 2 anos e 3 meses e ainda não fala.
Quer dizer, habilidade para falar ela tem, já que diz algumas palavras soltas e arrisca um chinês, mas ainda não forma frases e tem o vocabulário bem pequeno se comparado a crianças da mesma idade.
Culpar o bilinguismo não me conforta, conheço colegas que tem filhos na mesma situação e que se comunicam bem, ou em uma língua ou em outra, e eu te confesso, tô preocupada.

A Chloe vai para creche 3 vezes por semana e os pedagogos dizem que esse “atraso” está dentro da normalidade, já que a interação e o convívio social com outras crianças e adultos é perfeitamente normal excluindo a possibilidade de autismo, mas a mim não tranquiliza, minha ansiedade é tanta que nem sei em que língua falar, me confundo e como você pode ver no vídeo, misturo português e inglês, e ela entende tudo, tudinho, apesar de saber que o ideal seria só me comunicar em português muitas vezes me pego não falando.

Criar filhos é difícil, criar filhos bilingues, é um desafio.
Tô com muito medo de estar deixando a minha filha doida. (aliás, isso ela sabe falar)

Conselho, sugestões, rezas ou táticas?

Agradeço muito.

Mesmo.

Facebook Comments

17 Comments

  1. Ka, eu to cuidando de 2 meninos, um de 3 anos e outro de 1 e meio. O pai eh francês e a mãe é italiana. Os dois vao pra creche, onde so se fala francês, o pai so fala francês e a mae SO FALA em italiano com eles. Eles entendem tudo, tanto em italiano quanto em frances e pra confundir ainda mais, eu ainda ensino umas palavrinhas em portugues pro mais velho, que ja fala. Ele fala basicamente frances mesmo, mas com a mae, fala algumas palavrinhas em italiano. eh taaaaao fofo!

    nao tem nada a ver falar que o atraso eh por causa da lingua viu? conheço casais aqui que so falam portugues em casa e na rua as crianças aprendem frances. se vc nao se forçar a falar em portugues com ela, ela vai perder totalmente essa referencia e dpeois nao vai querer falar de jeito nenhum. nao sou especialista, mas me parece que cada criança tem mesmo o seu tempo, jaja ela sai falando de uma hora pra outran vc vai ver. mas acalme-se, tenho certeza que nao tem nada a ver com o fato de vc falar portgues com ela.

    beijos!

  2. Oi, olha só, meu sobrinho teve atraso de fala, mas sabe qual era o problema dele? Ele apontava para o que queria e minha irmã dava, ai ele ficou com preguiça de falar,tente estimula-la a dizer o que quer ao invez de dar com ela apontando, pode ser isso.
    Pergunta varias vezes,até ela repetir,pode ser só preguiça mesmo,beijos

  3. Karine, acho tão fofo uma mãe ansiosa/preocupada e afins com suas crias! Pra mim, tanta preocupação e tentativa de fazer o melhor é caracteristica de boas mães. porque né, acertar sempre ninguém vai conseguir, mas tentar acertar é para poucos :). Olha, eu não tenho filhos mas posso falar do ponto de vista da psicologia e neuropsicologia. A sua pequena está bem. Embora tenha outras crianças bilingues que falam mais do que ela (como você falou), não tem nada para se preocupar viu? O esperado é que crianças bilingues demorem mais para falar, se não demorarem, ótimo, mas se demorarem, é o normal (fique tranquila). Acho que não tem problema vc misturar as duas línguas, mesmo porque você vai falar inglês com ela se estiver no meio dos irlandeses. Pelo vídeo, eu entendi que ela entende as 2 línguas. Eu sei que tem de ter paciência e que não é fácil, mas como ela está na creche, acho que logo logo ele estará soltando o verbo.

    Beijo

  4. oi Ká,
    a intima né 🙂
    é primeira vez que comento aqui, mas te acompanho com frequencia e a algum tempo.
    outro dia uma amiga que tem filhos pequenos, mora fora do Brasil e tb. tem marido de língua inglesa, indicou esse blog, talvez vc ainda não o conheça.

    http://filhos-bilingues.blogspot.com/

    bjs,

  5. Com experiencia na familia, posso dar meu pitaco. No caso a crianca nao tinha nenhum problema social ou fisico. Tinha todo o potencial pra falar e ouvir, mas por "preguica" nao desenvolvia a fala como outras criancas da mesma idade.

    Essa "preguica" ou falta de estimulo nascia da ansiedade dos pais em atender qualquer pedido ao mais simples som.

    O que pode acontecer é que voce conhece muito bem a sua pequena (obvio) e ja "adivinha" o que ela quer e sente. Com pequenos "resmungos" ou palavrinhas soltas tudo se resolve e a crianca nao é obrigada a se esforcar pra expressar de maneira mais "elaborada".

    Uma das taticas é fazer a crianca se esforcar pra dizer o que realmente quer ou sente. no comeco vc se faz de desentendida pra crianca sentir que se ela nao se esforcar nao tera o que quer.

    como no seu caso tem a questao cultura bilingue, talvez a leitura de livros em portugues e dvds ajudem tambem.

    talvez tudo o que ela precisa é de tempo e estimulo para sair falando pelos cotovelos.

    boa sorte

  6. Ka, eu nao acho certo quando pessoas dizem que esse atraso "nao tem nada a ver o fato da crianca ser bilingue". Claro, nao eh regra. Mas a maioria das criancas que conheco que tem pais que falam linguas diferentes levaram um tempo pra comecar a falar realmente. Porque o cerebro ta assimilando bem mais palavras do que uma crianca normal tem que assimilar. Mas aih quando a crianca comeca, ela jah logo desembesta a falar pelos cotovelos. Minhas amigas ateh se surpreenderam. Mas claro, que tem criancas que mesmo crescendo em casas bilingues conseguem aprender rapido. NAO EH REGRA. Depende da crianca. Eu acho super normal isso. Agora se ateh os 3, 3 e meio ela ainda nao estiver falando, aih eu me preocuparia.

    • Concordo com vc. E acho que esse pessoal do bilinguismo nao afirmar ou nao concordar com isso (fato que o bilinguismo faz com que algumas criancas atrasem SIM o desenvolvimento) só faz nós maes nos torturarmos e acharmos que tem algo de errado com o nosso filho o que só atrapalha.
      Marieli

  7. Olha Kám não tenho filhos e nem conheço casais que tenham filhos bilingues no real sentido da palavra. Só conheço criança que entende português mas fala só espanhol… Mas lembro que li no blog da Beth (do http://bethblue.blogspot.com/) que ela teve alguns probleminhas ao tentar fazer que seu filho falasse duas línguas e pelo visto muita gente passa pela mesma situação. No blog da Sandra (http://mineirinhanalemanha.de/) tb já teve uma discussão sobre o tema…
    Acho que pode ser interessante ler e conversar com elas, porque já passaram pela mesma situação.

    Espero ter ajudado!

  8. Ola Karine

    Olha voce tocou em um ponto serissimo !!!Realmente a educaçao das crianças bilingues e muito importante !!!

    Muitas pessoas aqui no Japao optaram por criar os filhos so falando japones, achando que as duas linguas confundiriam a cabeça .
    E hoje me deparo direto com jovens brasileiros que nao sabem falar a propria lingua e mesmo estando em uma roda de brasileiros nao entendem o que estao falando ,sem contar quando vao ao Brasil .
    Os meus filhos fiz questao que falassem as duas linguas .Entao em casa so portugues e sempre fazendo aulas de portugues ,e depois que eles ficaram um pouco maior ,matriculei eles em uma escola de inlges ,e hoje sao trilingues .

    Ka, nao se preocupe ,pois cada criança tem o seu tempo uns falam mais cedo outros demoram um pouco mais .fique tranquila que voce nao vai deixar a sua filha doida nao .Fale bastante em portugues com ela e vai dar tudo certo.

    beijao

  9. E agora Jose? Nao se preocupe… achei esse artigo que acredito ser interessante para voce! 🙂

    http://www.portaldacrianca.com.pt/artigosa.php?id=37

    beijos

  10. Olha li os comentarios e vou reforcar algun:
    1- Cada crianca tem seu tempo, observe mas lembre-se disso.
    2- se voce rapidamente atende, ou vai dando as opcoes pra ela, é isso? aquilo? ela nao vai se esforcar pra falar, essa historia da "preguica" é realidade pra muitas criancas, talvez seja o caso.
    3- Aqui no Canada, a maioria das criancas é bi ou trilingue. Pelo que tenho vivido e visto, o grande segredo é firmar na lingua que vc quer que ela aprenda. No video vc fala metade em portugues e metade em ingles, eu acho que vc deveria tentar falar com ela 100% (se é que isso é possivel) em portugues, deixar o ingles para o pai dela, a familia, a escola cuidar. Eu pediria ajuda ao Breno em relacao ao portugues. Ja vi varias criancas aqui que entendem protugues, mas nao falam, ou tem um vocabulario muito pequeno em portugues, na fase que ela ta ela vai misturar muito mesmo, sem problemas. Daqui a pouco ela vai diferenciar o que é uma lingua o que é a outra. O meu caso é mais facil porque o pai da Lana tb é brasileiro, mas eu falo em portugues com ela em todos os lugares, e ela comigo. Se tiver alguem junto que fala so ingles fazendo parte da conversa ai sim eu falo em ingles, mas quando ela estava da idade da Cloe eu falava tudo duas vezes, igual um louca, mas funcionou. Ela ta com quase 5 veio pro Canada com a idade da cloe e fala fluentemente as duas linguas. Meu trabalho nao acabou nao, pq o pessoal aqui fala que quando vai pra escola mesmo, comeca a alfabetizacao é que o bixo pega, ela vai em setembro.

  11. Ola Karine, obrigada pela mensagem que voce deixou la no FB. Ja escrevi sim sobre atraso no desenvolvimento da fala de criancas bilingues. Veja

    http://filhos-bilingues.blogspot.com/2011/01/bilinguismo-e-atraso-no-desenvolvimento.html

    De tambem uma olhada no indice, sob bilinguismo. Voce vai achar muitos outros artigos la bem interessantes. Qualquer coisa entre em contato novamente. Um abraco, Claudia

  12. poxa, que post interessante. eu nao sei mesmo como ajudar, sofia tem so 3 meses, mas vou acompanhar as respostas aqui, to curiosa. forca e fe, sua filha nao tem nada de anormal!

  13. Linda!!
    Olha, nao tenho filhos,mas fui criada por pais de nacionalidades diferentes.
    Em casa minha sempre SO falou em portugues comigo, meu pai SO em alemao e os meus avos por parte de pai SO em italiano!

    Nao sei se tive atraso na fala(nao lembro),mas posso te falar que o fato de ter crescido com 3 linguas diferentes, nao atrapalhou minha vida em nada, pelo contrario so trouxe vantagens, porque consigo aprender outras linguas com mais facilidade.

    O conselho que eu posso te dar, é de sempre exigir uma resposta. Por exemplo,minha mae se eu nao respondia ela em portugues, ela fingia que nao entendia o que eu estava falando.

    Mas acho que cada criança tem o seu tempo é so ter paciencia.

    BJo=)

  14. Veja bem, colega morena. Eu não faço a mínima. Por isso esperarei boas dicas e efetivos resultados para fazer filhos, rá! No geral, como nanny, eu me refuso a conversar com criança que resmunga. Me faço de surda aloka kkk Pra testar pego um snack bem delicia e como. A criança fica apontano e resmungando "pedindo". Só dou quando ouço o pedido claramente. Sou má sim e preciso de férias…

  15. Olá, Karine.

    Eu li este post logo que foi publicado. Reli hoje pois estava buscando referências para saber como a mães que moram em outros países vêm lidando com esta questão dos idiomas (no início e depois de crescidinhos). Tenho um grande interesse por esse assunto. Gostaria de saber como você lidou com isso e como você e a Chloe se comunicam hoje em dia.

    Um grande abraço.

Deixe uma resposta