Para crimes…perdão…

É muito engraçada essa sensação que antecede uma viagem dessa do tipo que vou fazer…várias providências…documentos…sensações de perdas…mas nada é mais compensador que a faxina que a gente precisa fazer…nas gavetas…e na vida!

Ontem arrumando o armário,encontrei uma folha solta no meio dos cadernos que falava sobre a prescrição dos crimes…isso é…quando um criminoso fica longe da justiça por duas décadas o crime prescreve…e isso me fez pensar em questões práticas…se alguém que estupra,mata,rouba e sequestra tem direito ao perdão,por quê muitas vezes perdemos tanto tempo punindo aqueles que cometeram crimes contra os nossos sentimentos?.

Tudo bem que não é fácil perdoar aquela amiga que ficava dando bola para seu namorado,ou aquela tia que adora uma fofoca…é díficil esquecer que por vezes sua mãe abriu (sem permissão,é óbvio) seus diários,ou aquele seu ex que foi um bandido quando terminou tudo por telefone…mas perdoar é preciso…é preciso porque não se começa uma página sem antes ter virado completamente a outra e o perdão sela a história que acabou…ou que tá só começando.

O que não dá é passar a ser frio porque seu pai nunca te deu beijos calorosos,se drogar ,se vingar e ser irresponsável usando como desculpas os erros dos outros.

Se a vida tá aí para ser vivida como dizem…esqueça…perdoe…você pode esperar até 20 anos para se sentir preparado,mas uma hora você vai perceber que dar esse passo vai te fazer sentir muito mais leve…livre…e solta !

>>>FDS lindooooo !
estou vivendo todos os MEUS momentos
e com certeza a saudade vai ser o meu
maior inimigo durante os próximos meses !


“Ela tem perto dela o mundo inteiro…”

*;

Facebook Comments

One Comment

  1. Texto muito bonito, Ká! Vc vive se superando! Eu ADORO seus textos por isso venho sempre aqui.
    Quanto ao tema do post (perdão judicial versus perdão sentimental) achei bem interessante. Quando as pessoas absorvem, guardam dentro de si raiva,vingança, rancor, ódio (não gosto nem de dizer essa palavra)é humanamente impossível viver em paz. Mais do que uma faxina nas gavetas e na vida, as pessoas precisam fazer faxina na alma… Tirar a poeira, jogar aquela pilha de papel que não serve pra nada no lixo.
    Eu não odeio ninguém! Acho uma perda de energia total ficar alimentando sentimentos negativos que de vez em quando surgem na vida da gente. O máximo que eles conseguem chegar é na minha mente. Não deixo passá-los daí, não! Porque quando eles ficam só na nossa mente, o tempo se encarrega de deletá-los de uma só vez logo a gente nem lembra mais deles…
    Realmente cheirar uma carreira de cocaína para fugir dos problemas e/ou suprir qualquer tipo de carência é moleza (até pq hoje em dia consegue-se comprar em qualquer esquina), fácil demais. O que acho curioso é que para se auto-destruir o ser humano é forte, corajoso, destemido. Um pouco paradoxal, não?!? Se eu ainda estivesse nesse caminho, não estaria aqui hoje. Já teria morrido de overdose há tempos.
    Quanto ao perdão judicial, nosso Código Penal já está mais do que ultrapassado. E, pra mim, matar estuprar, seqüestrar é imperdoável.
    Beijo!

Leave a Reply