Brenitos

Gente,que coisa boa ser mãe!Na verdade quem me conhece sabe que nunca fui daquelas mães,que lavam,passam ,cozinham,eu sempre paguei alguem para fazer a parte”chata” e confesso que perdi muito com isso…Meu filho é o máximo! 1°aluno da classe,faaaaaala muuuuito,(tipo eu e de saia),adora aprender ,sobre tudo (e todos),é louco por mágica(aliás aprendi 120 nessa semana,porque comprei um kit na Irlanda e tive que ajuda-lo a memorizar,super emocionante,se não fosse o fato de depois de fazer a mágica para alguem ele não revelasse o “segredo”), super antenado,mas DETESTA FUTEBOL,andar de bicicleta(na verdade ele usa rodinha,daí acho que ele fica com vergonha de descer para o play e os outros meninos implicarem),atura natação 2 vezes por semana ,se diverte na capoeira,adora o ATLAS e fez a coleção da revista recreio de um tal “corpo humano” (acho que se tudo der errado e eu vender eu ganho uma baba porque gastei horrores nesse tal corpinho,dava quase para pagar outro silicone :p),o filho perfeito(mesmo banguela,que coisa engraçada isso da gente ficar banguela,acho que a minha memória seletiva me fez esquecer da minha fase sem dentes).Agora ele está no catecismo,(não me considero católica apesar de ter sido criada em uma educação religiosa,acho que sou mais espírita,acredito que exista mais coisas entre o céu e a terra),mas,ele está morando com meus pais,então,nem tudo é minha decisão,apesar de achar que mesmo que fosse, apoiaria,acho que todo mundo deve conhecer a Deus,e religião é apenas um detalhe.Hoje ele fez uma redação(simmmm! ele adooora escrever!) e o tema era uma auto-biografia,nossa,re-lembramos muitas coisas legais,outras nem tão legais(a morte do pai dele por exemplo) e me surpreendi com a maturidade do meu filhote.Esse lance da gente só dar valor quando perde,seria bem adaptada para a nossa relação,acho que quando eu morava aqui no Brasil e o tinha no quarto ao lado,com todas as facilidades de uma babá 24 horas por dia junto da gente,não me deixavam perceber o quanto é bom ser mãe,fazer comida(aliás,ele disse que meu miojo e meu nuggets é a comida mais deliciosa do mundo),dar banho,buscar na escola e fazer dever de casa,faz parte da escolha mais importante que eu fiz na vida,a de ser do Breno,pra sempre,muito mais que um casamento…uma história de amor,de verdade.
“O que os olhos não veem o coração não sente” é a frase mais sem nexo para alguem que mora na Irlanda e que tem a metadinha dela no Brasil.
Acho que a liga da justiça deveria entrar em ação…

🙂

Facebook Comments

Leave a Reply