Aniversario na quarentena

Aniversário na Quarentena.

Umas das grandes diferenças entre Brasil e Irlanda culturalmente falando, é a maneira como os irlandeses celebram seus aniversários.

Não existe nada, absolutamente nada parecido como a maneira que nós brasileiros comemoramos os nossos.

E eu vou além.

Acho que é inimaginável para uma família irlandesa a idéia de se contrair uma dívida para celebrar um aniversário.

E os irlandeses estão certíssimos.

Não vou entrar no mérito das escolhas individuais de cada um e nem dos motivos que levam pessoas a gastarem dinheiro com algo tão efêmero, mas não tenho nenhuma dúvida de que o caminho da simplicidade é de fato um caminho sem volta, isso não significa, que não damos importância, pelo contrário, a diferença é que escolhemos com quem dividimos esses momentos.

Até as meninas entrarem na escola, eu ainda fazia festas temáticas em casa depois passei a nao ver sentido convidar amigas minhas e nao amigas delas.

Dai comecei a fazer como eles fazem.

Festa em um lugar, duracao de 2 horas, pais so deixem e buscam, comida chicken nuggets/sausage/ burger, monitores, ou feita em um parquet, uma media de 17/22 EUR por crianca e e isso.

Acontece que a Chloe nem isso mais estava querendo e pelos ultimos 3 anos, ela escolhe as amigas mais chegadas para dormir aqui em casa, elas chegam por volta das 5pm vamos ao cinema, depois a um restaurant, comemos bolo e cantamos parabens em casa, elas papeam ate as 2 da manha, acordam com cheiro do irish breakfast, e pais buscam antes das 11am.

Esse ano seria assim.

Mas acabou que a quarentena comecou um dia depois do aniversario de 11 anos da Chloe e o unico sleepover que ela tem podido fazer eh com as irmas. E quer saber? Acho que ate ela ja percebeu que nao existe compania melhor.

O bolo a gente manteve na programacao conforme planejado, mas de resto esse foi mesmo um aniversario inesquecivel, primeiramente por motivos ruins, mas no final pelos motivos certos.

Quando tivemos que cancelar a festa, prometi a ela que assim que a gente voltasse ‘ao normal’ a gente retomaria nossos planos originais, hoje, depois de 7 semanas, a tristeza deu lugar a gratidao de estarmos bem e juntos, ano que vem a gente comemora, de repente confinados em casa, mas por opção mesmo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook Comments

2 Comments

  1. Luciana Honigsztejn

    Muitas coisas perderam o sentido e tantas outras ganharam. Acho que pra quem quer, esse confinamento esta sendo de muito aprendizado. Como esta tua sogra? E tua irma? Eamon ja conseguiu voltar pra casa ? Fiquem bem, fiquem seguros. Beijos.

  2. Amei seu blog, cheguei agora e já vários posts seus… tô amando.. Parabéns minha linda!

Deixe uma resposta