Crônica, Karine Keogh, Maternidade

A parábula do Avião.

Outro dia eu li um livro que mencionava a parabola Avião, a autora se inspirou nessa parábola quando decidiu que era hora de compartilhar a decisão de se separar do marido, com os filhos.

Quando o avião passa por algum momento difícil, como uma turbulência, os passageiros tendem a observar o comportamento dos comissários de bordo. Se eles continuam sorrindo e oferecendo amendoim e tem um semblante despreocupado, a gente tende a confiar que tudo ficará bem.

Se o atendente se desespera, o pânico é geral.

Sendo assim, quando a gente passa por momentos de turbulência na vida, manter a calma quando passar sua mensagem é a melhor maneira de manter as pessoas que confiam em você, tranquilas, mesmo quando a gente não sabe muito o que vai acontecer. Isso não significa mentir ou fingir que está tudo bem, mas se você está seguro da sua decisão preste atenção em como você comunica isso ao outro.

Por mais difícil e turbulentas as coisas pareçam, sorria e continue servindo seu amendoim.

Afinal, pouso de emergência, não é o fim do mundo, se você tá com seu colete e pronto pra nadar.

Pode ser somente o início de uma outra fase, cheia de aventuras.

E as melhores aventuras começam normalmente depois de um susto.

Ou uma turbulência.

Facebook Comments

Deixe uma resposta