It feels like home…

Se você gosta de estórias de mistério, vou te contar uma.

Outro dia (terça passada) estava almoçando com o Rosinha e passou uma menina muito parecida com uma BFF de escola, mas de escola mesmo, escola primária, estudamos juntas quando eu era exatamente da idade da Chloe.
Daí, essa menina passou e eu pensei comigo ” Poxa, ela parece com a Tati, eu me lembro de ter reencontrado a Tati online na época do Orkut, mas depois do Facebook perdemos o contato novamente, quando chegar em casa vou procura-la, mas putz, não me lembro o sobrenome dela, que pena!”

Almoçamos.

Vivi minha vida naquele dia.

Quando acordei no dia seguinte, tava lá no meu Facebook, uma Tatiana pedindo para me adicionar como amiga.
Tinha também uma mensagem.

No momento, pensei que talvez tivesse sido mesmo ela no restaurante e que ela também tivesse me reconhecido.

Mas não, não era ela no restaurante, ela estava trabalhando naquela hora, e ela me encontrou porque uma amiga mandou pra ela, o link do meu blog, por volta da mesma hora que vi sua sósia no almoço.

Juro que tô até agora de boca aberta com essa sincronicidade!

O mais interessante, gente, é que ela está morando onde?

Em Dublin!

Nosso primeiro contato foi na terça e no mesmo dia, já marcamos nosso date, porque com a gente é assim, mesmo, no excuses!

Há mais coisas entre o céu e a terra do que julga nossa vã filosofia.

Explicação eu não tenho, mas reencontra-la depois de mais de 25 anos e alem de tudo, as duas longe de casa, feels like home!

Um brinde aos reencontros da vida!

(o nosso foi com vinho e Pina colada, só pra condizer com nossa idade!)

Facebook Comments

4 Comments

  1. Eu sempre digo que o mundo é um ovo. De codorna.
    Esses reencontros são tão felizes!

  2. wow! o universo conspirou…

  3. Quééééééé isso! Universo conspirando é fenomenal, não?

  4. Ah!!! Que encontro maravilhoso! Nao canso de lembrar! Foi bom demais nos reencontrarmos! Agora é forevaaaaa!!! ��❤️��

Leave a Reply