A gente não pode ter tudo qual seria a graça do mundo?

 

assessoria a famílias que querem morar na irlandaFoi no meio do inverno, em uma dessas semanas que antecediam o Natal que eu decidi ir ao Brasil, adiantando meus planos.

Estava planejando a algum tempo que passaria as férias escolares das crianças (que é no meio do ano) no Rio de Janeiro.

2 meses.

Mas não aguentei esperar.

E se tem uma coisa que eu não controlo nessa vida é siricutico.

E ele veio “daquele” jeito que só quem sofre desse mal, entende.

O problema é que depois que comprei as passagens, continuei lendo notícias sobre o Brasil e o estado que a nossa segurança se encontra.

E bateu desespero, para não falar em arrependimento.

Passei noites em claro, pensando que talvez essa não tivesse sido uma boa idéia.

Proibi amigos e familiares que comentassem sobre a minha ida em redes sociais e até procurando Taxi blindado para me buscar no aeroporto eu estava.

Nesse nível, senhoras e senhores.

E não era medo de assalto, porque pode levar tudo.

Era medo de bala perdida mesmo.

E por essas e outras o meu sentimento sobre a minha cidade natal é tão conturbada.

Eu já escrevi muitas vezes sobre minha relação com o Rio de Janeiro.

Mas, já que estava feito, as passagens estavam compradas, o melhor a fazer era parar de ler noticiário e orar, seja lá para o que for.

E assim fomos confiantes e empolgados.

Eu sozinha com a crianças e muitos planos para os dias quentes.

A gente estava precisando.

Foi super divertido descobrir as impressões das minhas kids gringas, principalmente da Chloe sobre o meu Rio de Janeiro

Na metade da minha viagem, enquanto eu pensava justamente em que momento da minha vida eu decidi que era hora de sair do Brasil escutei uma música no carro, que não sei quem canta ou como se chama, mas que foi certeira: “A gente não pode ter tudo, qual seria a graça do mundo se fosse assim…”

Acho que até a Gisele Bundchen, que parece ter tudo na vida, concorda comigo.

A verdade é que eu sou mais feliz no calor, com a minha família e com meus amigos que tanto tenho orgulho de ter conservado durante tantos anos, mas também sou grata a Irlanda e tudo o que ela me deu e pode proporcionar aos meus filhos.

E para encerrar, parafraseando Tom:

Viver no exterior é bom, mas é uma merda. Viver no Brasil é uma merda, mas é bom.

Agora, aguarde o post do melhor aniversário da minha vida.

Ele tá chegando, assim que minha deprê pós Brasil, passar.

 

encontrando a irma e a sobrinha
Criando memórias
passeio com crianças no Rio de janeiro
Que delícia refrescante!

assessoria a famílias que querem morar na irlanda

viajando com crianças sozinha
F´rias no Brasil com as Crianças
ka entre nos
F´rias com a família no Rio de janeiro

16667453_10154111204432443_1592210835_o

16668050_10154111204412443_2135706318_o

F´rias com a família
F´rias com a família no Rio de janeiro

16586512_10154111219187443_1288166612_o

16586649_10154111233072443_110410685_o

F´rias com a família no Rio de janeiro
F´rias com a família no Rio de janeiro

16651205_10154111230567443_233513736_o

assessoria a famílias que querem morar na irlanda

assessoria a famílias que querem morar na irlanda
Breno is 16!!

 

 

Facebook Comments
4

One Comment

  1. que fotos lindas!!!!O Breno tá um rapazinho!!!!As pequenas estao parecendo as chiquititas!!!!!

Deixe uma resposta