Dante x Lula

Acabei de ler uma reportagem do jornal “O GLOBO” que trás uma entrevista concedida por “Marcola” o chefe do p.c.c ao colunista Ronaldo Jabor.O cara é extremamente lúcido e culto,lê Dante na prisão,usa corretamente as palavras e sabe se expressar tão bem que dificilmente saberíamos de que se trata de alguém nascido e criado nos becos de uma favela á margem da sociedade.

Sem nenhuma perspectiva de futuro e sem nenhum medo da morte ele fala,e com toda razão,sobre o surgimento de uma nova classe social : “Há uma terceira coisa crescendo aí fora, cultivado na lama, se educando no absoluto analfabetismo, se diplomando nas cadeias, como um monstro Alien escondido nas brechas da cidade. Já surgiu uma nova linguagem. Vocês não ouvem as gravações feitas “com autorização da Justiça”? Pois é. É outra língua. Estamos diante de uma espécie de pós-miséria. Isso. A pós-miséria gera uma nova cultura assassina, ajudada pela tecnologia, satélites, celulares, Internet, armas modernas. É a merda com chips, com megabytes. Meus comandados são uma mutação da espécie social, são fungos de um grande erro sujo.”

E mais…ele deixa claro que não há solução :” Vocês só podem chegar a algum sucesso se desistirem de defender a “normalidade”. Não há mais normalidade alguma. Vocês precisam fazer uma autocrítica da própria incompetência. Mas vou ser franco… na boa… na moral… Estamos todos no centro do Insolúvel. Só que nós vivemos dele e vocês… não têm saída. Só a merda. E nós já trabalhamos dentro dela. Olha aqui, mano, não há solução. Sabem por quê? Porque vocês não entendem nem a extensão do problema. Como escreveu o divino Dante: “Lasciate ogni speranza voi che entrate!” -Percam todas as esperanças. Estamos todos no inferno. “

Realmente é o final dos tempos…um dos maiores chefes do tráfico do Brasil cita Dante em latim e nosso presidente só fala asneira e engole o plural.
Nosso país está quebrado, sustentando um Estado morto a juros de 20% ao ano, e o Lula ainda aumenta os gastos públicos, empregando 40 mil picaretas. O Exército vai lutar contra o PCC e o CV ?

Eles estão no ataque e nós ,na defesa.Nós temos mania de humanismo. Eles são cruéis, sem piedade. Nós transformamos eles em superstars do crime.Eles nos fazem de palhaços.Eles são ajudados pela população das favelas, por medo ou por amor. O governo é odiado. Nós somos regionais, provincianos. As armas e produtos deles vêm de fora,são globais.A gente vai de três oitão. Eles não esquecem de nós, afinal,somos seus fregueses,mas nós os esquecemos assim que passa o surto de violência.

“Sou brasileiro e não desisto nunca” é um lema bonito,mas pelo visto só quem leva à sério é essa nova classe que surge entre as brechas dessa política econômica corrupta e sem valores,que desde cedo aprendemos a amar,mas que quando chega a fase adulta e nos vemos impedidos de exercer nossas profissões,impedidos de pagar uma boa escola para um filho,ou simplesmente nos sentimos ameaçados ao sair de casa,caímos na real e passamos a viver entre o amor e o ódio por uma das poucas nações que só depende de uma administração justa ,para impedir que cada vez mais jovens deixem suas famílias e busque em outro país a dignidade que não se encontra mais por aqui.

———-HOJE NÃO TEM BEIJO.*

Facebook Comments

2 Comments

  1. Karaca,isso me revolta profundamente.
    Bom saber que vc tb tem essa visão política.
    Eu desisti de ter esperança!!!
    Sem mais…

  2. É Ká…estamos mesmo nas mãos e sob a mira desta nova “classe” que vem crescendo há cada dia.
    Tem vezes que eu não agüento mais nem ler o jornal…é uma barbárie sem fim, uma “violência violenta”!
    Por outro lado, a desigualdade social é imperiosa! Mas o que esperar de um país que não permite que seu próprio povo tenha acesso às condições mínimas de sobrevivência que são: educação, saúde, alimentação, emprego? Só podia dar nisso que estamos vivendo hoje…
    Vai entender…Aonde iremos parar?
    Beijo, Ká!

Leave a Reply