Emprego ou Trabalho?

Esse é um blog de uma brasileira que mora fora do País e que chegou aqui para fazer intercâmbio a 7 anos atrás, quase a mesma idade do blog, que é um pouquinho mais velho.

Embora meus posts não sejam voltados para estudantes, como acontece com outros blogs que falam exclusivamente sobre intercâmbio na Irlanda, eu recebo muitas perguntas todos os dias sobre a vida aqui em Dublin. Confesso que 80% desses emails seriam facilmente respondidos se quem os mandasse pesquisasse um pouco mais com nosso colega google. Os outros 20% se referem a perguntas relacionadas a crianças, como trazer os filhos para também morar aqui, por exemplo, nesses casos sempre arrumo um tempinho para responder, porque sei que não há muitas informações online a respeito, mas sejam os sobre as kids, ou sejam os sobre perguntas completamente disponíveis na net, invariavelmente todo mundo quer saber sobre como anda a questão de emprego na Irlanda e eu honestamente, acredite, não sei, já que estou fora do mercado de trabalho.

O que eu sei é que em menos de 2 semanas marquei dois tipos de serviços diferentes, com dois brasileiros diferentes, que desmarcaram comigo no dia, depois de que eu, com 4 crianças já tinha me organizado, ou seja, esses dois serão dois que futuramente irão online chorar as pitangas reclamando de que as coisas estão difíceis e encherão o saco postando a cada 5 minutos nos grupos de classificados de brasileiros na Irlanda oferecendo seu des-serviço.

Sim, tá muito difícil mesmo de achar pote de ouro no final do arco íris, mas problema vai ter quem quiser emprego e não quiser trabalho.

Facebook Comments

10 Comments

  1. Boaaaa! a propósito se quiser meus serviços, tenho experiência de sobra com "pequenas populações" hehe, frase da Flora, adorei! Olha meu trabalho voluntário no Brasil, saudades! http://estrelinhasdapaz.blogspot.ie/2014/03/recomecando-nossas-atividades.html

  2. Karine, tenho apenas 1 mês de Irlanda (Limerick), e o meu curso fica no campus da universidade da cidade, e escuto sempre os brasileiros reclamando das entrevistas, ou a vaga é longe, ou pagam pouco, ou não gostaram e por ai vai…Lógico se formos comparar a Irlanda de alguns anos atrás e o de hoje, as oportunidades são poucas, porém a falta de interesse é maior ainda.

  3. Karine, spot on! Aconteceu situação parecida, mas não relacionada a trabalho, comigo: surgiu uma vaga pra um quarto aqui em casa e dezenas de pessoas disseram que queriam visitar e marcamos visitas. Quantas vieram? UMA. Isso porque as visitas haviam sido agendadas pra um sábado. Aí depois o povo reclama que não tem vaga….

  4. Clap! Clap! Clap! Posso contar o que aconteceu com uma amiga mimha? Marcou uma sessao de fotos pro seu bebe recem-nascido de 7 dias. Saiu de casa com o bebe, no frio e sem o marido pra ajudar (porque ele estava trabalhando). Chegou na casa do fotografa, tocou a campainha por mais de 15 minutos, ninguem apareceu, ligou, mandou mensagem e nada… De repente, ela recebe uma msg da fotografa dizendo que teve uma emergencia de saude e estava no hospital. Resignada e chateada, ela voltou pra casa com o bebe e sem fotos. Dias depois, comentou com uma pessoa que conhece a fotografa. A pessoa pergunta que em dia tudo isso aconteceu e checa o facebook da fotografa… e la estava ela num high tea com amigas em um hotel da cidade,,, tinha feito check in, postado foto e tudo,,, eu sinceramente espero que ela nunca mais consiga uma unica cliente pra tirar fotos na vida… a definicao do anti profissionalismo!

  5. Karine, acompanho seu blog desde quando nem pensava em vir para Dublin hahahaha.. Encontrei na internet e acabei entrando sempre, quando depois de meses decidi vir para cá.
    Até falei com você no facebook antes rsrs
    Se precisar de algum serviço Brasileiro, estou aqui. E aliás, procurando trabalho, não está nada fácil. rs
    Beijos

  6. Eh dai fica realmente dificil minha gente!

  7. As pessoas querem emprego e não trabalho…..

  8. Ótimo post, acho que o segredo é tentar trabalhar fazendo o que a gente gosta… nem sempre é possível, né?! Mas dá sempre pra tentar fazer as coisas de uma maneira que seja prazeroso… Mas como você disse bem, não dá pra ter um emprego sem ter trabalho!
    beijos
    LUV!

  9. Seja simpática como eu, que sempre vou a todos os sites de feedback e faço questão de avisar a todo mundo como os engraçadinhos pisaram na bola. e eu nem tenho 4 crianças, aliás, já não tenho mais nenhuma!

Leave a Reply